Os Farofeiros [Resenha do Filme]


Férias, praia, sol e verão, a combinação perfeita, certo? Não para todos, principalmente para aqueles que resolvem viajar de última hora e pegam um trânsito infernal e ainda se depara com uma casa que mais parece uma cilada! Exatamente o caso dos personagens de Os farofeiros.

Alexandre (Antônio Fragoso) é um homem responsável, bastante profissional que enquanto todos já estão curtindo a festa de fim de ano da empresa, ele está trabalhando e recebe uma boa notícia! Será promovido e a partir do próximo ano será chefe de seus amigos e colegas de trabalho. Infelizmente, nem tudo está bem, já que a viagem que faria no fim do ano para Búzios com a esposa e três filhos não vai acontecer, por culpa mesmo de Renata (Danielle Winits), a esposa insuportável que ele tem. Para não ficar em casa e ver a mulher enlouquecer, a família de Alexandre, viaja com a família de Lima, a família de Rocha (Charles Paraventi) e depois chega Diguinho (Nilton Bicudo), amigo de todos, com sua nova namorada.


A viagem é bem no estilo de férias frustradas, a chegada é difícil, a casa é terrível e a convivência de todos fica cada vez pior. O contraste da família de Lima com a de Alexandre é evidente, e a Renata desde o início reclama de tudo! Confesso que me identifiquei um pouco com ela, apesar da antipatia que a personagem gera, mas é realmente muito difícil ficar numa casa com três famílias, cheia de crianças encapetadas, com calor, uma piscina com lodo verde e a praia extremamente longe  e lotada de gente. Não tem como ficar feliz, a não ser as crianças, que se divertem com tudo.

A família Lima é do estilo popular, que leva farofa e frango pra praia e Maurício Manfrini e Cacau Protásio possuem uma excelente química. Já a família de Alexandre é a típica classe média que não tem muito dinheiro, mas se sente um pouco acima dos outros. Já a família Rocha parece um pouco mais equilibrada se não fosse pelo exagerado ciúmes do pai com a filha adolescente e o fato do personagem achar que merece ser chefe mais que Alexandre. Sua esposa, Vanete (Elisa Pinheiro), que está grávida e esconde um segredo é a mais agradável de todos. Por fim, temos Diguinho que foi traído pela esposa, mas começa a namorar uma mulher linda, Elen (Aline Riscado), que faz com que as outras mulheres na casa tenham ciúmes dela.

No meio de tantas atrapalhadas, Alexandre descobre que vai precisar demitir um dos amigos, o que torna tudo ainda mais difícil.


Os farofeiros é repleto de piadas de cunho sexual, ambíguas, às vezes previsíveis, mas acerta em alguns momentos como a cena da piscina com Danielle Winits. O elenco tem um bom entrosamento e o roteiro também acerta por contar uma história bem real, afinal, quem nunca teve férias terríveis? Aliás, Férias Frustradas (2015) foi a inspiração do roteirista Paulo Cursino para o filme e isso fica bem evidente.

Os personagens também são compostos de modo bem realista, a mãe que grita com os filhos, a neurótica, a simpática, o pai bobão, o machista e o cuidadoso. Todos os tipos estão presentes de alguma forma e fica difícil não se identificar com alguns deles.


A filme é narrado como se fosse um dos filhos de Alexandre e Renata, contando a todos da sua sala de aula a sua redação de férias, o que foi uma boa jogada também do longa, deixando tudo ainda mais fácil do espectador se conectar com a trama. 

Apesar dos clichês e dos exageros, Os farofeiros é a típica comédia brasileira, divertida, de fácil identificação do público, com uma mensagem positiva de amor e amizade. E pelo o que elenco contou na coletiva de imprensa, é bem provável ter continuação.

Trailer:

FICHA TÉCNICA

Título: Os Farofeiros
Direção: Roberto Santucci
Data de lançamento: 08 de março de 2018
Nota: 3/5



*conferimos o filme na cabine de imprensa

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

11 comentários:

  1. Não tinha animado em ver esse filme, mas depois da resenha, fiquei até a fim!
    Parece divertido!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Ai, gente, coitada dessa galera que viaja e dá tudo errado, hahahaha! Não queria estar na pele deles, viu?
    Fiquei afim de ver o filme desde que vi um vídeo de divulgação no Instagram com o elenco cantando aquela música “Toda vez que eu chego em casa a barata da vizinha tá na minha cama”, sabe? Que eu adoro! Haha.
    Gostei da resenha, girl!


    Com amor,
    Cartas para Carolaine

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!
    Falou em farofa é comigo mesma hahahha Faz tempo que não assisto uma comédia nacional, então quem sabe essa não vai ser a sortuda..
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  4. Assisti o trailer no cinema umas três vezes e to beeem ansiosa pra assistir hahahha parece ser muito engraçado!!!

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi!
    Esse filme parece ser comedia demais, principalmente pelas atrizes. Eu tinha visto o trailer, e já achei mega engraçado. Nao vou esperar grandes coisas, porque cinema popular brasileiro e so isso mesmo, comedia. Bom pra rir.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu sou a Renata quando viajo com amigos, coitado, meu marido que acaba aguentando minha frustração.
    Eu vi o trailer desse filme numa entrevista com o Nilton Bicudo, achei que poderia ser a realidade da família brasileira ao ir à praia, kkkk. E acredito que acertei.
    Ótima resenha. Beijo! www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  7. Gostei da dica Mi. O filme não faz muito o meu estilo, mas para quem curte dar boas gargalhadas me pareceu ser um prato cheio. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Miiiiiiii
    Deve ser bem divertido e a temática apesar de clichê é bem reaaaaaaal, pelo menos acho que muitas pessoas já tiveram férias frustradas :/
    Quando eu tinha uns doze anos tive umas férias tão terríveis que agora sou eu quem organiza tudo, revisa tudo, cuida de tudooooo, absolutamente não delego nada, só assim, e bota controvérsia nisso, eu consigo relaxar hihihi
    Bjsss Miiiiiiii
    Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. A história parece ser aquela que rola identificação mesmo hahaha Mas confesso que não me interessei muito, tenho um certo trauma com umas comédias brasileiras que vi :( Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  10. Não sei se assistirei porque parece meio exagerado mesmo no quesito ser engraçado.. mas vou pensar..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu vi o trailer do filme e acho que deve ser uma comédia bem bacaninha, pra passar o tempo.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir