Céu sem estrelas [Resenha Literária]


Quando vi a capa de Céu sem estrelas me apaixonei na hora, depois li a sinopse e soube que o livro era escrito pela autora brasileira Iris Figueiredo, tive que tê-lo na minha estante. 

Cecília, a protagonista da história, acha que todo mundo a abandona e sofre com a baixa autoestima em relação ao corpo. Ela tem vários problemas familiares, principalmente com a sua mãe, além disso, ela nunca conheceu o pai e sua relação com o seu padrasto sempre foi complicada. Era muito comum após várias discussões entre a garota e a mãe, ela se mandada para ficar uns tempos com a avó, com quem é muito apegada.

Aos dezoito anos, Cecília e suas amigas resolvem comemorar, a mocinha pensa que será um grande dia, entretanto, as coisas mudam, ela é demitida de seu emprego e não sabe como irá lidar com a situação. Por causa disso, e por não saber o que fazer, ela resolve omitir sobre estar sem emprego para os seus amigos e sua família. Após uma comemoração num bar, ela e sua melhor amiga Iasmin acabam ficando bêbadas. E quem resolve ajudar as meninas é o Bernardo que é o irmão mais velho de Iasmin. Bernardo acha um pouco estranho esse comportamento por parte de Cecília, já que ela sempre foi certinha e uma boa influência para sua irmã. Após alguns acontecimentos da noite, as meninas estão bem e dormindo e Bernardo precisa lidar com seus pensamentos e algumas consequências da noite.


No dia seguinte, Cecília acorda com uma tremenda ressaca e se vê na casa de Iasmin e ao perceber o que aconteceu na noite anterior, ela descobre que foi o Bernardo quem as ajudou a chegar em casa. E ela morre de vergonha, já que o personagem é sua paixonite platônica aguda. O que Cecília não sabe é que Bernardo começa a notá-la de modo diferente. 

Céu sem estrelas tem sim aquele clichezinho gostoso da menina ser apaixonada pelo irmão da amiga. No entanto, a autora Iris foi além disso e me apresentou uma história bem profunda com protagonistas cheio de dúvidas e problemas. Como o livro tem uma narrativa alternando entre Cecília e Bernardo, pude ao decorrer da minha leitura ir conhecendo melhor cada um deles e seus pensamentos.

Cecília é uma mocinha cheia de problemas e ela lida com eles de uma maneira um pouco diferente, e aos poucos Bernardo vai vendo isso e eu como espectadora da história também fui vendo que não só o problema de baixa autoestima os afeta, como outros problemas que vão além disso.


Bernardo é aquele tipo de mocinho fofo, porém que dá umas mancadas bobas e que ele nem percebe que deu. Só percebe que foi mancada quando surge as consequências. Muitas vezes me deu vontade entrar no livro e mostrá-lo que algumas de suas falas e atitudes fazem Cecília um pouco mais infeliz.

Foi a minha primeira experiência com a escrita da autora e Iris me conquistou trazendo para a sua trama assuntos seríssimos com bastante sutileza. Aprendi muito lendo Céu sem estrelas, além de me emocionar bastante também. A obra entrou para aquele grupo seleto de livros favoritos da vida e um dos poucos que eu arriscaria dar de presente, pois na minha humilde opinião ele merece ser lido por todos que adoram ser emocionar e viver uma história que desperta grandes emoções!

FICHA TÉCNICA

Título: Céu sem estrelas
Autora: Iris Figueiredo
Nota: 5/favorito
Onde Comprar: Amazon


Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Oi, Ari! Tudo bom?
    Eu me apaixonei tanto por esse livro que com certeza vai estar entre os favoritos do ano. A sensibilidade da narrativa é maravilhosa, e eu amo o desenvolvimento dos personagens - principalmente a evolução da Cecilia. Dá vontade de reler, de tão bom que foi.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Ari! O livro traz uma história bem sensível e foi bem comovente seguir com a protagonista. Eu cheguei a pensar que o final dela seria trágico, ainda bem que mesmo tendo sido difícil, não foi triste. Eu gostei muito do livro. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha, ainda não conhecia esse livro, mas a capa parece mágica de tão linda! Não conheço o trabalho da autora, mas já quero conhecer.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Ariane! É incrível a tua capacidade em me influenciar a querer ler todos os livros que resenha... Quando li a sinopse desse livro fiquei um pouco incomodada, achando que seria uma história super depressiva e pesada, mas adorei tanto a tua resenha, já me senti confortável com a trama e adorando os personagens, somado ao fato de ter essa capa coisa mais lindinha. Não me incomodarei com esse clichê, especialmente agora que sei que ele existe, mas talvez me irrite um pouco com o comportamento do Bernardo em alguns momentos.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ariane
    Eu ainda não li o livro, eu tô naquela de ler ou não ler porque a sinopse não me chamou atenção nenhuma, então eu meio que estou com um pé atrás. Eu fico com a impressão de que tem muitos temas abordados na história e isso me incomoda um pouco porque fica uma carga dramática demais, não sei se é o momento pra isso agora, mas eu amo essa capa!
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ariane!
    Eu terminei essa leitura na semana passada e gostei muito.
    Em vários momentos eu queria abraças a Cecília e dizer que tudo ia ficar bem.
    A Iris escreve muito bem e fala de temas sérios com leveza, além de colocar muita representatividade sem forçar, sem fazer disso uma bandeira.
    Eu recomendo para todo mundo, ainda mais com essa capa linda!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ariane!
    Quando vi a capa desse livro já me apaixonei. Eu não conhecia a autora, mas vi muitas pessoas falando bem desse livro. Ele está na minha listinha e adorei saber um pouco mais sobre o enredo dele!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir