As Elizas [Resenha Literária]


Em 2006 nos Estados Unidos, Sara Shepard publicou o primeiro livro da série Pretty Little Liars, que só chegou no Brasil em 2010, o primeiro do que viria a ser uma das maiores séries de suspense para jovens adultos mais bem sucedidas de todos os tempos. E de lá pra cá não parou de lançar histórias que prendem. As Elizas, seu novo livro, lançado pela HarperCollins no Brasil, definitivamente não deixa à desejar. 

O que acontece quando a linha entre a ficção e a realidade se confunde tanto que você já não sabe mais o que é real e o que não é? Essa é a questão que Eliza Fontaine enfrenta e uma das minhas partes favoritas da obra é o fato de ter um livro dentro de outro. Eu amei a transição entre o livro real e o livro “criado”, uma maneira única de fazer a história. 


Sou apaixonada por narradores não confiáveis e vibro muito com esse tipo de enredo. É muito bom quando encontramos uma natureza desequilibrada nos personagens, é claro que isso não tem nada a ver com o fato de eu ser psicóloga (ou teria?!). Mas é interessante não poder confiar neles ou em suas memórias a ponto de não ter ideia do que está acontecendo, além de ser muito empolgante, já que você nunca tem certeza das voltas que podem estar te esperando no fim. E é bom ressaltar que Shepard parece ser fã em escrever nesse estilo, mas do que isso, Eliza tem um nível completamente diferente de não confiável e instável, para dizer o mínimo. 

Eliza Fontaine é uma mulher jovem e talentosa, animada que seu romance de estreia, As Dots, está se aproximando da data de publicação. Por outro lado, Eliza está lidando com uma condição médica difícil que a deixou doente e, às vezes, suicida. 

Uma noite, Eliza sai para acordar em um hospital no dia seguinte incapaz de recordar os acontecimentos da noite anterior. Sua família diz a ela que um estranho a resgatou de se afogar em Palm Springs. Devido as suas tentativas suicidas, sua família e a polícia investigam o caso e acreditam que a mais recente experiência de quase morte foi apenas mais uma tentativa... ou será que não?! 


Como acontece em qualquer livro de Shepard, você pode esperar reviravoltas, com aquela pitada de loucura. Às vezes, quando começamos a desvendar pistas e fazer revelações, acreditamos que estamos indo pra um caminho. Lembre-se que você não está apenas acompanhando a história principal, você também está acompanhando As Dots. Cada vez que pensamos que resolvemos tudo, algo novo surge. 

Inteligentemente planejado e cheio de suspense, As Elizas é um livro que te prende do início ao fim. Os melhores thrillers psicológicos têm uma maneira de brincar com a mente do leitor, forçando-o a pensar em uma coisa antes de puxar o tapete e fazê-lo questionar tudo o que ele achava que sabia. Shepard não faz só isso, ela faz coisas mirabolantes sem esforço algum. 

É um livro muito bem escrito, cheio de surpresas, e o personagem principal é único... mas nada supera a maneira com que Sara Shepard te agarra pela garganta e só solta no final. Uma história que me causou arrepios. As Elizas foi escrito com uma dupla narrativa e é um thriller psicológico sinuoso, de modo que fiquei intrigada logo no início. Como Eliza Fontaine é uma narradora não confiável, posso dizer que fiquei no limite em várias partes do livro. 


O que era verdade, o que foi inventado, o que era simplesmente uma mentira? É difícil escrever sobre essa história porque eu não quero falar demais, mas também porque é um desses livros que você precisa ler para entender a profundidade e a complexidade que estão sendo escritas. 

Uma vez que você se tornar parte do mundo de Eliza Fontaine, você vai querer juntar todas as peças, e não vai parar de ler enquanto não terminar esse quebra-cabeça.

FICHA TÉCNICA

Título: As Elizas
Autor: Sara Shepard
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon

 
Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

10 comentários:

  1. Oi Natália
    Eu nunca li nada da autora, principalmente porque PLL é uma série muito grande, mas assisti os episódios e se tornou uma das preferidas da vida, eu fiquei apaixonada pela trama da autora. De início eu não tinha interesse em ler As Elizas, isso porque thriller psicológico não é a minha praia, mas eu fiquei bem animada com a sua resenha. Meu problema é que ao contrário de você, não curto personagens não confiáveis, sempre fico confusa e me perco na narrativa.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada da autora e pasme, não cheguei a assistir The Pretty Little Liars, pela premissa de As Elizas não me senti muito atraída para ler o livro, mas claro que se tivesse a oportunidade eu leria, já que sua resenha foi bem positiva.

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiii Natália

    Eu gostei bastante do livro, achei a Eliza um personagem cheio de surpresas e essa duvida em se confiar ou não me prendeu até o final. Achie que a Sara mandou super bem nesse estilo mais adulto do livro.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Eu não sabia nada sobre esse livro, e se o visse sem saber nada, iria passar longe. Que enredo mulher!!! Estou maravilhada aqui. E quero ler já. Beijos sua linda, você arrasa nas resenhas.

    ResponderExcluir
  5. Oi Natália. Esse tipo de trama é muito envolvente e instigante mesmo, eu gosto quando o narrador deixa dúvidas do seu comportamento, da veracidade das palavras e tudo mais, mas normalmente fico bem atordoada nessas leituras, é muita reviravolta em uma trama só. Eu já tinha lido uma resenha sobre esse livro que foi super recomendado e, novamente, uma resenha me deixou interessada no livro.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Natália,tudo bem?
    Nunca li nada da autora e a série PLL eu só vi a 1.ª temporada. Para ser bem sincera achei a trama um pouco confusa, mas ainda assim se eu tivesse uma oportunidade eu leria "As Elizas".

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  7. Oi, Nat!
    Menina, eu nunca quis ler nada da autora, mas andam falando tão bem desse livro que estou disposta a dar uma chance.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse livro, mas achei a capa lindíssima e o enredo muito interessante. Tu despertou em mim a vontade de ler a obra sim.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/2018/08/top-5-novidades-da-semana_17.html

    ResponderExcluir
  9. Olá, Natália.
    Eu amei o livro também. Criei mil teorias do que estava acontecendo e não era nada do que eu tinha imaginado hehe. E também tenho uma queda por personagens assim, só torna o suspense ainda maior. Espero que a autora continue escrevendo nessa linha mais adulta porque eu amei.

    Prefácio

    ResponderExcluir