A casa do Medo - Incidente em Ghostland [Resenha do Filme]


Com tantos filmes de terror medianos nos últimos tempos é normal que as expectativas para alguns deles seja menor, mas A casa do Medo - Incidente em Ghostland me surpreendeu bastante por mesclar muito bem o terror psicológico, suspense e drama.

Beth (Emilia Jones) é uma garota bem introspectiva, que gosta bastante de escrever histórias de terror, totalmente o oposto de sua irmã Vera (Taylor Hickson), mais extrovertida e visivelmente com ciúmes da atenção que a irmã mais nova recebe da mãe, Pauline (Mylène Farmer). As três estão se mudando e logo na primeira noite, o lugar é atacado por dois psicopatas que têm a intenção de matar a mãe e ficar com as filhas dentro de casa. Em seguida, o longa tem um salto temporal em que vemos Beth adulta (Crystal Reed), casada, escritora famosa, voltando para a antiga casa e visitando a mãe e Vera (Anastasia Phillips), que ficou completamente transtornada e age como se ainda estivesse sendo atacada constantemente. 


Ao mostrar as personagens adultas, o longa começa a brincar entre o que é real e o que é imaginação. Não sabemos até certo ponto do filme o que de fato acontece com Vera, se ela está mesmo revivendo os acontecimentos como alguém transtornado ou se existe algo sobrenatural na casa. Ou ainda se tudo não passa da imaginação de uma delas. E quando descobrimos o que acontece a realidade dos fatos nos é apresentada de maneira brutal. Conseguimos entender melhor o que foi que os dois psicopatas fizeram na casa e o sofrimento absurdo vivido por Beth e Vera.


A fantasia onírica e a realidade se misturam bastante durante o filme, o que instiga o espectador a descobrir a verdadeira história. A ambientação um tanto macabra na casa nos dá o toque sobrenatural necessário para a trama, as bonecas no local são assustadoras e as cenas de sustos nos ajuda a manter a tensão, além de todo o horror vividos pelas personagens. O figurino e maquiagem também merecem destaque.

Se na primeira parte do filme temos um toque sobrenatural e de suspense, a segunda parte é marcada por um grande drama e tensão, o que nos gera um enorme desconforto, principalmente pelas cenas sádicas dos psicopatas. E apesar de ter um final conclusivo, o roteiro, infelizmente, peca por não nos dá detalhes sobre os vilões, mas nada que afete a trama.


A Casa do Medo - Incidente em Ghostland tem referências a H.P Lovecraft, sendo um terror com cenas fortes de violência, drama, sadismo, suspense e alguns sustos. É um filme tenso e difícil não se angustiar com as protagonistas. 

PS: a atriz Taylor Hickson processou a produtora do filme devido a um acidente que sofreu, deixando-a com uma cicatriz em uma das cenas.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: A Casa do Medo - Incidente em Ghostland
Título Original: Ghostland
Diretor: Pascal Laugier
Data de Lançamento: 18 de outubro de 2018
Nota: 4/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oiii Mi

    Amei essa resenha! Realmente minhas expectativas eram medianas justamente por causa da quantidade de filmes de terror que saem nas telas e não são nada extraordinárias, mas terror psicológico com suspense e drama da Casa do Medo tem tudo pra me agradar, nesse mês de Outubro aliás vem bem combinando.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei desse filme. Prende a atenção logo no começo. O desenvolvimento, no entanto, pode ter se arrastado até certo ponto. Mas, de modo geral, o filme consegue se sobressair diante de sua proposta inicial. Isso sem dúvida, é um mérito muito grande, pois hoje em dia é muito difícil ver um filme de terror que tenha uma pegada certeira. Sendo clichê ou não, uma produção que habilmente expõe as principais exigências do gênero pode agradar bastante e provar que o terror ainda tem fôlego no cinema.
    Muito boa sua resenha Michelle. Beijos!

    https://consideracoessobrefilmes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi! Eu fiquei curiosa par saber mais sobre o que aconteceu com a mãe e as meninas, sou um pouco medrosa, mas esse filme eu encararia. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi!
    Gente, chocada com esse processo!
    Ultimamente ando me aventurando nos filmes de terror. Anotei a dica.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi! Tudo bom?
    Tô anotando muito filme de terror pra procurar assistir no fim de semana do Halloween - até porque, com a situação política atual, filme de terror é muito mais feliz do que o que a gente tá vivendo :v
    DEUS ME DIBRE E GUARDE DESSAS BONECAS DO DEMÔNIO, mas vou conferir sim!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi!!!

    São tantos filme de terror no ano que tá difícil mesmo segurar as expectativas lá no alto! Adorei a resenha e a minha vontade de assistir só aumentou, terror psicológico é algo que tem sido muito usado nos últimos filmes!!
    Gente é esse processo!! Meu Deus!! Que situação!!!
    Cm certeza assistirei o filme!!
    Contando os dias pra estreia de Jason!💕

    Beijos
    Naty!!

    ResponderExcluir