A Garota do Orfanato Sombrio [Resenha Literária]


Livro adolescente com temática sobrenatural já esteve muito em alta. Fazendo uma breve retrospectiva mental, tendo por base meados de 2008 até os dias atuais, li inúmeros livros com o tema, porém foram poucos que realmente se sobressaíram.

O fantástico misturado com o sombrio e com o romance instiga, por isso acredito que é um ótimo tema para um autor trabalhar. É a garantia de leitores; jovens e adultos, mas ao mesmo tempo, nesse cenário recheado de histórias que muitas vezes são parecidas entre si, o autor precisa ter um diferencial para conseguir se destacar. 

Temple Mathews, roteirista, um dos nomes por trás da criação de A Pequena Sereia II, e o escritor de A Garota do Orfanato Sombrio, mostra que tem esse diferencial ao criar um enredo que prende, emociona e encanta (de uma forma peculiar) o leitor.


A obra traz uma atmosfera mórbida. Estamos falando de um romance sobrenatural cujos protagonistas são fantasmas adolescentes. Esqueçam a referência Gasparzinho. Quero que conheçam a Casa do Meio.

A morte é inevitável até mesmo para aqueles que não têm o tato de que não viverão para sempre. Echo é uma garota de 16 anos, ama os pais e tem um namorado perfeito. No entanto, tudo desmorona quando ela acorda em um local que não conhece. Tal local, chamado de A Casa do Meio, abriga adolescentes bizarros e aparentemente cruéis.

Pensando em se tratar de um orfanato, Echo simplesmente surta ao tentar provar para todos que seus pais estavam vivos, assim sendo não precisaria ser mantida ali. Até que descobre que na verdade, quem não está mais viva é ela mesma.


E dessa forma, começamos a nossa jornada num enredo envolvente. A fantasia de Temple é sombria, ressalto que estamos falando de fantasmas adolescentes que tiveram mortes terríveis, traumáticas. Isso misturado ao suspense, pois tais adolescentes, para serem libertos da Casa do Meio, precisam descobrir quem os matou. Essa é justamente a parte mais instigante da história, principalmente se tratando da personagem principal, Echo. Quais motivos uma pessoa teria para assassinar friamente uma menina?

À medida que ela e seus amigos tentam descobrir o assassino, o livro vai longe ao mostrar ainda a formação da personalidade adolescente. As dúvidas, a ousadia, o contraste do bem e mal. Tudo isso se torna um tanto que leve, pois Temple criou personagens cativantes, não se prendendo ao drama. E ainda colocou mais uma dose de leveza ao introduzir um romance fofo, típico da adolescência.


Enquanto adulta, apreciei o enredo, me prendendo totalmente aos personagens. O público alvo são os jovens, e minha visão a respeito é que se trata de muito mais que uma simples ficção. A obra irá encantá-los, viciá-los, porém passará lições importantes, como o valor da amizade, o choque da realidade de que a morte existe e poderá acontecer com qualquer um, a importância da família e as crueldades existentes no mundo. Tudo isso em meio a uma fantasia única.

Recomendo a todos que adoram o sobrenatural.

Os direitos cinematográficos foram comprados pela produtora da rapper Iggy Azalea

FICHA TÉCNICA

Título: A Garota do Orfanato Sombrio
Autor: Temple Mathews
Nota:5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Bianca Gonçalves
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

10 comentários:

  1. Oi, Bianca
    Acabei de ler uma fantasia jovem incrível e estou animada para conhecer essa trama. Gosto de histórias de fantasmas porque envolve a busca para descobrir os meios de como eles morreram, que nem em Anna Vestida de Sangue, então tenho certeza que vou gostar. Amei a indicação!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bianca!
    Nossa, fiquei muito interessada.
    Achei diferente e fiquei muito curiosa sobre a resolução das mortes para sair da Casa do Meio. E para onde vão depois?
    Adoro histórias adolescentes, então sei que é para mim, mesmo que sombrio (e eu tenho medinho, haha).

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    P.S.: Existe A Pequena Sereia II? Chocada. Hahahaha

    ResponderExcluir
  3. Oi Bianca,

    Gostei muito da trama, esse mistério com fantasia atrai várias pessoas.
    Com certeza vou querer ler.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi Bianca. Tramas sobrenaturais sempre me instigam, mas me apavoram na mesma medida. Pela resenha sei que eu não largaria o livro até concluir a leitura, porque já estou mega curiosa pra saber mais sobre o desenvolvimento dessa história, mas sei dos meus limites e não sou muito boa em lidar com livros que tenham fantasmas. Adorei a dica, quem sabe quando eu ficar mais corajosa me aventuro!
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Bianca!
    Nossa, vai ter filme? Deve ser bom msm!
    Ainda curto romances sobrenaturais. Gostei da capa do livro e leria sim sem compromisso nenhum... Sua resenha foi a primeira que li sobre!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro e sinceramente não faz muito o meu género, mas acabei por ficar preso à história pela sua resenha, talvez por essa vibe young adult, fiquei com muita curiosidade de o ler e saber que vem adaptação, é mais um ponto positivo. =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  7. Oi! Eu quase comprei na Bienal, mas fiquei com receio de ser muito juvenil, mas a história me pareceu muito intrigante e bela depois de ler sua resenha e adoraria ler. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. gente que demais! adorei, gosto de livros assim

    beijo
    Adoletas

    ResponderExcluir
  9. Oi lindeza!!!

    Adorei a resenha!! Fiquei super curiosa pra ler o livro!! E adorei que já tem direitos comprados!! Mais um pra lista!!

    Beijos
    Naty!

    ResponderExcluir