In Flight - Nas Alturas [Resenha Literária]


In Flight é o primeiro volume da série bestseller Up In The Air, da autora R.K. Lilley. Esse livro foi originalmente publicado em 2012 e aqui no Brasil no ano de 2016 pela Editora Charme.

Para quem me conhece sabe que o gênero New Adult/Erótico é uns dos meus gêneros favoritos e  como eu ganhei os dois primeiros volumes, entrei com tudo na leitura e posso dizer que apesar de todos os clichês, gostei muito da história e ainda mais dos personagens.

Bianca é uma moça muito reservada e tem seus traumas, ela e seu melhor amigo Stephan são comissários de bordo e vivem dentro dos aviões indo de cidade em cidade. Em uma dessas viagens, ela conhece James Cavendish e por incrível que pareça, ele sempre está nos mesmos voos que ela. A princípio, Bianca se sente apreensiva por causa da beleza física de James e com isso ela acaba perdendo um pouco da sua compostura. Para uma garota que consegue facilmente manejar uma bandeja com taças de champanhe a trinta e cinco mil pés de altura, sobre saltos de oito centímetros, ela se vê surpreendentemente de pernas bambas diante do homem enigmático.


Após uma boa conversa calorosa com James, ela descobre que ele curte BDSM e em um relacionamento com ele, ela seria a submissa. Bianca até gosta da ideia e não tem interesse em algo mais sério. Porém, a protagonista não aceita logo de início a sair com James, só depois de um empurrãozinho do seu amigo Stephan e de alguns acontecimentos que ela resolve encarar essa experiência.

In Flight pode ter todos os clichês possíveis de um livro New Adult/ Erótico, mas a leitura foi ótima e a escrita de R. K. Lilley é leve e fluída. A autora soube trabalhar muito bem o lado emocional de seus protagonistas.

Bianca tem seus traumas e segredos que aos poucos no decorrer das páginas vamos descobrindo e entendendo melhor a personalidade da mocinha. Além disso, temos James Cavendish, que é um mocinho lindo, complicado, possessivo, autoritário e bilionário. Entretanto, James é muito mais transparente sobre seus sentimentos e mostra muito mais o seu lado emocional do que Bianca. 


Vale destacar que R.K. Lilley constrói bem os seus personagens secundários. Stephan, o melhor amigo de Bianca, é aquele tipo de personagem leal e que logo de cara amamos. No início do livro, Bianca nos conta o quanto o personagem é importante para ela e como as pessoas os enxergam como casal, algo que eles não são.  Ao longo do livro, quando passamos a conhecer melhor o passado de Bianca, acaba conhecendo também o passado do Stephan e foi muito bom acompanhar convivência dos dois.

O livro cumpriu bem o seu papel, distraiu bem a minha mente e me fez sentir um pouco mais leve, já que eu tinha acabado de sair de um drama e precisava de algo bem nesse estilo. Para quem gosta do gênero, In Flight é uma boa pedida!

FICHA TÉCNICA

Título: In Flight Nas Alturas # 1
Autora: R.K. Lilley
Onde Comprar: Amazon

 

Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

19 comentários:

  1. Adorei aquele marcador de avião ali kkk.. Mesmo o livro não sendo tão recente, nunca tinha ouvido falar dele.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiii!

    Adorei a resenha, obrigada pela indicação.
    Eu também gosto desse gênero, mas estou tentando me conter em iniciar novas séries (é difícil, mas estou tentando), por isso vou deixar a dica anotada.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. O cara estar sempre nos mesmos vôos que a mocinha, hummmm.. alguns dizem destino, eu digo clichê kk. Mas, ainda assim fiquei curiosa para saber quais são os traumas e segredos de Bianca.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Ariane,
    Não conhecia o livro e apesar dos clichês, ele me pareceu interessante, principalmente pelo mocinho ser mais transparente que a mocinha. Dica anotada!!


    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ahhhh amo comissários de bordo, queria ser uma hahaha mas gostei bastante da premissa do livro com coisa de avião e tals!

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de um bom cliché, não me incomoda nem um pouco, a história parece-me ser bem interessante, leve para passar um bom momento =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ariane!
    Sou muito fã de clichês e de NA, então provavelmente vou gostar bastante desse livro.
    Gostei muito da trama ser com uma aeromoça. Acho que sair um pouco do normal de chefe/empregada já me deixa mais animada haha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  8. Eu também amo esse gênero mas tenho fugido um pouco dele porque parece que sempre encontro mais do mesmo, no entanto essa obra me chamou a atenção, ja ouvi falar da autora mas não conhecia seus livros, agora tô super animada porque parece ser o tipo de leitura que me prende.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bem? Não costumo ler livros desse gênero, consigo contar nos dedos quantos li até hoje, mas esse enredo me chamou a atenção por sair um pouco daquele negócio de coitadinha da protagonista. Pelo menos pelo que entendi, ela não demonstra tanto os sentimentos, também não aceita a proposta de cara. Talvez quando surgir a oportunidade leio essa história.
    Ótima resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi
    confesso que esse não chamou minha atenção, mas o que vale é que a leitura te agradou.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Não vejo muita novidade na trama, o que não é de todo mal, clichês são sempre boas pedidas para curar ressacas literárias. Não conhecia o livro e mesmo achando a capa meio pobrezinha eu anoto a dica.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ao contrário de você eu curto muito dramas e já não curto tanto eróticos assim porque uma vez li vários numa tacada só. Eu acho que parece sempre a mesma coisa sabe, mas para quem gosta isso não diferencia muito. O bom é quando o tema é bastante trabalhado.

    ResponderExcluir
  13. Não sou chegada neste tipo de livro, e sempre vejo muitas resenhas deste estilo. Acho difícil imaginar as situações e me sinto pouco apegada na leitura. Apesar de reconhecer que é um gênero que está muito em alta desde o lançamento de 50 tons de cinza, mas não sou chegada! Obrigada pela resenha!
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu adoro a escrita dessa autora. Confesso que o excesso de cenas hots me cansa um pouco, mas torço muito para que a Charme traga pro Brasil a série Tristan e Danika, amigos de James Cavendish.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  15. Oi Ariane!
    Eu adoro livros do gênero e com clichês, mas claro que quando o autor sabe colocar os clichês e nos fazer apegar na história. E parece que a autora acertou em cheio, né?! Fez bem seu papel de entreter o leitor. Gostei muito do fato de ter personagens secundários bem desenvolvidos também, espero ter a oportunidade de ler algum dia.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  16. Oie!
    Nossa eu sou o tipo de pessoa que adora esse tipo de gênero também e os clichês me fazem sofrer e suspirar ao mesmo tempo!
    Conheci esse livro no encontro que teve da Charme em SP, mas não tive a oportunidade de lê-lo ainda. A sua resenha foi a primeira que vi sobre a série e já anotei a dica aqui :D

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  17. Ainda não conhecia o livro e como você bem disse na resenha, ele parece ter todos os clichês do gênero, mas fiquei curiosa pelo desenvolvimento dos personagens e quero ler também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá
    Não conhecia a obra é bemmm clichê mesmo, mas eu leio mesmo assim, vou anotar a dica e quando estiver na vibe erótica vou tentar ler.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?

    Não sei te explicar, mas esse estilo de livro não me atraí.
    Gostei de saber que ele é "mais leve", mas sabe quando você tem a sensação de que o foco é apenas a parte sexual? Acredito que estou enganada, e lendo a sua resenha me pareceu que o livro trabalha mais a parte emocional das personagens, mas ainda assim, não me cativou....

    Beijo!

    ResponderExcluir