Sicario: Dia Do Soldado [Resenha do Filme]


Sicario: Dia Do Soldado é a continuação do longa Sicario: Terra de Ninguém, estrelado por Josh Brolin e Benicio Del Toro.

Na trama, a guerra contra o tráfico de drogas na fronteira dos Estados Unidos com o México é intensa e os cartéis estão atuando na entrada de terroristas pela fronteira. Para combater essa guerra, o governo americano convoca o agente federal Matt Graver (Josh Brolin) que volta a trabalhar em parceria com Alejandro (Benicio Del Toro).

Para solucionar o aumento do tráfico e seus poderes na fronteira, Matt tem o plano de colocar uns contra os outros e para isso inicia uma série de missões de assassinatos e inclusive sequestra a filha de um dos chefes de um dos cartéis para colocar a culpa no cartel rival. No entanto, quase no final da missão, em que Isabel (Isabela Moner) passaria pela fronteira e seria entregue a sua mãe, a garota foge colocando em risco toda a operação. E como os planos de Matt não dão certo, a operação é cancelada e agora a agora só depende de Alejandro para ajudá-la.


Alejandro está na missão e cuida de Isabel durante o sequestro sem que a garota saiba sua identidade, mas ela é esperta e logo descobre que o personagem teve sua família morta por culpa de seu pai traficante. E por mais irônico que pareça, os dois estabelecem uma relação de confiança, em que Alejandro fará de tudo para salvar a vida da adolescente. E a tarefa não é muito fácil, já que com a missão cancelada eles ficam sem o apoio do governo para ajudá-los a passar pela fronteira e Isabel por ser filha do dono de um cartel poderoso é um alvo fácil.

Paralelamente a isso temos a história de Miguel (Elijah Rodriguez), um adolescente que entra para a vida do tráfico e da violência, mas parece constantemente em dúvida e perdido, até que em determinado momento as histórias se cruzam e começam a fazer sentido.

Pelo fato do primeiro ter recebido boas críticas, o espectador talvez tenha altas expectativas em relação ao longa, mas o roteiro tem algumas falhas. As cenas de ação e a ambientação são boas, com bons efeitos sonoros. Entretanto, sem muita profundidade a trama se arrasta em alguns momentos e as histórias de Miguel e Alejandro demoram bastante para se cruzarem e com isso, o personagem de Elijah Rodriguez parece bastante aleatório na história. 


Josh Brolin e Benicio Del Toro estão bem em seus personagens e Isabela Moner se mostra uma boa atriz, embora o filme não consiga se aprofundar no drama.

Sicario: Dia Do Soldado tem cenas de ação bem coreografadas, excelente fotografia e uma premissa interessante que consegue ir além de uma velha história com tráfico mexicano, com personagens até complexos, mas peca em não saber aproveitar a trama, se tornando raso e apresentando apenas um filme comum de ação.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Sicário: Dia do Soldado
Título Original: Sicario: Day of the Soldado
Diretor: Stefano Sollima
Nota:3/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi Mi,
    Eu ainda não vi nem o primeiro, rs.
    E posso ser sincera? Não me animei. Eu gosto de filmes dramáticos, com histórias meeeesmo, sabe?
    Acho que vou deixar passar...
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!

    Não conhecia o filme, e confesso que não faz muito o estilo que costumo assistir :(

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!
    Eu até gosto de filme de ação, mas prefiro quando são bem balanceados entre personagens femininas e masculinas. Pra ser bem sincera, esse não parece com nada do que eu assistiria, deixou a impressão de que eu não chegaria até o fim dele.

    bjs
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
  4. Oii Michele.
    Tenho percebido que muitos autores se perdem na hora de construir profundidade que ou fica sem ou perde-se no contexto geral do filme.
    Apesar de gostar de filmes de ação essa falha me irritaria bastante porque sou mais adepta a ter uma história bem elaborada do que das cenas de ação. Obrigado pela resenha. Assim sei que não é meu tipo de filme.
    Beijos.


    Blog: https://fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda não assisti ao primeiro. Preciso ver pra entender esse.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  6. Despida dos vernizes do primeiro Sicario - todos os maneirismos que o diretor Denis Villeneuve carrega consigo de filme a filme - a continuação Sicario - Dia do Soldado respira novos ares. Na minha opinião, este foi um dos melhores filmes de ação que foi lançado. O ritmo é bom e consegue nos prender desde o princípio, em Sicario Dia Do Soldado, eu recomendo muito no caso de que ainda não viram. Não tem dúvida de que Benicio del Toro foi perfeito para o papel de protagonista, falar do ator significa falar de uma grande atuação garantida, ele se compromete com os seus personagens e sempre deixa uma grande sensação ao espectador.

    ResponderExcluir