O Rei Demônio [Resenha Literária]


O Rei Demônio é o primeiro livro da série Os Sete Reinos. Essa série conta com quatro livros, todos já lançados. O que me fez começar a ler foi a premissa um tanto parecida com a da série A Queda dos Reinos.

Em O Rei Demônio vamos acompanhar dois adolescentes, o ex-ladrão Han Alister e a princesa herdeira Raisa ana’Marianna. Han é um garoto pobre e nasceu com dois braceletes de prata no braço que, por algum motivo mágico, não consegue remover. Raisa vem de uma linhagem de rainhas que se origina à rainha Hanalea que, mil anos antes, derrotou O Rei Demônio.

Geralmente os primeiros livros de uma série tem como função introduzir o leitor a todo o universo criado. Não necessariamente foi o que ocorreu aqui. Durante quase 400 páginas acompanhamos os acontecimentos que envolvem Han e Raisa, utilizando deles para explicar a história dos Sete Reinos, clãs, feiticeiros, guerras que ocorreram no passado entre outros detalhes. Porém, essas explicações são um tanto superficiais e um pouco confusas. O mesmo acontece com a apresentação dos personagens. Muitos são citados ao mesmo tempo que chegou um momento que desisti de saber quem é quem.


Ao mesmo tempo que o livro possui essa grande falha, ele compensa em outros pontos. A escrita da Cinda é bem envolvente, te prendendo capítulos atrás de capítulo. As descrições são feitas na medida do possível, sem muito exageros. E o embasamento da história - justamente a lenda que envolve o embate entre Hanalea e o Rei Demônio - parece ter um grande potencial a ser explorado.

A narração em terceira pessoa, alternando entre Raisa e Han, colabora para que a leitura seja rápida. Os dois personagens praticamente passam a história toda separados e eu achei esse detalhe interessante. Cinda vai construindo o caminho ambos de forma separada, mas com alguns detalhes em comum. Apesar de um breve encontro entre os dois, fica aquela ansiedade sobre quando realmente o caminho deles irão se cruzar pra valer. 


Raisa e Han são os típicos mocinhos de fantasia YA. Raisa é uma princesa que vive isolada do que realmente acontece em seu reino, alheia a como realmente vive seu povo, mas com o desejo de ser uma rainha honesta e justa. Han é um cara que tenta sustentar sua irmã e sua mãe da forma mais honesta possível, mas com um passado criminoso que ainda paira em sua cabeça. Os dois personagens são semelhantes no quesito cabeça-dura e querer ser don@ da razão, apesar de ter gostado mais de Han que Raisa. Assim como o universo, creio que os dois tenham potenciais a serem explorados.

A Edição da Suma está bem caprichada. As folhas amareladas e fonte confortáveis para tornar a leitura agradável. A capa é um capricho à parte. Confesso que um dos motivos que fez o livro chamar minha atenção foi essa capa.


Como livro de abertura de série, O Rei Demônio foi bem fraco, porém tem potencial de desenvolver e entregar uma boa história.

FICHA TÉCNICA

Título: O Rei Demônio (Os Sete Reinos #1)
Autor: Cinda Williams Chima
Nota: 3/5
Onde Comprar: Amazon

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Oi Lu!
    Aiai, esses primeiros volumes problemáticos! rs
    Eu até sinto vontade de conferir essa série, mas já vou preparada então. Tomara que nos próximos volumes a história melhore msm.
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amei sua resenha, principalmente pela sua sinceridade. Nunca li uma série de livros, mas muitos falham no início ou no meio, né? Tomara que eles desenvolvam melhor essa história!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu! Tudo bom?
    Menina que isso de ter 349068340483034 informações sendo jogadas na cara e sem desenvolvimento nenhum me irritou DEMAIS. Só terminei porque queria fazer a resenha embasada, mas infelizmente a série não me ganhou e não vou continuar.
    O que é uma pena porque EU SOU APAIXONADA NESSAS CAPAS Ç_Ç

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir