Em busca da Glória [Resenha Literária]


Em Busca da Glória é o quarto livro da série A Escola do Bem e do Mal. Nesse livro temos o começo de uma nova história com personagens já conhecidos. O próprio autor diz que é uma nova trilogia, mas aqui lançaram como continuação da série. Para ler as resenhas anteriores, só clicar nos links: A Escola do Bem e do MalUm Mundo Sem Príncipes e Infelizes Para Sempre

Em Busca da Glória se passa seis meses depois do final de Infelizes Para Sempre. Agatha e Tedros estão em Camelot tentando reerguer o reino, enquanto Sophie é a mais nova diretora da Escola do Mal. Seus colegas de escola estão espalhados pela Floresta, para cumprir missões dadas a eles. Porém, um novo perigo se aproxima dos personagens: seu nome é Cobra e ele afirma ser o verdadeiro herdeiro do trono de Camelot. 

Diferente do livro anterior, eu achei o ritmo desse muito mais dinâmico e fluído. Não tem tantas cenas de ação, mas pelo menos não temos mais do drama Agatha, Sophie e Tedros, o que me deixou cantando “glória, glória aleluia”. Nessa nova trilogia, temos um enfoque maior em outros personagens além dos três. Fora que o Soman usa a lenda do Rei Arthur como base para as novas aventuras.


Quando comecei a ler a série nunca imaginei que diria que Sophie é uma das minhas personagens preferidas. Creio que ela foi a que teve uma maior evolução desde o início. Ela aceitou que é do Mal e, apesar de ainda existir algumas inseguranças em sua vida, ela não deixa esses detalhes influenciarem em suas decisões. Ela está feliz com o seu final, assim como está feliz pelo de Agatha.

Agatha também foi uma personagem que teve uma boa evolução. De uma menina insegura ela passou a ter mais voz ativa, principalmente quando se trata de Tedros e sua mania de achar que ele precisa lutar suas batalhas sozinho, sem ajuda de ninguém.

Agora um personagem que só anda em círculos é Tedros. Ele é um cara com uma evolução temporária porque, no livro seguinte, continua a cometer os mesmos erros. De início, ele acha que é herdeiro do trono de Camelot por ser filho de Arthur, mas ao longo do livro ele vai entendendo que não é bem assim. Mas não sem cometer algumas burradas no meio do caminho.


Nesse volume temos um maior destaque aos personagens secundários, especialmente a Hort, Anadil, Hester e Dot. Os quatro são personagens que já tiveram aparições e participações importantes nos outros livros e agora tem um espaço maior para serem trabalhados. Junto deles, temos uma nova personagem chamada Nicola. Ela nasceu na mesma vila que Agatha e Sophie e é uma menina bastante esperta, corajosa e determinada.

Um detalhe que me incomodou bastante foi o fato do Soman não trabalhar Agatha e Tedros como um casal propriamente dito. Na minha concepção, os dois só formam um casal porque seria dito que Agatha seria a princesa de Tedros e é isso. São raros, quase inexistentes, os momentos que Soman trabalha os dois como casal. Boa parte de suas interações se resumem a discussões e sentimentos não ditos. O autor teve a oportunidade de trabalhar o relacionamento deles nesse livro, mas preferiu separá-los geograficamente. Entendo que foi uma estratégia de manter cada um em um ambiente para saber o que estava rolando, mas não havia necessidade.


O grande ápice da história - a verdadeira identidade do Cobra - é algo que já fica bastante explícito a partir de certo momento, mas não pense que isso estraga a leitura. No meu caso, eu nunca tive tanto prazer em dizer “eu sabia!” quando tudo se desenrolou.

O quinto livro se chama A Crystal of Time (Um Cristal do Tempo, em tradução livre) e está com lançamento internacional previsto para março do ano que vem. Espero que não demore tanto a chegar aqui pois estou doida pra saber os próximos acontecimentos.

FICHA TÉCNICA

Título: Em Busca da Glória (A Escola do Bem e do Mal #4)
Autor: Soman Chainani
Nota: 5/5 ♥
Onde Comprar: Amazon

 

Luiza Helena
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Oi, Lu! Tudo bom?
    Berro que eu achava que era uma trilogia? Quebrei a cara de novo, por que esses autores gostam de me FALIR D:
    Vou esperar lançar tudo pra começar a ler, mas tô bem animada porque eu só vejo elogios à evolução da série. E Magisterium tá acabando, então preciso de um substituto pro meu coração.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estou muito curiosa pela continuação, e eu também vou adorar agora o livro não ser mais só sobre o trio, também não aguentava mais hehehe..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Acredita que ainda não conhecia esses livros? Mas gostei de saber que a história se desenvolve bem e surpreende. Já anotei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Luiza.
    Eu gostei muito desse livro, mas achei que os três principais tiveram um retrocesso. Voltaram aos mesmos mimimis lá do começo da trilogia. Por isso gostei do Tedros quebrar a cara porque estava evidente a identidade do Cobra e ele não quis enxergar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu!
    JA POSSO GRITAR QUE HINO? PODE NE? QUE HINO!!!!!!
    Eu adorei esse livro. Pra mim, um dos melhores (ainda nao roubou o posto de favorito. Esse fica com o 2 <3), mas o ritmo e maravilhoso. Ele e bem mais dinamico que os anteriores e tem bem mais acontecimentos.
    Sobre Aghata e Tedros: o que eu tenho a ver? KKKKK casalzinho mais sem sal. Mas eu nao tava nem ai. Eu to aqui pra ressaltar a RAINHA SOPHIE E MANDA NA PORRA TODA. Orra! Muito humilhada que precisa ser exaltada. Ela e meu coven do amor. Porque e pra isso que eu compro esse livros KKKK.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir