Um Mundo Sem Príncipe [Resenha Literária]


Um Mundo Sem Príncipe se passa algum tempo depois do final de A Escola do Bem do Mal (para ler nossa resenha CLIQUE AQUI). Sophie e Agatha estão de volta a Galvadon, como sobreviventes e heroínas, mas nem tudo está indo a mil maravilhas. Enquanto Sophie lida com o pai casando novamente, Agatha sente falta de seu príncipe, o que a deixa se sentindo culpada por conta de Sophie.

Quando um pedido feito sem querer levam Sophie e Agatha de volta à Escola, tudo está completamente diferente. O que antes era A Escola do Bem e do Mal, agora é a Escola é dividida entre Meninos e Meninas, com Tedros buscando vingança a Sophie por ter roubado sua princesa. Agora as duas meninas precisam correr contra o tempo antes que uma guerra exploda entre as duas escolas.

O meu maior problema com essa série atende pelo nome de Sophie. Nunca entendi como uma garota como Agatha pode acreditar que essa menina egoísta fosse sua amiga de verdade e não como uma obra de caridade. Bom, no começo pode até ter sido esse motivo que Sophie se aproximou de Agatha, mas depois se tornou uma amizade real oficial entre as duas.

Sim, ainda tenho um pouco de raiva de Sophie, mas após esse livro eu entendo algumas de suas motivações. De todas as pessoas de sua vida, Agatha foi a única que realmente se preocupou com ela, a única amiga que ela tem na vida. Após ter aceito seu papel de vilã no conto de fadas de Agatha, Sophie sabe que a única pessoa que não deixa a bruxa vir à tona é justamente a amiga e ela vai fazer de tudo para que Agatha não a abandone. Interessante ver que, apesar de focar justamente no Bem e sua amizade, as atitudes de Sophie são um egoístas sim, o que acabaram se caracterizando como atitudes do Mal.


Agatha está disposta a sacrificar seu amor por Tedros para que sua amiga não se torne a bruxa que ambas tanto temem, nem que pra isso ela tenha que abandonar seu príncipe. A devoção de Agatha a Sophie às vezes chega ser muito extremista. Agatha realmente tem toda característica de uma princesa, principalmente o altruísmo. Ela quer acreditar que Sophie a perdoou e faz de tudo para poder voltar para Galvadon e tentar ser feliz com sua amiga ao seu lado.

Gostei muito como o autor levantou as questões dos contos de fadas: de sempre a princesa ser salva pelo príncipe. Quando Agatha escolheu Sophie no final do livro passado, aconteceu literalmente toda uma revolução nos contos de fadas. Príncipes foram expulsos (ou mortos) por suas princesas, que agora prezam liberdade e a capacidade de cuidar de si mesmas. Foi bem legal como o autor trabalhou como esse detalhe pode passar rapidinho para uma guerra dos sexos, onde o perdedor será para sempre escravizado pelo ganhador.

Outro ponto interessante é a questão do bem e do mal. O que faz ser uma pessoa do bem ou do mal? Sophie é o maior exemplo disso. Tudo que ela quer é voltar pra casa com sua amiga. Apesar de todos os seus esforços serem caracterizados como atitudes do Bem, de certa forma elas acabam prejudicando outras pessoas, se tornando do Mal. Confuso? Sim, e creio que foi essa a intenção do autor. Todos temos dentro de nós Bem e Mal, e sem querer acabamos praticando o último algumas vezes.


Apesar das capas da série remeter a um livro infanto-juvenil fofinho, não se deixe enganar. A história pode parecer meiga a princípio, mas no fundo ela é bem cruel. Desde pequenos somos ensinados que os vilões de contos de fadas sempre irão morrer no final. Esse livro nos faz questionar se os vilões são realmente assim porque querem ou pelo motivo de ter sido o único papel reservado a eles.

A reta final, assim como do livro anterior, é de envolver e deixar você com o coração na mão. É angustiante ver as duas amigas uma contra a outra. A amizade entre as duas é forte sim, mas infelizmente elas não se confiam plenamente.. As atitudes tomadas por Sophie podem ser revoltantes, mas são bem reais. Afinal, quem nunca ficou magoado quando uma amigo trocou você por causa de um relacionamento.

Os personagens secundários têm bastante destaque e são responsáveis pela descoberta de várias informações importantes. E mais uma vez o autor nos deixa um gancho enorme para o próximo livro. Muito espertinho da parte dele, só acho.

FICHA TÉCNICA

Título: Um Mundo Sem Príncipes (A Escola do Bem e do Mal #1)
Autor: Soman Chainani
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Olá, Luiza.
    Eu amei esse livro e o próximo é ainda melhor. Odiei a Sophie desde sempre, mas entendo suas atitudes. E o pior é que na maior parte do tempo ela faz as coisas tentando acertar, mas não vê que só está piorando as coisas.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu,
    Confesso que foram as resenhas da Sil do Prefácio que abriram meus olhos para essa série que eu nem sabia que era série HAHAHAHAH
    Agora que li a sua, fico ainda mais impressionada, porque não dava nada pela capa.... HAHAHA Sou sincera!
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Tenho muita vontade de ler esta série, sempre vejo resenhas positivas e o enredo me agrada muito.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a série, mas por ser meio infantojuvenil não acho que esteja muito na vibe de ler haha

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,

    Olhando as capas a gente pensa ser um livro bem infantil. Mas bom saber mais da trama.
    Coloquei o primeiro na lista de leitura.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu! Eu sou do contra e gosto da Sophie. No livro um eu gostei mais da Agatha no começo, mas depois acabei entendo a outra melhor. Neste segundo eu não tive simpatia pela Agatha e queria dar fim naquele príncipe. O final não me deixou nada contente. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lu

    Todo mundo fala dessa Sophie e eu já estou pegandi ranço dela por tabela. Já te falei que acho essa capa feia, né? Mas falo novamente porque a feiura dela merece! Hahahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir