PéPequeno [Resenha do Filme]


Migo é um Yeti, alto, peludo, vive nas montanhas, seria considerado o lendário Pé Grande. O protagonista está ansioso para substituir seu pai para tocar o gongo que faz com que o sol nasça todos os dias. Migo vive em paz na sua comunidade e sem questionar as "pedras", os mandamentos de todos, sem perguntas, sem dúvidas, até que que ele encontra um “pé pequeno”. O encontro de Migo com um humano muda sua vida completamente, já que o personagem começa a ter sua fé nas pedras abalada.

No primeiro ato da animação vamos conhecendo os personagens na comunidade Yeti. Eles acreditam que vivem numa montanha que flutua, que abaixo deles nada existe, que é preciso fazer certos rituais todos os dias, como tocar o gongo, e qualquer tipo de questionamento é passível de banimento. E é assim que Migo é banido da sua comunidade, já que passa a não acreditar na pedra que diz que os humanos não existem. No entanto, o protagonista logo descobre que não está sozinho. A filha do líder deles, Meechee (Zendaya) possui um grupo secreto de amigos que também questionam as pedras e juntos partem numa grande aventura para provarem que estão certo.


Já na parte debaixo das montanhas temos Percy (James Corden), um amante dos animais que está desesperado por audiência por conta das suas dívidas. Deixando a dignidade de lado ele quer ganhar público a todo custo e quando Migo cruza seu caminho é a oportunidade perfeita para conseguir alcançar seu objetivo.

Se por um lado Migo e seus amigos questionam as regras já estabelecidas em sua sociedade, buscando na ciência um pouco de explicação que não possuem, o personagem de Percy é usado como uma ótima crítica pela busca dos “likes” a qualquer custo. Abordando mundo diferentes, a animação também reflete sobre o medo do desconhecido e mostra para o público mais infantil que às vezes tudo depende do ponto de vista. Para os Yetis, os humanos são criaturas estranhas, fofinhas com voz fina, para o líder local, monstros que podem matar. Para nós, Yetis é que são os verdadeiros monstros assassinos.


A animação é bastante engraçada com uma boa aventura e a parte musical ficou ótima e nada cansativa. O roteiro é ágil e as piadas são espertas. Como não rir com os artefatos humanos encontrados pelos Yetis? O papel higiênico se tornou um pergaminho com informações invisíveis! E a troca de conhecimento entre Percy e as criaturas da montanhas é melhor parte da animação. Destaque para o personagem Thorp (voz do comedianteCeará na dublagem brasileira), sua sinceridade brutal arranca boas risadas.

De uma maneira extremamente divertida o longa traz bons questionamentos que geram reflexão, principalmente para as crianças. Aceitar e conviver com o diferente, respeito, amizade e necessidade de buscar respostas são temas bem explorados na animação. Visualmente o filme também agrada, os personagens possuem um ótimo carisma e temos uma boa mescla de aventura e comédia. 

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: PéPequeno
Título: Smallfoot
Direção: Karey Kirkpatrick, Jason Reisig
Data de lançamento: 27 de setembro de 2018

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Eu amo filmes infantis, vi uns comentários excelentes sobre esse e estou doida para ver. Amei seu post!

    www.kailagarcia.com
    www.nossomosmoda.com

    ResponderExcluir
  2. ownn que gracinha! eu adoro assistir animação e super me interessei em ver esse com a sua resenha

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Olá, Michele.
    Eu raramente assisto animações. Mas essa me animou bastante. E gosto quando além de divertir nos faz questionar sobre vários assuntos. Se der vou assistir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi!!!

    Eu sou apaixonada por animações desde sempre, adorei a premissa do filme, principalmente porque nos faz pensar. Não consigo mais dar desculpa de ir com as crianças pro cinema, já que uma delas está fazendo 15 anos (To velha). Mas continuo adorando e ainda bem que eles também!!! Adorei a resenha. Minha vontade de assistir só aumentou!!

    Beijos
    Naty!!

    ResponderExcluir
  5. Ai, parece tão fofinho <3 Eu amei o estilo do desenho e a ideia, vou querer ver também =D

    ResponderExcluir
  6. amo uma animação então não perco por nada
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Michele, eu como fã de animação estou doida para assistir a esse filme! Não vejo a hora!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir