Grupo Companhia das Letras: lançamentos julho 2018


No mês de julho o Grupo Companhia das Letras traz muitas novidades com Graça e fúria, primeiro volume de uma duologia de fantasia incrível da Tracy Banghart, A louca dos gatos, terceira coletânea de tirinhas da Sarah Andersen, o novo livro do mestre King, Outsider e muito mais!

Editora Seguinte


A terceira coletânea da cartunista Sarah Andersen traz novas tiras que retratam os desafios de ser um jovem adulto num mundo cada vez mais instável.

Os quadrinhos de Sarah Andersen são para todos que precisam lidar com níveis de ansiedade cada vez mais alarmantes, que sentem que o mundo está à beira do colapso e que se esforçam para sair ao menos um centimetrozinho da zona de conforto. Ou seja, é basicamente um manual de sobrevivência para os dias de hoje.

Além de suas tirinhas sagazes e encantadoras, a autora, que já reuniu mais de 2 milhões de fãs no Facebook, traz também ensaios ilustrados com dicas para os artistas aspirantes aprenderem a lidar com críticas, ignorarem os trolls na internet e não desistirem de mostrar seu trabalho.


Para ler nossa resenha de Ninguém vira adulto de verdade, de Sarah Andersen CLIQUE AQUI

Para ler nossa resenha de Uma bolota molenga e feliz, de Sarah Andersen CLIQUE AQUI


Duas irmãs lutam para mudar o próprio destino no primeiro volume de uma série de fantasia repleta de romance, ação e intrigas políticas.

Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro.

Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes.

Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar.

Companhia das Letras


Reunião das melhores crônicas de uma das mais irreverentes escritoras contemporâneas.

Desde que começou a escrever semanalmente para a Folha de S.Paulo, em 2013, Tati Bernardi não parou de conquistar leitores. Com sua prosa hilariante de inteligência frenética, ela se tornou uma das principais críticas dos costumes da classe média “meio intelectual, meio de esquerda” — usando aqui a expressão cunhada por Antonio Prata, autor da mesma geração.

Homem-objeto reúne seus melhores textos e traz uma crônica inédita, “Meu marido joga videogame”, que retrata um dos temas que se sobressaem no conjunto, não apenas pela recorrência, mas pela originalidade e destemor com que é tratado: a experiência de ser mulher no mundo contemporâneo.

Tati diverte como poucos autores, e são muitos os leitores que abaixam o jornal para que a gargalhada possa ecoar como deve. Como dizia um velho filósofo, nós rimos porque dói. Talvez o elemento comum entre suas crônicas sobre constipação, espermograma ou taquicardia seja que todas tratam de sentimentos íntimos e profundos. O resultado, esperado ou não, é uma surpreendente dose de poesia.

“Tati Bernardi consegue transformar suas idiossincrasias cotidianas em literatura, numa mistura hilariante de desespero e humanidade. Ela seria cômica, se não fosse trágica.” — Fernanda Torres 


Do autor de Reparação e Enclausurado e vencedor do Man Booker Prize, um romance contundente sobre a dor do desaparecimento de um filho.

Numa ida rotineira ao supermercado, Stephen Lewis, escritor bem-sucedido de livros infantis, se depara com a maior agonia de um pai: Kate, sua filha de três anos, desaparece sem deixar rastros. Numa imagem terrível que se repete ao longo dos anos seguintes, ele percebe que a garota não vai voltar.
Com ternura e sensibilidade, Ian McEwan nos leva ao território sombrio de um casamento devastado pela perda de um filho. A ausência de Kate coloca a relação de Stephen e de sua esposa Julie em xeque, enquanto cada um deles enfrenta à sua maneira uma dor que só parece se intensificar com o passar do tempo. Vencedor do Whitbread Award, A criança no tempo discute temas como ausência, luto, culpa e as marcas indeléveis que um acontecimento pode deixar em uma família. Um romance surpreendente de um dos melhores escritores de sua geração.

“Sua obra-prima.” — Christopher Hitchens
“Somente Ian McEwan poderia escrever sobre a perda com tamanha honestidade.” — Benedict Cumberbatch
“Fiel à realidade psicológica: as belas camadas dos relacionamentos, o amor multifacetado entre pai e filho, marido e mulher… Tão artisticamente concebido quanto pungentemente executado.” — The New York Times Book Review 

Suma


Um crime indescritível. Uma investigação inexplicável. Uma das histórias mais perturbadoras de Stephen King dos últimos tempos.

O corpo de um menino de onze anos é encontrado abandonado no parque de Flint City, brutalmente assassinado. Testemunhas e impressões digitais apontam o criminoso como uma das figuras mais conhecidas da cidade — Terry Maitland, treinador da Liga Infantil de beisebol, professor de inglês, casado e pai de duas filhas.
O detetive Ralph Anderson não hesita em ordenar uma prisão rápida e bastante pública, fazendo com que em pouco tempo toda a cidade saiba que o Treinador T é o principal suspeito do crime. Maitland tem um álibi, mas Anderson e o promotor público logo têm amostras de DNA para corroborar a acusação. O caso parece resolvido.
Mas conforme a investigação se desenrola, a história se transforma em uma montanha-russa, cheia de tensão e suspense. Terry Maitland parece ser uma boa pessoa, mas será que isso não passa de uma máscara? A aterrorizante resposta é o que faz desta uma das histórias mais perturbadoras de Stephen King.

“Uma história envolvente que mexe com todos os nossos medos… Para os fãs dos livros antigos de King, como It: a Coisa.” — Kirkus Reviews


O primeiro e mais famoso livro sobre viagem no tempo chega em edição especial, com ilustrações inéditas, tradução primorosa e extras. Ao contar a história de um cientista inglês que embarca em uma fabulosa jornada a um mundo futuro, desconhecido e cheio de mistérios, H. G. Wells inaugura um dos principais temas da ficção científica.

A bordo de sua Máquina do Tempo, o cientista que narra esta história parte do século XIX para o ano de 802701. Nesse futuro distante, ele descobre que o sofrimento da humanidade foi transformado em beleza, felicidade e paz. A Terra é habitada pelos dóceis Eloi, uma espécie que descende dos seres humanos e já formou uma antiga e enorme civilização. Mas os Eloi parecem ter medo do escuro, e têm todos os motivos para isso: em túneis subterrâneos vivem os Morlocks, seus maiores inimigos. Quando a Máquina do Tempo que levou o Viajante some, ele é obrigado a descer às profundezas para recuperá-la e voltar ao presente.
Misturando uma imaginação singular, um tema inovador e muitas reviravoltas, A Máquina do Tempo foi o primeiro romance publicado por H. G. Wells, em 1895. Chamado de gênio e considerado um pioneiro, Wells abriu caminho não só para seus livros e sua visão de mundo, mas para novas possibilidades na literatura.

EDIÇÃO ESPECIAL COM ILUSTRAÇÕES INÉDITAS, TRADUÇÃO, PREFÁCIO E NOTAS DE BRAULIO TAVARES E EXTRAS.


O segundo livro oficial de Minecraft é cheio de ação e reviravoltas! Quando uma nova versão do jogo é inaugurada, nossa jogadora se vê cara a cara com seus maiores sonhos... e seus maiores medos.

Bianca nunca foi muito boa em seguir regras... Sempre impulsiva e descuidada, ela aprende do jeito mais difícil que toda ação tem uma consequência, quando junto com Lonnie, seu melhor amigo, sofre um terrível acidente de carro.

Ao acordar no hospital, paralisada pelas lesões, Bianca se vê em uma realidade com a qual não está preparada para lidar. Por isso, escolhe participar da nova versão de Minecraft e mergulhar em um mundo virtual onde todos os seus desejos estão ao alcance. Ao explorar aquele universo, ela se depara com um avatar mudo e defeituoso que acredita ser Lonnie. Então Bianca se une a Esme e Anton, outros dois jovens que jogam no servidor do hospital, para salvar seu amigo.

Mas essa jornada também tem seus perigos, e eles são perseguidos por mobs que parecem gerados por seus próprios medos e inseguranças. Agora Bianca precisa lidar com todas as incertezas que a consomem: será que Lonnie está mesmo no jogo? E será possível levá-lo de volta à vida real?

Minecraft: A ilha (Minecraft, vol. 1), de Max Brooks CLIQUE AQUI

Quadrinhos na CIA


Por que as sociedades alimentaram uma relação tão esquizofrênica com a vagina ao longo dos séculos? Por que a menstruação é um tema apagado de nossa cultura quando costumava ser algo sagrado para os povos ancestrais? A origem do mundo escancara interditos e desafia mitos e tabus. Um livro genial, catártico e absolutamente necessário.

Se “o pessoal é político”, como dizia o slogan da segunda onda feminista, iniciada nos anos 1960, Liv Strömquist criou um livro radical. Com humor afiado, a artista sueca expõe as mais diversas tentativas de domar, castrar e padronizar o sexo feminino ao longo da história. Dos gregos antigos a Stieg Larsson, das mulheres da Idade da Pedra a Sigmund Freud, de Jean-Paul Sartre a John Harvey Kellogg (o inventor dos sucrilhos), da fábula da bela adormecida a deusas hindus, de livros de biologia ao rapper Dogge Doggelito, A origem do mundo esquadrinha nossa cultura e vai até o epicentro da construção social do sexo. Para Liv, culpabilizar o prazer é um dos mais efetivos instrumentos de dominação — graças à culpa, a maçã é venenosa e o paraíso mantém seus portões fechados. Uma crítica hilária, libertadora e instrutiva sobre o sexo feminino.

Editora Paralela


Eles não jogam no mesmo time… ou jogam? 

Das autoras best-sellers Sarina Bowen e Elle Kennedy, Ele é um romance erótico gay apaixonante.

James Canning nunca descobriu como perdeu seu melhor e mais próximo amigo. Quatro anos atrás, seu tatuado, destemido e impulsivo companheiro desde a infância simplesmente cortou contato. O que aconteceu na última noite daquele acampamento de verão, quando tinham apenas 18 anos, não muda uma verdade simples: Jamie sente saudade de Wes.
O maior arrependimento de Ryan Wesley é ter convencido seu amigo extremamente hétero a participar de uma aposta que testou os limites da amizade deles. Agora, prestes a se enfrentarem nos times de hóquei da faculdade, ele finalmente terá a oportunidade de se desculpar. Mas, só de olhar para o seu antigo crush, Wes percebe que ainda não conseguiu superar sua paixão adolescente. 

Jamie esperou bastante tempo pelas respostas sobre o que aconteceu com seu relacionamento com Wes, mas, ao se reencontrarem, surgem ainda mais dúvidas. Uma noite de sexo pode estragar uma amizade? Essa e outras questões sobre si mesmos vão ter que ser respondidas quando Wesley e Jamie se veem como treinadores no mesmo acampamento de hóquei.

“Li este livro em uma sentada só — é tão bom! Se eu tivesse que selecionar duas autoras para colaborarem, não vejo dupla melhor que Bowen e Kennedy.” — Colleen Hoover, autora best-seller do New York Times
“A maneira como Sarina Bowen e Elle Kennedy desenvolvem o romance destes dois homens é atemporal e maravilhosamente real.” — Audrey Carlan, autora best-seller do New York Times


No aguardado desfecho da série O Amor Não Tem Leis, finalmente conhecemos a história de Diego, o personagem mais amado pelas fãs da Camila Moreira!

Desde o começo de sua carreira como promotor, Diego Ferraz sempre foi guiado pelo seu senso de justiça. Implacável com os criminosos e gentil com os injustiçados, este jovem de coração valente está satisfeito em viver sacrificando-se pelo bem de todos à sua volta.
Quando Diego se depara com o caso de Larissa — vítima de abuso doméstico e mãe de Malu, uma adorável menina de 4 anos — sua vida vira de cabeça para baixo. Ele não consegue parar de pensar nessa linda mulher — que mesmo depois de ter sofrido tanto nas mãos de seu ex-marido, ainda consegue manter sua força, dignidade e, acima de tudo, doçura.
Mais que um mero defensor da lei, Diego quer ser o protetor de Larissa e Malu. Quer passar o resto de seus dias ao lado delas, e mostrar o quão boa a vida pode ser quando nos permitimos amar e ser amados.
Mas o coração de Larissa já foi machucado antes, e ela conhece melhor do que ninguém os perigos de se apaixonar perdidamente por aparentes príncipes encantados. É melhor se fechar, se proteger, e assim evitar mais dor. Afinal, contos de fada não são reais... certo?

CONTEÚDO ADULTO

O amor não tem leis (O Amor Não Tem Leis, vol. 1), de Camila Moreira CLIQUE AQUI

O amor não tem leis – O julgamento final (O Amor Não Tem Leis, vol. 2), de Camila Moreira CLIQUE AQUI

Michele Lima

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oiii Mi

    Graça e Furia é o lançamento que mais quero ler do Grupo nesse mês, aliás já tenho ele anotadinho e pretendo ler muito em breve.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Michele.
    Não sei onde o King arruma tempo para escrever tantos livros hehe. Graça e Fúria está dando o que falar e como é um gênero que amo vou querer ler com certeza.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Graça e Fúria já tinha me ganhado na capa, antes mesmo de ler a sinopse, hehe. Já quero!
    E sempre tive curiosidade de ler algo do mestre King. Um dia eu ainda consigo!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,

    "Graça e Fúria" parece ser um livro que vai agitar o gênero.
    Quero conferir resenhas dele em breve pela blogosfera.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir