Meia Guerra [Resenha Literária]


Meia Guerra é o livro de conclusão da trilogia Mar Despedaçado, que é composta por Meio Rei e Meio Mundo. Você pode ler a resenha dos anteriores clicando aqui e aqui.

Como o título sugere, o Mar Despedaçado está à beira de uma guerra e todos querem estar do lado vencedor. A história aqui é contada pelo ponto de vista de Skara, Koll e Raith.

Skara viu toda sua família e seu reino serem tomados da noite pro dia. Após pedir apoio para Yarvi e seus aliados para retomar seu reino, ela se vê tendo que tomar decisões sobre o futuro de seu povo e de suas terras. Ao longo do livro, vemos Skara passar de uma garota amedrontada e confusa para uma rainha de verdade, convicta e confiante.


Raith é um guerreiro que só sabe falar a língua das espadas, machados e sangue. Tendo uma criação para se tornar uma arma, ele não questiona as ordens que recebe; só vai e executa. Quando é designado para se tornar guarda de Skara, a jovem rainha e seus ideias fazem com que ele comece a questionar suas ações. 

Koll é um jovem que está dividido entre seguir a carreira no Ministério e seu amor por Rin. Assim como ele deseja mudar o mundo, sendo conselheiro de reis e rainhas, ele também quer passar o resto de sua vida ao lado de Rin. Claramente um exclui um outro e é o destino dessa guerra que vai influenciar em sua decisão.

Apesar do nome do livro ser Meia Guerra, a história aqui foca mais em todos os artifícios e politicagem que levam à guerra de fato. Como Skara diz, “somente meia guerra é feita através das espadas; a outra metade é feita através de palavras”. Não temos muitas cenas de batalhas, mas todas são bem angustiantes e bem descritas. Boa parte do livro é focado em Yarvi e suas artimanhas para vencer a guerra contra o Rei Supremo. Interessante ver a mudança do personagem que conhecemos lá em Meio Rei para o que nos é apresentado aqui. 


Essa trilogia foi meu primeiro contato com as histórias do Joe Abercrombie. De primeira, confesso que estranhei tudo: escrita, narração. Não sei se isso se deve ao fato de que leio poucas fantasias escritas por homens. Porém, depois que esse estranhamento passou, eu me vi super envolvida na história e já querendo saber como tudo ia acabar. Um dos pontos positivos do Joe é que ele não nos poupa de como realmente é a vida no Mar Despedaçado. Algumas de suas descrições podem incomodar os leitores, mas elas são bem mais críveis.

Somente dois pontos me incomodaram nesse livro. O primeiro foi a morte de um personagem que eu gostava bastante. Não entendi muito bem porque ele quis ceifar a vida do personagem, fora que achei algo bem fora de contexto, mas vida que segue. O outro ponto foi a inclusão de um romance entre Skara e Raith. Eu achei tudo um tanto quanto forçado porque, pra mim, em todo contexto em que se passa a história não cabe desenvolver um romance. Abstraindo esses dois detalhes, a leitura foi muito boa.


Meia Guerra fecha de forma satisfatória a trilogia Mar Despedaçado. Super recomendo para quem gosta de histórias que envolvem reinos, politicagem, manipulações e conspirações porque nem toda guerra pode ser iniciada com espadas, mas sim com algumas palavras sussurradas no ouvido certo.

FICHA TÉCNICA

Título: Meia Guerra (Meio Rei #3)
Autor: Joe Abercrombie
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

21 comentários:

  1. Gostei muito da sua resenha, ainda não conhecia essas obras!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não sou muito de histórias que tenham o tema de combate e guerra, mas achei essas capas lindas!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiii Lu e Michele

    Fico sem saber porque os autores querme porque querme incluir romance onde às vezes nem precisa... Fica forçado mesmo.
    Ainda assim tenho vontade de conhecer a escrita do Abercrombie, ja vi varios elogios sobre ele.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi...
    Confesso que não sou muito fã de guerras em livros mas achei lindas as capas.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem ?
    Não é o tipo de leitura que me agrada, principalmente essa questão de romance onde não cabe, parecendo apenas querer tornar o livro mais comercial e com isso se perder em conteúdo, enfim...Desta forma não me arriscaria na leitura
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Lú! Já conhecia a trilogia de vista, mas nunca havia de fato lido nenhuma resenha sobre. Gostei muito de conhecer mais um pouco sobre a série! Sou muito fã de fantasia e não sei como ainda não havia me interessado por essa trilogia! Gostei da ambientação medieval, das tramas e planos de guerra e gostei de saber que os personagens também enfrentam outras questões importantes, não somente a guerra em si. Adorei a dica!

    Bjoxx - http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa obra. E nem a trilogia da qual faz parte. Mas, gente é minha cara! Gosto de enredos do tipo. Vou anotar o nome dessa trilogia para ir atrás dela. Embora ande querendo me desvencilhar um pouco do reino fantástico literário, quem disse que consigo. Sou tão apaixonada por esse gênero que não consigo ficar muito tempo sem ler algo do tipo. E amo novidades, nem que a novidade seja apenas para mim rs Bexus @leitoraconectada

    ResponderExcluir
  8. A trilogia parece ser aquelas fantasias de tirar o fôlego. Descrições demais me cansam, mas se são enriquecedoras ao enredo eu relevo. Quanto a um romance, é normal, principalmente em livro de desfecho. Vamos deixar a recomendação anotada, parece ser um bom livro.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Luiza...
    Conhecia essa trilogia por causa do primeiro livro, depois, confesso que fui perdendo o contato com a mesma e não sabia que esse livro em questão era a conclusão da mesma. Entretanto, eu não sou muito de ler livros de fantasia, achei a história interessante, mas sabe quando você sente que não é pra ti? Infelizmente, não sei o que acontece comigo, mas esse tipo de livro não funciona.

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  10. Helloo, Lu! Tudo numa nice?!
    Então, Mar Despedaçado também foi o meu primeiro contato com as obras do autor. Acho que homens narrando fantasia tem um teor diferente acho que mais denso e focado em ambientações, mas uma autora que você pode comparar à estória de Abercrombie é da Cinda Chima. Ela escreve de forma primorosa. Eu estou acostumada com fantasias mais épicas e gosto muito. Ainda vou terminar essa trilogia esse ano. Espero que não seja um personagem que eu amo que morre. Que medinho.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Essa capa me lembra muito os jogos de vídeo games, a Arqueiro arrasa nas edições. Vi sobre esse lançamento na época, mas apesar de abordar com maestria sobre a guerra, esse tipo de leitura com fantasia, aventuras, não me atrai muito pra que eu caia de cabeça na trama.
    Gostei muito de conhecer suas impressões com essa leitura que para os fãs é uma dica e tanto.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Eu ainda não conhecia essa serie e gostei muito da premissa. Achei as capas master caprichadas e espero poder ler em breve.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi!

    Sempre vi vários elogios sobre esse série de livros. Eu ainda não tive contato com o autor, mas pretendo ler Meio Reio ainda esse ano, porque como disse, vários elogios e eu amo fantasia. É uma pena que esses dois pontos de incomodaram, é sempre difícil introduzir romance em mundos fantásticos. Mas que bom que no final o saldo foi positivo.

    beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi! Conheço essa trilogia só de nome, por isso comecei a ler sua resenha um pouco perdida, mas depois me situei haha Me pareceu que o autor teve uma grande preocupação em criar um universo que fizesse sentido para o leitor, o que me parece muito legal. Fiquei bastante curiosa para ler esses livros, mesmo que o romance inserido não faça muito sentido em estar ali.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    O pessoal tem mesmo a mania de tacar romance em tudo que é obra, né? Eu adorei a idéia dos livros, e o universo parece ser incrìvel. Eu amo fantasia, portanto seria algo muito bacana de se ler.

    ResponderExcluir
  16. Olá Lu,
    Eu ainda não li nenhum livro dessa série, mas Meio Rei está na minha lista de futuras leituras. Eu gosto muito da ideia do livro, mas já fiquei meio receosa, pois e detesto quando um personagem que eu gosto é ceifado pelo autor. Acho que vou me arriscar em ler essa série e espero chegar animada até esse terceiro volume rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oie!
    Ainda não li nenhum dos livros desse autor, mas tenho curiosidade para conferir.
    Eu estava esperando a publicação do último livro para começar a leitura, pois confesso que não gosto muito de esperar entre uma publicação ou outra.
    Quero ler tudo logo!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  18. Oi.
    Adoro o gênero e estou paquerando essa trilogia há algum tempo. Gostei de conter mais elementos dos bastidores da guerra do que dás lutas em si.
    Pretendo ler essa trilogia em breve
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá, ótima a sua resenha. Ainda não comecei a ler essa trilogia, mas bom saber que esse último volume traz um desfecho satisfatório. Acho a premissa, os personagens e o universo da trama bem interessantes.

    ResponderExcluir
  20. Parei pra pensar agora e eu também nunca li uma fantasia escrita por um homem? Ou ao menos não me recordo. Sem dúvidas a escrita deve ser um diferencial. Eu vou dar uma procurada, a trilogia me parece super atraente.

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu não sou muito fã de histórias assim, não me atrai mesmo e até mesmo durante a resenha fiquei meio perdida. E não foi por conta da escrita, é só o gênero que não me atrai. Inclusive, seu blog é lindo, escreves muito bem. Só passo a dica mesmo, série de guerra/fantasia me deixam perdidinha. Beijos

    ResponderExcluir