Entrevista com a autora Katy Regnery


A escritora de best-sellers do USA Today, Katy Regnery, iniciou sua carreira de escritora ao se matricular em uma aula de contos em janeiro de 2012. Um ano depois, ela assinou seu primeiro contrato para um romance de inverno intitulado By Proxy.

Ela agora está lançando seus livros independentes e com isso ela tem vários livros na lista dos mais vendidos. Ela tem uma série que é chamada Conto de fadas moderno que é uma série inspirado nos clássicos. O primeiro volume dessa série da Katy, O coração da fera foi indicado para o RITA em 2015 e ganhou o Kindle Book Award do mesmo ano por melhor romance. Quatro dos seus livros foram #1 best-sellers de gênero na Amazon e o box da Katy, The English Brothers Boxed Set chegou à lista e best-sellers do USA Today em 2015.

Katy é casada, tem dois filhos e dois cachorros que criam muitas bagunças e a faz lembrar que as melhores histórias de amor começam em casa.

Atualmente a autora que está com três livros lançados aqui no Brasil, dois são pela Editora Bezz e fazem parte da série Conto de Fadas Moderno e ela é autora do romance Sem amor que está sendo bem elogiado e super indicado para quem gosta de um bom romance, esse livro foi lançado pela Editora Charme. E pelo que a própria a editora comentou nas redes sociais, eles estão negociando mais livros da autora para seres publicados aqui no Brasil.

Além desse currículo todo, Katy é melhor amiga de Mia Sheridan (autora de A voz do Arqueiro) e por causa disso o blog conseguiu uma entrevista exclusiva com ela.

Como é ser autora e ver seus livros pelo o mundo a fora?

Katy: É muito empolgante encontrar novos leitores no Brasil, por exemplo, e saber que meus livros já estão disponíveis aí! Nos últimos três anos, foi traduzido para o português, turco, francês, italiano e polonês e é emocionante toda vez que um novo livro é lançado.

O primeiro livro seu que eu li, foi “O coração da fera” que é uma releitura moderna de “A Bela e a Fera”. Eu adorei o enredo e o casal da história. Como foi para você escrever ele?

Katy: Fui convidada por Jami Davenport e Allie K. Adams para fazer parte de sua antologia de verão 2014, que incluía Hometown Heroes e beneficiou a American Heart Association. Eu poderia ter escolhido escrever sobre policiais ou bombeiros (pelos quais tenho o maior respeito) mas os veteranos de guerra sempre puxaram meu coração. Eu estava brincando com a ideia de reescrever um conto de fadas, e quando a ideia de um veterano retornando e A Bela e a Fera se cruzaram na minha cabeça, eu já havia perdido o prazo da antologia! Até agora, esse livro mais de 5 mil dólares para várias instituições de caridade e é um favorito entre os meus fãs em todo mundo!


O seu livro Sem amor acabou de ser lançado no Brasil, pela Editora Charme. E os leitores brasileiros estão amando. Como você se sente ao saber disso?

Katy: A Editora Charme tem sido absolutamente maravilhosa para trabalhar com eles! E meus novos fãs brasileiros? Eles roubaram meu coração. Eles fazem as fotos/colagens mais lindas e as colocam no Instagram, e eu gosto de todas elas! Recentemente, eu tentei agradecer aos fãs brasileiros pelo apoio em português, e apesar de meu sotaque não ser muito bom, minha mensagem veio do coração! Para visualizar CLIQUE AQUI.

Cassidy Porter, mocinho do livro “Sem amor” se nega a ser amado por causa do passado de seu pai. Como foi para você dar vida a esse personagem?

Katy: Meu marido me contou sobre um livro chamado O Diabo na Cidade Branca, de Erik Larson, e é uma história arrepiante sobre um assassino em série que encontra suas vítimas na Feira Mundial de Chicago de 1893. Todos os dias ele encontrava uma garota nova, trazia-a de volta ao seu apartamento e a matava. Ele tinha um enorme forno no porão para queimar os corpos! O que eu achei mais fascinante, no entanto, foi que esse assassino também tinha uma esposa e filha morando em uma bela casa nos subúrbios. Você pode imaginar? Durante o dia, ele caçava vítimas e as matava. À noite, ele voltava para sua esposa e filha. Eu comecei a pensar sobre aquela garotinha. Como ela se sentiu quando descobriu o que seu pai estava fazendo todos os dias? Ela ainda o amava? Odiou ele? Existia a preocupação de que o mal podia viver dentro dela também? Foi aí que tive a ideia de Cassidy que ficou presa na minha cabeça, não consegui deixar de pensar nisso. Eu tive que escrever Sem amor.

Outro livro seu que acabou de sair no Brasil foi “O Silencioso Canto da Sereia” que é baseado em “A Pequena Sereia” que faz parte da sua série “Contos de Fadas Moderno”. E ele tem um casal apaixonante e explosivo. Como foi dar vida a Laire e Erik?

Katy: Minha editora de O Silencioso Conto da Sereia aí no Brasil é a editora Bezz e eu absolutamente adoro trabalhar com eles! Eles estarão publicando toda a minha série de contos de fadas para os leitores brasileiros, então aguardem haverá mais histórias por vir! Eu realmente gosto da história da Pequena Sereia – dessa garota que está presa em uma vida que ela não quer. Foi muito divertido trazer Laire (você notou que é um anagrama de “Ariel”?) para a vida como a filha de um pescador que quer mais do que sua pequena ilha pode oferecer. E Erik! Ufa! Ele é tão gato. Adoro escrever sobre o primeiro amor porque os sentimentos são muito intensos. E eu amo escrever romances de segunda chance pelo mesmo motivo. Então, O Silencioso Conto da Sereia foi um grande prazer porque eu pude fazer as duas coisas!

Dos seus livros, qual que você quer muito que seja publicado aqui no Brasil?

Katy: Bem, todos os meus livros da série Contos de Fadas Moderno irão sair no Brasil pela editora Bezz, e isso me faz tão feliz! Mas eu notei que os leitores brasileiros têm um amor pela Bella Andre, e a minha série Blueberry Lane é inspirada nos Sullivans. Eu gostaria tanto que uma editora brasileira traduzisse os 17 livros da série! Eu acho que os meus leitores irão amar!

E para encerrar, como é ser melhor amiga de Mia Sheridan?

Oh, Meu Deus! Mia! Ela é a melhor. Nos falamos todos os dias e compartilhamos uma com a outras ideias sobre os nossos livros, além disso compartilhamos todas as novas aventuras da vida e nossas famílias são bem unidas. Em julho nós nos encontramos em Salem, MA para um fim de semana prolongado com os nossos maridos e crianças, tivemos um grande momento juntos. Chorei muito quando disse adeus. Estou anexando para vocês do Blog uma foto de nós duas juntas nesse final de semana maravilhoso que tivemos! 


Depois das respostas de Katy, não sei nem o que dizer mais! Ela foi tão fofa e humilde conosco. Além disso, eu amei em saber que a Editora Bezz estará trazendo toda a série Contos de Fadas Moderno, pois os livros dessa série são realmente muito bons e assim como a Katy Regnery quero muito que uma editora no Brasil publique a série Blueberry Lane.

Para quem ainda não conhece a autora, segue abaixo os links de suas redes sociais para conhecê-las melhor e suas obras também. 


Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oie
    Adorei a entrevista. Eu não conhecia a autora, mas já tinha visto os livros.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gente, cada entrevista, um arraso!
    Eu já havia ouvido falar do livro, mas não sabia muita coisa... A autora pareceu ser bem simpática que deu vontade de ir atrás do seu livro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi Ari,
    NOSSA, fazer parte do grupo do whatsapp dessas duas deve ser um sonho! <3
    Parabéns pela entrevista, estou doida para ler "Sem Amor", está na minha lista desde o lançamento.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ari admiro mto vc, tô adorando sua entrevistas, conhecer mais essas escritoras maravilhosas.
    Li Sem Amor e amei, super recomendo.

    ResponderExcluir