Mamma Mia - Lá vamos nós de novo [Resenha do Filme]


Por mais que eu ame Meryl Streep, Amanda Seyfried, Colin Firth e Christine Baranski, eu realmente achei que era desnecessário fazer uma continuação de Mamma Mia, afinal, o roteiro do primeiro foi bem finalizado. No entanto, para uma sequência sobre o passado da protagonista Donna, o longa até que entrega um bom filme para os fãs.

Sophie (Amanda Seyfried) está reformando o hotel e irá fazer uma festa de inauguração pensando em homenagear sua mãe. Insegura, com saudade de Donna (Meryl Streep), a protagonista ainda precisa lidar com a distância do namorado e com a possibilidade de Sky (Dominic Cooper) não voltar de Nova York, mas Sophie encontra apoio em Sam (Pierce Brosnan) e nas amigas da mãe Tanya (Christine Baranski) e Rose (Julie Walters) que juntas são ótimas. À medida que a personagem vai organizando a inauguração do lugar, vamos acompanhando o passado de Donna e conhecendo em detalhes como ela conhece cada um dos possíveis pais de Sophie.


Toda a parte do passado é narrado de uma maneira mais alegre, porém previsível. Sabemos como a história termina, mas ainda assim temos algumas surpresas, já que o roteiro nos dá mais informações de cada um dos homens da vida de Donna. Harry é sem dúvida o mais engraçado de todos e quando adulto, interpretado por Colin Firth, rouba a cena diversas vezes. É difícil não achar graça com ele dançando e sua interação com Bill (Stellan Skarsgård) é sempre ótima. E Bill jovem era bem charmoso. Já parte do presente é bem melancolia e a cena de Sophie com Donna no final talvez seja a mais bonita e a que mais emociona devido aos fatos da história.

Lily James faz muito bem Donna jovem, incorporando bem o espírito forte da personagem. E é inevitável não reparar nas semelhanças físicas de Jessica Keenan Wynn com Christine Baranski. Infelizmente, não dá pra comprar a Cher como mãe de Donna, já que Meryl Streep é apenas três anos mais nova. Cher quase não tem expressão, talvez por plásticas, botox e afins, mas seu personagem tem carisma. Vale também ressaltar que as músicas casam perfeitamente com as cenas e Fernando, Waterloo e novamente Mamma Mia foram os melhores momentos, assim como Super Trouper.


Como já conhecemos a história, ainda que mesclada com o presente de Sophie, a previsibilidade torna o roteiro mais fraco e o filme não chega a ser melhor do que o primeiro, mas agrada com os ótimos personagens, cenários encantadores e a forte relação entre mãe e filha abordada pelo longa. Quem gosta do Abba, de musicais e não espera uma enredo impactante, vai gostar de Mamma Mia - Lá vamos nós de novo.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Mamma Mia - Lá vamos nós de novo
Título Original: Mamma Mia! Here We Go Again
Direção: Ol Parker
Data de lançamento: 2 de agosto de 2018.
Nota: 3,5/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

12 comentários:

  1. Oiii, Mi, tudo bom?
    Menina, gostei bastante da premissa do filme. Apesar de desnecessária a continuação, parece ser um filme bem lindo e divertido.
    Anotado na lista.

    Beijos,
    EU SOU UM POUCO DE CADA LIVRO QUE LI

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!
    Não importa se o filme anterior terminou fechadinho, EU QUERO MAIS MAMMA MIA NA VIDA!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!

    Honestamente, eu também não vi muita necessidade de uma continuação, mas como adoro o filme e tenho certeza que a continuação também é leve e divertida, eu vou é ver assim que sair no cinema hahaha adorei a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Uma pena que não seja tão bom quanto o primeiro =/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi, tudo bem???

    Eu amei o primeiro filme e nem ligo muito que terminou fechadinho. Eu imaginei que não tivesse nada muito impactante, mas eu amo o musical e acredito que vai ser maravilhoso. Vou assistir no dia 06 e estou contando os minutos. Um xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Ah, eu adorei o primeiro...pq Colin e seu Stellan ♥ haha
    Estou bem curiosa com o segundo, acho que nem tinha necessidade, mas...e todos aceitaram com gosto, então imagino que realmente seja assistível.

    P.S.: Quem dera se o pão estivesse caro pelo saco ser chique kkkkk vem na sacola plástica mesmo. Aqui no Rio ainda usam.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  7. Vi o trailer desse filme no cinema e achei bem bacana, não assisti o primeiro, mas pelo que vi o primeiro foi sensacional, né? Uma pena ese filme ser óbvio.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mi
    Assisti esse filme só uma vez mas não gostei. Acho musicais repetitivos, nem o da Bela e a fera gostei, além disso casamento grego soa batido pra mim. Provavelmente não assistirei.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mi
    Assisti esse filme só uma vez mas não gostei. Acho musicais repetitivos, nem o da Bela e a fera gostei, além disso casamento grego soa batido pra mim. Provavelmente não assistirei.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mi!
    Na moral, Cher como mãe da Meryl é só pra dar um up no filme porque eu achei isso bem bizarro hahahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi Mi!!

    Como você sabe, amo Abba, e amei o primeiro filme! Vou assistir amanhã!!! Claro que o primeiro foi incrível, mas te confesso que adorei eles terem feito uma continuação... rs
    Vamos ver como ficou a Cher nesse filme!!!

    Beijos!
    Naty

    ResponderExcluir
  12. A historia está bem estruturada, o final é o melhor. Mamma Mia se tornou no meu filme preferido. Sua historia é muito fácil de entender e os atores podem transmitir todas as suas emoções. O elenco tambén foi excelente, adorei a participação de Andy Garcia, ele é um ótimo ator. Adoro porque sua atuação não é forçada em absoluto. Suas expressões faciais, movimentos, a maneira como chora, ri, ama, tudo parece puramente genuíno. O vi recém em Tempestade, foi maravilhoso. É um dos melhores filmes de suspense é sensacional! Eu gostei a história por que além das cenas cheias de ação extrema e efeitos especiais, realmente teve um roteiro decente, elemento que nem todos os filmes deste gênero tem.

    ResponderExcluir