Homem-Formiga e a Vespa [Resenha do Filme]


Homem-Formiga e a Vespa se passa algum tempo depois de Capitão América: Guerra Civil e Scott Lang (Paul Rudd) agora vive em prisão domiciliar devido aos acontecimentos com os Vingadores e sem contato com Hope Van Dyne (Evangeline Lilly) e seu pai Dr. Hank Pym (Michael Douglas). No entanto, bem próximo de alcançar sua liberdade, seus antigos parceiros estão na busca para recuperar Janet Van Dyne (Michelle Pfeiffer) e isso faz com que Scott descubra que quando visitou o Reino Quântico acabou estabelecendo uma comunicação com a mãe da atual Vespa. 

Para chegar em Janet, Hope e seu pai criam um laboratório e um túnel para alcançar o Reino Quântico e vão precisar da ajuda de Scott, que não pode sair de casa e muito menos ser preso, já que estaria arriscando ficar 20 anos sem a filha. Porém, Dr. Hank Pym e a Vespa consegue tirar o herói de casa, mesmo que ainda tenham muitas mágoas devido aos acontecimentos de Guerra Civil.


O longa mantém os mesmos elementos do filme anterior, mas agora até laboratório diminui e a escala de tamanhos dos objetos são bem variáveis, o que resulta em boas cenas de ação, todas muito bem coreografadas. Além disso, Hope tem um papel fundamental na história, sendo uma excelente heroína, salvando Scott por diversas vezes, com sua capacidade de luta e inteligência.

No entanto, Fantasma (Hannah John-Kamen) é uma vilã bem rasa e não convence e isso somado a outros vilões como Sonny (Walton Goggins), totalmente dispensável na trama, deixou tudo bem diluído, com um enredo cheio de inimigos sem nenhuma profundidade. Entretanto, foi boa a introdução do personagem Dr. Bill Foster (Laurence Fishburne).

De qualquer forma, vale destacar Luis (Michael Peña) que carrega boa parte da comédia do filme e é responsável pelas cenas mais engraçadas, não só na parte final da ação, mas também por dublar algumas cenas dos outros personagens em um determinando momento da trama.


Homem-Formiga e a Vespa não é um longa inesquecível da Marvel, mas tem boas cenas de ação, de comédia e nos explica um pouco mais sobre o Reino Quântico. Além disso, o longa tem duas cenas pós-créditos e uma delas se liga a Vingadores: Guerra Infinita, o que nos faz pensar como Scott irá ajudar os outros heróis.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Homem-Formiga e a Vespa
Título Original: Ant-Man and the Wasp
Diretor: Peyton Reed
Data de lançamento: 5 de julho de 2018
Nota: 3,5/5
Disney
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Olá, Mi!
    Que crítica gostosa de ler!
    Estou bem ansiosa para assistir, mesmo já esperando que o filme não fosse ser uma "grande estrela" da Marvel.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Fico curiosa com o tanto filme desse tipo que estreia hahaha não faz muito meu estilo

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  3. Oi
    que bom que curtiu apesar dos vilões não serem tão intensos, quero muito assistir esse filme, parece estar bem divertido,

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi!
    Eu não curto essa guria bem aí que fez Fantasma. Eu acho ela com uma cara de pamonha em tudo quanto é lugar que já vi ela atuar (e olha que não foram poucos)
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi! Eu achei o filme divertido, mas essa Fantasma não me agradou em nada.Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mi
    Tô tão perdida nessa vida que nunca assisti os filmes desses heróis novos, então fiquei perdidinha na resenha suahsuas mas vou tentar me atualizar.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu vi alguns elogios à vilã e vou segurar minha curiosidade. A maioria tem chamado ela de 'humana' e comentado que tá mais pra anti-heroína que vilã, de fato. Espero que seja o caso, porque o Killmonger me agradou muito por seguir nessa direção - o próprio Thanos tava bem humanizado também né, fora o lance apocalíptico do plano dele.
    Vou assistir nesse fim de semana, tô animada porque curti bastante o primeiro filme. E também: PRIMEIRA HEROÍNA NUM TÍTULO DA MARVEL, GO HOPE!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi!
    Eu não considerei o Sonny como vilão. Na verdade ele é só um paspalho pra introduzir mais comédia. Na realidade, concordo, Homem Formiga não passa nem perto de ser um dos melhores filmes da Marvel, mas eu acho que ele cai muito bem no quesito comédia, porque o personagem em si é brincalhão. O trabalho desse longa é muito melhor que Thor Ragnarok, que foi exagerado e sem necessidade.
    Sobre a Fantasma, velho, eu gostei dela. Não é a melhor vilã, até porque eu acho que ela tá mais para anti heroina, mas o background dela foi bom. Eles construiram uma personalidade na personagem, embora não tenha curtido a interpretação dessa moça. Acho que podiam ter arrumado uma atriz melhor.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Miiiiiiii

    então, esse é um super-herói que pra mim nem fede nem cheira
    kkkkkkkkkkkkk n consigo gostar, apesar de amar os heróis e filmes da Marvel, n me animei pra assistir nem ao primeiro filme do Homem-Formiga :(

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir