Deuses Americanos [Resenha Literária]


Meu primeiro contato com Neil Gaiman foi com Stardust - O Mistério da Estrela e foi uma leitura bem agradável, leve, repleta de aventura e magia, mas eu sabia que Deuses Americanos seria bem diferente, eu só não imaginava me deparar com algo tão intenso que eu passei muito tempo digerindo algumas cenas que me pareceram surreais.

Shadow passou alguns anos na prisão e quando está prestes a sair descobre que sua esposa morreu num acidente de carro e o motivo do acidente é bem surpreendente. Assim que sai da cadeia, Shadow conhece uma pessoa bem estranha chamada Wednesday que o contrata, só que o senhor em questão é um deus já que foi e de certa forma ainda é, bastante poderoso e que vai travar uma enorme guerra com os deuses mais novos. Shadow vai se deparar bem no meio da batalha, cada vez mais envolvido nesse mundo que tem deuses bem interessantes: como o da internet, o da televisão, o deus da estrada e até mesmo do sexo.


À medida que o protagonista vai conhecendo Wednesday e seu mundo, Shadow vai entrando cada vez mais numa atmosfera onírica que exige do leitor concentração e imaginação. Coisas estranhas acontecem, sonhos bizarros, deuses que querem matar Shadow e até sua esposa morta aparece várias vezes para salvá-lo. E depois de ver a esposa cadáver, o protagonista deixa de questionar tudo que acontece com ele, numa passividade incrível que nos faz inclusive questionar seu bom senso.

O elemento mitológico é bastante presente na obra, já que o autor vai nos mostrando deuses de diversos lugares que chegaram na América e com isso temos deuses africanos e até egípcios. Dessa forma, Gaiman nos mostra que o novo mundo foi construído com diferentes culturas, por constantes imigrações, e ao nos contar um pouco da história americana, nos mostra também um pouco da construção da sociedade, com seus atuais anseios e necessidades, personificados com os novos deuses.


A narrativa não é fácil, por vezes o autor interrompe a história para contar sobre algum deus e a trama mistura elementos de realidade, mitologia, sonhos, lendas e inúmeros simbolismos! Além disso, algumas cenas são extremamente brutais em que é fácil imaginar o sangue jorrando. O enredo pode parecer simples, mas acaba se tornando bem complexo, com algumas reflexões interessantes tal como o processo civilizatório que influência nas religiões, nas crenças, já que na modernidade os deuses antigos estão morrendo, não precisamos mais ter fé na natureza porque não dependemos mais exclusivamente dela. A tecnologia nos trouxe previsões do tempo, conhecimento e ferramentas e com isso novas adorações, novos altares, como este em que colocamos a televisão, bem no centro da sala, com a família a seu redor.

Alguns deuses me marcaram mais que outros, a personalidade de Wednesday me chama bastante atenção, principalmente em contraste com a de Shadow, mas o deus criança da Internet foi uma das melhores sacadas do Gaiman.


Deuses Americanos tem 576 páginas, relançado no Brasil em 2016, pela Editora Intrínseca, unuma edição preferida do autor. Vale lembrar que a obra tem uma adaptação para a série de TV que pretendo assistir, assim que eu absorver tudo que Neil Gaiman jogou na minha cara nesta obra. Em um momento em que temos tanta intolerância religiosa e cultural, certamente é um livro que acaba sendo bem pertinente.

FICHA TÉCNICA

Título: Deuses Americanos
Autor: Neil Gaiman
Onde Comprar: Amazon

 
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

11 comentários:

  1. Já conhecia o livro, eu achei a leitura bem fluida apesar de não ter terminado de ler por pura falta de tempo.

    www.descrevendonuvens.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!
    Eu estou amando a série, mas não sei se encaro o livro. Realmente a sacada do Deus da Internet foi muito boa.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Michele.
    Eu já tentei gostar dos livros do autor, mas não teve jeito. Depois de 4 livros desisti. E ainda mais você falando que a narrativa não é fácil. Por isso nem vou me aventurar. Amei as fotos.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Não sabia que tinha adaptação televisiva! Sempre via muita gente falando do livro, mas nunca cheguei a pesquisar sobre o assunto. Depois de ler Coraline, tive certeza de que Neil Gaiman deve estrar pra minha lista das "leituras frequentes", e agora ainda mais!

    Beijo!
    www.controversios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Me falaram muito já desse autor e eu quero começar com O Oceano No Fim do Mundo que parece ser mais simples pelo que vejo o pessoal falar hahah

    Beijoss
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece ser bem interessante!
    Adoro ler <3 segui seu blog, mt lindoooo
    Entao, meu primeiro cover saiu no youtube! Gostaria de te convidar para vê-lo e se inscrever no canal se gostar e falar pros migos <3 Essa ajuda seria ótima!!! Beijinhos https://www.youtube.com/watch?v=XOjBLK7UMb0&

    ResponderExcluir
  7. Eu sou louca para ler essa obra, já imagino mesmo que o livro deve ser bem denso e uma leitura pesada, mas pela sua resenha parece ser uma leitura que nos enriquece muito culturalmente!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi,
    Eu vi a série e fiquei animada a ler.
    Parece uma leitura bem densa e cheia de emoções.
    Queroooooo!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi, tudo bem?
    Já li algumas resenha deste livro, mas com opiniões bem diversificada, mas a maioria bem positiva. Pelo que descreveu a leitura foi bem densa e carregada de emoções fortes... Nunca li nada do autor e ainda não encontrei nenhum livro dele que me despertasse a curiosidade. Xero!!!!!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá Mi!
    Meu primeiro contato com Gaiman também foi com Stardust, mas eu não curti muito o livro. Gostei bem mais do Mitologia Nórdica. O Deuses Americanos me desperta a curiosidade, mas pela sua resenha e outras que li é um livro que não vou gostar. Isso de ficar interrompendo a narrativa para mudar de assunto me irrita muito rs
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir