Operação Red Sparrow [Resenha do Filme]


Protagonista de uma franquia de sucesso de bilheteria (Jogos Vorazes), de um filme mega polêmico (Mãe!) e ganhadora de um Oscar (O lado bom da Vida), sempre que Jennifer Lawrence aparece, algo a mais acaba vindo com ela, positivo ou negativo, e por tudo apresentado em Operação Red Sparrow, posso dizer que a atriz não me decepciona em seu novo longa.

Dominika Egorova (Jennifer Lawrence) é uma bailarina russa, que tem uma mãe bastante doente, e que sofre um acidente no palco acabando definitivamente com sua carreira. Já nas primeiras cenas o diretor Francis Lawrence mostra que não vai nos poupar de cenas mais impactantes. A abertura nos mostra duas narrativas, a de Nate (Joel Edgerton), um agente americano tentando proteger seu informante na Rússia e Dominika com sua perna em quebrada. Aparentemente, vidas completamente diferentes, mas com algo em comum: Vanya (Matthias Schoenaerts), tio da protagonista, agente do serviço secreto russo. Mostrando a sobrinha que acasos não existem, monta uma armadilha para Dominika, fazendo com que ela também entre para o serviço secreto, tornando-se uma Sparrow.

O treinamento Sparrow não é fácil, principalmente no quesito psicológico. Tratada como uma prostituta do governo, Dominika precisa aprender que mais nada na vida dela a pertence mais, nem mesmo seus desejos sexuais, na verdade, a personagem aprende a usá-los em seu benefício. Muitas cenas sexuais são expostas para nos mostrar que uma Sparrow é uma grande manipuladora de sentimentos. A violência também é constante durante o filme, assistimos a cenas de torturas físicas  e psicológicas fortes, somadas as cenas de assédios explícitos e um toque de incesto, que faz do longa um filme com cenas bem indigestas.


A primeira missão de Dominika é encontrar o informante russo que o agente americano tenta proteger e toda uma trama intricada se desenvolve a ponto de não sabermos se a protagonista é ingênua, por ser uma espiã iniciante, ou esperta demais.No entanto, nenhuma cena acaba sendo aleatória, no fim, tudo é conectado e o final é bem surpreendente.

Dominika não gosta de ser espiã e percebemos que existe uma recusa da protagonista a entregar o seu corpo para quem ela não quer, só porque o Estado deseja, e neste ponto a narrativa é bem clara em nos mostrar as habilidades da agente em tentar escapar de boa parte dos abusos, mas ao longo da trama a personagem comete muitos erros, propositais ou não, só saberemos no final. 

Existe um evidente crescimento da protagonista ao longo da trama, Dominika começa ingênua, mas é uma mulher psicologicamente forte, violenta e aos poucos vai entendendo perfeitamente as motivações do seu tio, que é um homem esperto e asqueroso. A relação familiar dos dois acaba sendo mais complexa do que aparenta. Já sua relação com o americano Nate gera bastante dúvidas ao longo do filme, não conseguimos identificar com muita clareza as intenções de nenhum dos dois e os personagens não conseguem passar nenhuma química no envolvimento deles. 


O que realmente move a trama é o fato de Dominika estar cada vez mais envolvida na espionagem quando somente quer se livrar dela. Se a protagonista vai conseguir escapar das teias que as envolve é algo que só no final descobrimos e neste ponto o roteiro acerta bem em manter nossas expectativas até os minutos finais.

A direção de Francis Lawrence é bastante direta, sem poupar o espectador de algumas cenas e quando em outras é possível perceber que o diretor é bem comedido. Existe contradição na própria personagem de Jennifer Lawrence que consegue matar friamente, mas em outros momentos se mostra assustada. Ainda assim, a personagem apresenta um grande magnetismo e apesar de aparentar não ter sentimentos, é possível ter empatia por ela.

Operação Red Sparrow não tem uma construção muito profunda no jogo da espionagem, mas com uma protagonista espiã iniciante é possível revelar este fato e embarcar numa trama muito bem elaborada, sem pontas soltas, com uma atmosfera sexual escura, com bastante violência e um final que surpreende.

Vale lembrar que o filme é baseado no livro homônimo publicado pela Editora Arqueiro, anteriormente com o título de Roleta Russa do autor Jason Matthews.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Operação Red Sparrow
Título Original: Red Sparrow
Diretor: Francis Lawrence
Data de Lançamento: 01 de março de 2018
Nota: 4/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

11 comentários:

  1. Oi Michele! Tudo bem?
    Meeoow, eu tô doida pra assistir esse filme!
    Obrigada por comentar lá no meu blog.
    Volte sempre!

    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
  2. Oi!!! Eu gosto de filmes sobre espionagem, mas esse me parece que o foco não vai ser esse. Já que os abusos e personalidade da personagem foi o que mais chamou a atenção na história. Espero assistir em breve. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  3. Geeente, adorei! Ainda não tinha ouvido falar do filme, mas adoro a Jennifer e amei a resenha e o fato de tratar de espionagem, já quero assistir!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  4. Michele, li algumas resenhas positivas sobre esse filme e estou doida para assisti-lo! Ainda mais que adoro a temática!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  5. Nossa, deve ser um filme bem intenso! Eu vi o trailer, mas lá não dava pra perceber todos os elementos mencionados aqui. Apesar de não fazer muito o meu estilo, fiquei curiosa agora, rsrs....

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  6. Estou vendo muitas resenhas positivas sobre esse filme, só aumenta minha vontade de querer vê-lo! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mi!
    Eu não aguento mais essa mesma cara da Jennifer, na moral.. mas até que quis ver esse filme porque a história lembrou um pouco a da Viuva Negra.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi!
    A resenha do livro Roleta Russa, que foi o que originou essa adaptação, está no blog. Na verdade a primeira resenha do blog foi sobre Roleta Russa, e na minha opinião pelo que estou vendo. O livro esta seguindo no mesmo ritmo do livro. Nada muito revelado...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi!

    Acho que vou correndo comprar o livro pra ler antes de assistir o filme! Quero muito ler e assistir essa história... estou super curiosa e deve ser muito interessante1

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mi!
    Eu estou louca para assistir esse filme!!!!
    Gosto muito da atriz e só o trailer já me faz querer correr para o cinema. Sei que toca em assuntos e cenas pesadas, mas acho que isso deixa a trama ainda mais legal de acompanhar. Espero poder assistir em breve!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  11. Eu quero ver este filmo, gosto da atriz, ela tem uma ótima cara de emburrada (gostaria de ver um dia ela fazendo um papel de uma doce jovem, para aí sim ver se trabalha bem). Não sei se quero ler o livro, acho que vou me contentar desta vez somente com o filme.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir