Substituindo séries!


Este é um post inspirado na Bela Gil e tudo que podemos aprender com a palavra de ordem imposta por ela: substituir! Sim, é possível, ela pode sugerir substituir o brigadeiro por chuchu, mas eu não vou fazer isso, continuem comendo brigadeiro! Eu vou tentar fazer boas substituições, mas mesmo que você não concorde com elas pelo menos vai saber que existe a possibilidade de ser mais feliz e não é comendo brigadeiro, é assistindo séries mesmo.

A primeira série que você pode substituir é Grey´s Anatomy. Saia do domínio perverso onde Shonda exerce seu poder matando personagens importantes ou secundárias com requintes de crueldade! Eu sei que Grey´s é viciante e que é ótima, mas eu não consegui superar a morte de um personagem principal e também não aceitei bem a saída de Sandra Oh e muito menos compreendi o final do relacionamento de dois médicos que participaram de uma das cenas mais românticas da série, pra depois se separarem. Aquela Shonda é doida. Venha para a luz! Entregue-se à sanidade de The Good Doctor, baseada em uma série sul-coreana, tem como ator principal Freddie Higmore como Shaun Murphy um cirurgião com autismo e savantismo. A série é inteligente, interessante, bem feita. Tem médico, tem page cardio, code blue, romance e até gente que morre, mas não tem a crueldade da roteirista, pelo menos ainda não. A série está em sua primeira temporada. Ou você pode substituir Grey´s por The Resident! Estrelada por Emily VanCamp conta a história de um residente que em seu primeiro dia de trabalho no hospital descobre que seu chefe é um gênio muito arrogante, mas muito competente. Tem intriga, golpe baixo, disputa de egos, morte e tudo mais, também está em sua primeira temporada.


Vikings era uma série maravilhosa, fantástica, sensacional, daí sem mais nem menos aquele que a gente esperava que ia fazer e acontecer, some por dez anos inteiros, volta, não explica por onde andou e pumf! Substitua pumf por alguma palavra que você ache mais adequada. Não posso dizer que Vikings ficou ruim, mas já não é mais a mesma coisa, por isso ela pode ser substituída por The Last Kingdom! Baseada nos livros de Bernard Cornwell, conta a versão dos saxões pela visão de Uthted Uthredson (Alexander Dreymon) que foi criado com os vikings, mas acaba sendo obrigado a jurar fidelidade ao Rei Alfredo. No mesmo estilo da série Vikings, mas mais inteligente e menos sangrenta.


The Black List. Eu vi três temporadas e descobri que cada episódio novo é mais do mesmo. Tem até alguns lances interessantes, mas não me impressionou ao ponto de estar preocupada com os personagens e eu acho que ser viciado em séries é conseqüência da preocupação que nasce naturalmente pelos personagens, tudo muito normal e saudável. Pode ser trocada pela série espanhola La Casa de Papel (para ler nossa resenha CLIQUE AQUI) ou pelo sensacional faroeste The Godless. As duas são séries e excelentes, divertimento garantido com o benefício de não sofrer a agonizante espera por outra temporada, substitua a dor da espera pelo fim!


The Flash. Eu adorava porque eu amava o Grant Gustin, mas ele não canta na série, só corre, corre, corre e pior, namora a Iris e eu não conseguia simpatizar com ela e além disso, a série é bem infantil e eu estou um pouco passada para este tipo de série, abandonei. The Flash foi minha segunda tentativa de acompanhar uma série de super herói, a primeira foi Smallville e eu não perdia um episódio, desisti de séries sobre heróis, então aconselho substituir pela Supergirl que deve ser boa, ou por Jessica Jones que pode ser boa, mas não gostei e não acompanhei porque me recuso a ver meu Doctor Who preferido como vilão. Série de super herói é o que não falta, procurem!


Mr. Mercedes. Eu vi um episódio. Eu vi o aviso, cenas fortes. Eu não suportei, foi demais pra mim. A cena foi muito bem feita, tão bem feita que me chocou de um jeito tão realista que abandonei e talvez tenha ficado traumatizada. Aconselho substituir por American Horror Story que transita por mundos imaginários ou substituam por American Crime Story, tem a primeira temporada sobre o assassinato da ex-mulher do jogador de Baseball, O.J. Simpson, e a segunda está sendo exibida, narrando os fatos reais do assassinato do estilista Gianni Versace.


The End Of The F**king World. Eu vi, mas não vi necessidade em ter visto. Parece que o intuito da série é só chocar as pessoas e nada mais. Eu adoro séries esquisitas com gente estranha, mas tem que ter algum sentido, algo que cative o espectador e eu não vi isso, portanto, substituíam pela romântica Anne With an E que é doce e divertida mostrando como um órfã foi parar em uma fazendo sendo adotada por um casal de irmãos e mudou a vida deles e da cidade. Tão fofa como The End o F**king qualquer coisa jamais será.

Agora que você já tem as dicas maduras e interessantes de substituição, pode seguir em frente e ser feliz com as séries e eu aproveito a oportunidade para dizer que eu substituiria com prazer a Bela Gil e a Preta Gil pelo pai, o Gilberto Gil! Eu sou ótima em substituições!


Marise Ferreira
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

16 comentários:

  1. Oi Marise,
    Vamos ser amigas? Eu também não tenho paciência para o Flash!!!! Menina, que irritante e infantil aquela série... Minha nossa! HAHAHA
    Mas voltando: eu super apoio a decisão de trocar Greys por The Resident. Estou assistindo e gostando bastante.
    E Anne With An E é maravilhosa!!!
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Marise!
    Adorei o post, muito divertido!
    Eu vejo poucas séries, mas adorei Anne with an E!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Marise! Tudo bom?
    HAHAHA adorei seu post, me acabei de rir.
    Algumas substituições valem mesmo a pena ser feita, AMO Jessica Jones e American Horror Story, mas tbm sou fã de Vikings e acho que essa eu não substituiria por nada! kkk
    Obrigada por passar lá no meu blog.
    Volte sempre!
    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
  4. OI, Mari.

    Eu não vejo séries, mas assisti alguns episódios de Grey's Anatomy. Gostei quando vi, mas não morro de preguiça de série e não continuei. POrém, conheço bem a fama de Shonda (kkk).

    Das demais, tenho muita vontade de ver La casa de papel, me sinto bem curioso com ela.
    E essa última "The end..." eu também tenho muita vontade de ver.

    Agora Mr. Mercedes eu estava acompanhando e parei. Eu li a trilogia, mas não sei... até onde vi a série estava devagar demais. Mas o nível de crueldade de King é hard. Mesmo assim quero continuar a ver. Tente não substituir, vale a pena (rs.).

    Bjão
    Di, Blog Vida & Letras
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Marise!
    Acho que o problema todo é que você não ta muito no nipe pra séries de herois, por isso não gostou kkk, porque The Flash é uma das melhores que acompanho. A série amadureceu muito dos episódios bobinhos da primeira temporada, tanto que a terceira e pesada pra caramba, mas sou suspeito a falar, porque amo bastante todo o universo da DC na TV, tirando Arrow que ta repetitivo demais.
    Recomendo sim Supergirl, e concordo, Iris e irritante. Ja teve par romantico bem mais interessante para o Barry, mas ignorando ela, da pra ve a serie de boas.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, td bem?
    Nossa quanta série SENSAAAAAA que vc indicou! Tanto as pra substituir quanto as pra assistir antes, amei!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=4JCWoIg18T4

    ResponderExcluir
  7. Helloo, tudo numa nice?!
    Ai que post arrasador. Concordo com quase tudo. Parei Grey's logo na segunda temporada, fiquei com preguiça e estava bem enjoada. Tô assistindo The Resident e The Good Doctor que são muito boas. Cada uma com sua qualidade. Saí do mundo da Shonda. Parei de acompanhar Vikings logo depois que Athelstan morreu. Fiquei de luto. Agora não sei direito o que acontece e achei The Last Kingdom mais sangrenta e forte para mim.
    Ah, nossa... enfim alguém que concorde que The Flash é fraca e infantil. Nossaa! Eu não aguentava mais então tive que parar. Supergirl também não é muito diferente então nem engatou para mim apesar de eu querer tentar ainda. Mas Flash ficou fubá ao longo das temporadas.
    Ótimo post.
    Beijin...
    Alana Gabriela | Books and Stuff

    ResponderExcluir
  8. Mano eu to morrendo com esse título HAHAHHAHAA FAZ MAISSS!
    E eu não consigo substituir Grey's, eu choro, morro de ódio, prometo não ver mais nada, mas quando sai nova temporada da Netflix eu sento no sofá e só saio de lá igual o bob esponja (com a bunda quadrada). Não sei, além de ser cruel a Shonda tem altos poderes mágicos de viciar as pessoas. E Jessica Jones é maravilhosaaaaa, quero 2ª temporada JÁ! Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari, tudo bem?
    Hahaha adorei a proposta desse post/coluna!
    Mas devo admitir que tenho uma grande dificuldade de abandonar/substituir séries. A teimosia me faz continuar assistindo pra ver o final. :P
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mari!
    O único defeito de Flash é realmente a Iris. Algumas séries que você citou tenho vontade de ver, como The Last Kingdom e Godless.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Que post divertido haha.Adorei. ❤
    Nâo assisti essa "The end of f***king world", mas acompanhei "Anne with an E ",depois li o livro e depois assisti um dos filmes baseado no livro e quando tiver condições vou comprar o livro para ter na minha estante...ou seja ,nem gostei.Foi uma otima indicação.
    Só uma duvida ,tem um cara na foto acima do Mr.Mercedes (não sei se é dessa serie ) que parece muito o Ross de Friends.É ele?

    Beijos
    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele fez o papel de Advogado e pai das famosas kardashian, era amigo pessoal de O.J. Simpson, morreu de câncer alguns anos depois do julgamento. O Ross rsrsrs está fantástico no papel.

      Excluir
  12. Oi
    gostei do poste, achei super diferente dessas que citou, adoro The Good Doctor e Anne, mas assisto Supergirl e Jessica Jones também.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Marise
    Eu adorei seu post! Mas como não assisto séries fico sempre com aquela sensação de que não aproveitei nada das indicações, aff. Mas comentando, já vi Vikings e todo mundo ama, mas é uma pena que ela tenha perdido a essência. Grey's Anatomy já até quis ver mas putz, minha tia chora tanto que eu prefiro passar. Já tinha colocado The Good Doctor na minha lista, tomara que eu consiga ver.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  14. Adorei o post. Eu gosto muito de algumas séries que citou, mas outras são novidades. Anotei tudinho.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir