Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários [Resenha Literária]


Vou começar esta resenha pelo mais importante... Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, segundo volume da série A Livraria dos corações solitários (para ler o primeiro livro CLIQUE AQUI), minha modesta 16º leitura do ano, acabou sendo meu primeiro favorito de 2018, e assim posso dizer que Annie Darling, autora da série, está se tornando uma das queridinhas da minha estante. Vou tentar fazer justiça ao livro com esta resenha, mas se eu não conseguir, por favor, não se desmotivem em ler. 
“É uma verdade universalmente conhecida que uma mulher solteira, em posse de um bom emprego, quatro irmãs mandonas e um gato carente, deve estar em busca do seu verdadeiro amor. Será?”
Talvez você, leitor (a) de romances clássicos, tenha achado este quote estranhamente familiar, e não é por engano. Verity Love, a responsável pelo departamento administrativo da Livraria Felizes para Sempre, é grande fã de Jane Austen e este trecho da sinopse é uma adaptação da frase de abertura de Orgulho e Preconceito, “É verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro e muito rico precisa de esposa.”. Em momentos de dificuldade ela vai até se perguntar “O que Elizabeth Bennet faria?”. 

Porém, ser fã de Jane Austen não é o aspecto mais marcante de Verity, extremamente introvertida, poderíamos até classificá-la como o estereótipo que as pessoas fazem de nós leitores, de que por gostarmos de ler, somos antissociais. Para evitar ter de comparecer a alguns compromissos sociais, como happy hour com os colegas de trabalho, e de encontros às escuras, ela inventa um namorado fictício, Peter Hardy oceanógrafo, que por ter uma profissão que o deixa muito tempo fora, acaba precisando mais da atenção dela quando está em terra. 

Mas como todo plano tem suas falhas, o de Verity é não levar em consideração o quão intrometidas as pessoas a sua volta podem ser. E numa dessas noites em que ela “dá o perdido” nas amigas, Posy e Nina a seguem e num momento de desespero ela acaba pedindo ajuda a um total estranho. 


Johnny está em uma situação bem parecida a de Very, seus amigos o perturbam o tempo todo para que arrume uma namorada, e acabam arranjando encontros com mulheres bastante estranhas para ele. Quando a protagonista o conhece em um restaurante e pede para que ele apenas se deixe levar, ele não esperava encontrar nesta desconhecida a solução para seus problemas. Uma namorada imaginária. 

A história de Very e Johnny é bastante peculiar, pois ao contrário de muitos romances em que o casal se forma por conveniência, eles não vão ficar o livro todo se pegando e negando seus sentimentos. Ela, porque jurou nunca mais ter um namorado, e ele por ser apaixonado por outra. Assim como no livro 1, acredito que seja uma marca da autora, a história do casal não gira apenas em torno do relacionamento entre eles e o romance propriamente dito, desses com pegação, demora para acontecer. 

Mas isso é ruim? É CLARO QUE NÃO! Por isso comecei dizendo que favoritei, para agora responder a próxima pergunta... Um romance contemporâneo sem pegação, pode ser classificado como romance? E a resposta é... CLARO QUE SIM! Annie Darling não escreve para você que acha que um livro romântico precisa ser cheio de drama entre o casal, com fica junto e separa, brigas, muito sexo, mulheres que só falam de homens, etc... A autora escreve para quem gosta de ver um relacionamento se desenvolver em situações quase que cotidianas. 

Eu disse “quase” porque não é todo dia que encontramos o amor porque ele levou um toco da mulher que ama e você precisa despistar suas amigas. 


Eu sempre gostei de romances mais quentes, mas também consigo curtir um romance mais leve, com boas relações familiares e de amizade inseridas no meio. Nós não vamos conhecer apenas a Verity Love que se apaixona pelo Johnny, mas sim a Very que fica fisicamente exausta se precisa conversar com muitas pessoas, a mulher competente e que se preocupa em fazer um bom trabalho, a boa irmã (ela tem quatro irmãs, assim como as irmãs Bennet) e amiga, e claro, fã de Jane Austen

Eu já tinha essa expectativa devido ao volume 1 não ter tantos momentos românticos, mas sim retratar a vida da protagonista de forma mais abrangente. Acredito que isso tenha colaborado para determinar o que esperar com relação a leitura neste sentido. 

Johnny não é o típico mocinho, e a autora não usa o clichê do bad boy comum (como muitas autoras que escrevem NA, por exemplo). Colocando um protagonista apaixonado por outra mulher, que na verdade eu acredito que ele fosse mais obcecado com a ideia de amá-la, diversas opções se abrem na trama, como a relação desta terceira parte com Very, como a personagem vai lidar com seus sentimentos uma vez percebidos, entre outros aspectos que para mim foram bastante originais. 


Uma coisa ficou clara para mim. Essa história é sobre Very e sobre todas as pessoas que são parecidas com ela, como é difícil para uma pessoa introvertida se relacionar em um ambiente profissional cheio de pessoas extrovertidas, se relacionar romanticamente com alguém, uma vez que seu espaço e tempo pessoais são tão importantes, mas também sobre como é possível se adaptar a tudo isso em prol de estar perto de quem se ama. 

Very, você é meu espírito animal!

FICHA TÉCNICA

Título: Amor Verdadeiro Na Livraria dos Corações Solitários - A Livraria dos Corações Solitários # 2
Autora: Annie Darling
Nota: 4,5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Luciane Leite
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

13 comentários:

  1. Eu não conhecia o livro anterior, mas amei a proposta dessa autora, adorei o enredo e as capas são lindíssimas, fiquei completamente encantada por elas e adoraria ler esses livros.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/2018/05/top-5-novidades-da-semana.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Luciane, tudo bem?
    Morro de vontade de ler esses livros, sou apaixonada pela capa, a sinopse chama muito a minha atenção e a cada resenha que leio fico mais empolgada! Fico feliz em saber que o segundo volume é tão bom, ou até melhor, que o primeiro!
    Estou ansiosa por essa leitura, espero ter oportunidade em breve!

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  3. Oi Luciane,

    Desde que saiu o primeiro livro fiquei com vontade de ler, pois a história parece ser muito boa.
    Esse segundo livro parece ir no mesmo caminho.
    Os dois já estão na minha lista de leitura.
    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Esse livro já me ganhou pela capa, não conhecia os trabalhos da autora. Mas, já anotei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Parece ser muito fofo os dois livros, principalmente sabendo agora que é seu favorito do ano. Quero ler os dois. Suas fotos ficaram lindas!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Luciane
    Acho que o que você gostou no livro foi justamente aquilo que eu senti falta no primeiro volume. Tudo é parado demais, o romance quase não aconteceu e eu não vi química muito menos interação entre os personagens, que dirá romance. Forçou bonito um casal ali, mas tenho expectativas maiores para esse segundo volume.
    Beijos

    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá...
    Acho que todo mundo deve saber que eu sou completamente apaixonada por chick-lis, sem dúvida é um dos meus gêneros favoritos! Amo acompanhar esses romances mais leves, que divertem e aquecem o coração!
    Ainda não li nem esse e nem o primeiro volume, porém, estou de olho neles desde que a Editora Verus os lançou, existem muitas resenhas elogiosas por aí também que cada vez mais me animam a ler! Gostei muito de seus comentários a respeito da obra e tenho certeza que será um livro super agradável pra mim.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que capa linda!! E gostei da sinopse. Vou colocar na listinha. Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Luciana, tudo bem?
    Eu ganhei o primeiro livro de presente de aniversário, faz quase um ano e ainda não li. Que vergonha! Pela sua resenha senti que também vou curtir o jeito da autora escrever.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lu!
    Aaaah que resenha fofa! Nossa, fiquei super tentada a começar a ler esse livro agora.
    Menina, eu amo um casal de conveniência e achei interessante como a autora decidiu trabalhar esse.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu!
    Eu só amei a premissa dessa série ai e já quero. Eu tinha visto a capa nas redes da editora, mas nunca parei para ler a sinopse e já me identifiquei com a protagonista desse pelo pouco que você falou. Só o fato da autora fugir um pouco dos clichês dando uma incrementada, já me dá vontade de conhecer. Deve ser realmente uma leitura fofa <3

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Luciane! Tudo bem?

    Olha, devo confessar que não gostei tanto da leitura do primeiro livro, por isso desisti de ler a série. Encontrei vários pontos que me incomodaram e não me convenceram.

    Mas gostei de sua resenha, principalmente quando você tocou no ponto sobre como se desenvolve o relacionamento dos personagens, que não está apenas na "pegação". Super acho isso positivo, válido, tudo oque estiver relacionado ao SIM, eu gosto disso. Então por esse ponto já é algo a reconsiderar a qualidade do texto.

    Bjux,
    Diego || Blog Vida & Letras ♥
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir