Não confie em ninguém [Resenha Literária]


Quando Sidney Ryan, ambiciosa e especialista em documentários criminais se encontra com a então condenada Grace Sebold, um caso de assassinato de dez anos de idade é virado de cabeça para baixo. Não Confie em Ninguém é o terceiro livro do autor Charlie Donlea, que volta com um thriller emocionante. Uma história que vai te surpreender do início ao fim.

Sidney é incrivelmente ambiciosa e quer descobrir a verdade em casos de crimes antigos, e muitas vezes atua como catalisadora para anular antigas convicções. O seu atual documentário se concentra no caso de Grace Sebold, uma jovem que estava de férias em Santa Lúcia para um casamento de dois amigos, com seus familiares, quando seu namorado Julian é morto. Com todas as evidências apontando para Grace, ela se encontra presa e definhando em uma cela em Santa Lúcia desde então. 

Dez anos se passam, Sidney aparece e a vida de Grace está prestes a mudar. No entanto, quanto mais a protagonista escava o caso dela, mais injustiças grosseiras vêm à tona. Sidney tem apenas um dilema, expor a verdade ao caso de Grace pode ser muito mais perigoso do que ela esperava, e ela está disposta a arriscar sua vida pela verdade, mas quais serão as consequências dessa decisão?


Não Confie em Ninguém foi minha primeira experiência com o trabalho do talentoso Donlea. E sinto que perdi muito tempo para descobri-lo. Eu adoro livros do gênero thriller e nada me agrada mais do que encontrar um novo autor que eu goste. 

É ótimo o modo como o livro não traz um thriller padrão. A inclusão do documentário, que ocupa uma boa parte do enredo deu a essa história uma versão diferente da linha habitual que segue esse gênero. Eu também gostei de como ele oferece ao leitor uma excelente combinação de estilo criminal, um procedimento policial e um processo judicial. Foi uma tática inteligente ao trazer todos esses elementos, e ele conseguiu cruzá-los de uma maneira incrível. 

Donlea teve um tempo para desenvolver completamente seus personagens principais, a condenada Grace, e a documentarista Sidney. Estas, em última análise, dirigem o livro e os personagens ficaram ótimos. Outros personagens recebem algumas páginas, enquanto alguns desempenham um papel muito maior no processo. Confesso que em muitos momentos eu fiquei desconfiada de muitos coadjuvantes que entraram e saíram da história., mas acredito que era isso que Donlea pretendia, ele definitivamente semeou as sementes da dúvida em minha mente.


Donlea definitivamente é um mestre do suspense e eu perdi as contas de quantas vezes mudei de ideia sobre o crime. Este livro faz perguntas que atormentam as pessoas quando se deparam com esses casos extraordinários. O que ela fez? E se ela não fizesse isso? Qual foi o motivo dela? Alguém poderia ter feito aquilo? Nós inevitavelmente nos colocamos na mesma posição e nos perguntamos, mesmo se fôssemos culpados, nós mereceríamos aquele nível de isolamento e medo? A punição se encaixa no crime?

A abordagem de Sidney para o documentário é fascinante – ela produz em tempo real, apresenta suas descobertas, tudo isso enquanto investiga. Seu público descobre tudo durante todo o processo, assim como os leitores. Eu senti como se o livro fosse o documentário. Donlea organiza cada descoberta e posiciona cada reviravolta na história, de modo que nós sentimos que Sidney está nos levando para um passeio.


O formato do livro é variado – com cenas do próprio documentário, entrevistas, flashbacks e cenas atuais – e tudo se manteve interessante o tempo todo. O ritmo foi tão acelerado que senti a urgência da enorme e assustadora tarefa de Sidney, enquanto informações conflitantes se empilhavam em cima dela. E definitivamente nada me preparou para esse final. Na verdade, eu olhei para o livro e disse: Não mesmo!!!

Com certeza eu queria assistir à esse documentário. Queria conhecer essas pessoas e entrevistá-las eu mesma. Queria justiça para esses personagens. Minhas próprias questões estavam surgindo em cada página. E a necessidade de me envolver na resolução do mistério só aumentava e de certa forma, graças ao autor, eu estava ali, dentro do livro.

A característica mais esmagadora dessa história, especialmente para os fãs do gênero, é o verdadeiro aspecto criminal, em nossas circunstâncias atuais, têm-se um aumento crescente no interesse demonstrado em livros de crimes, documentários e séries de TV. Donlea aproveitou esse fascínio atual, e nos trouxe uma história rica em detalhes e dúvidas.


O livro é emocionante, surpreendente e eu adorei o toque final, que eu não vi chegando – de maneira nenhuma! Se você adora crimes, ou aprecia um sabor diferente de seus thrillers de habituais, definitivamente esse livro é pra você!

A Faro Editorial simplesmente arrasou na edição, a capa está maravilhosa, a diagramação perfeita, as páginas amarelas, rico em detalhes e com uma ótima fonte para leitura. Se você gosta do gênero, indico muito. Os conceitos e a maneira com que o mesmo foi escrito está impecável.

FICHA TÉCNICA

Título: Não Confie em Ninguém
Autor: Charlie Donlea
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

10 comentários:

  1. Oi Natália. Eu amo livros de suspense e gostei bastante da premissa dele. Já havia visto a indicação no blog da Cida (MB) e com certeza parece ser uma obra sensacional. Pelo que você pontuou, percebo que o suspense em si é ainda maior do que eu esperaria para ele.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  2. Essa é a primeira vez que vejo uma resenha desse livro e mesmo não sendo o meu gênero favorito fiquei animada para conhecer esse livro!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Natália!
    Adoro thrillers tbm, mas só ouvi falar nesse autor recentemente msm, qnd esteve em São Paulo. Já adicionei os livros dele na listinha interminável, rs. Gostei muito de ler sua resenha, fiquei bem curiosa!
    Realmente documentários sobre crimes viraram uma febre né? XD
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Nat, tudo bem?
    Gostei da dica, a sinopse do livro é bem interessante, fiquei mega tentado para conferir, com certeza entrou na minha pequena listinha infinita de livros! A capa também é maravilhosa
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  5. Esse não é um dos meus gêneros preferidos mas a história é realmente muito interessante e e pela sua resenha o livro parece mesmo prender o leitor e fazer com que ele se questione muitas vezes!

    https://primaveraagridoce.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Natalia! Eu gostei muito da trama e o final acabou comigo. O autor foi corajoso em dar aquele destino para aquela personagem. Recomendo todos os livros dele lançados pela Faro. Deixada Para Trás é meu favorito. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Então, geralmente eu não costumo ler esse tipo de livro, mas o enredo é realmente tão interessante que me deixou curiosa. Hahaha Amei a resenha!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu sou fã de carteirinha do autor e você bem sabe KKK. Já queria ler e agora sinto urgência! Que livrao 😍
    Resenha perfeita

    ResponderExcluir
  9. Oi Natália!
    Eu vou ler esse livro! Nao sei quando. Mas assim que surgir uma promipro do livro. Irei comprar-lo.
    Adorei a Resenha!
    Beijos
    Ari

    ResponderExcluir