Parque do Inferno [Resenha do Filme]


Muito provavelmente todo mundo já ouviu falar nas noites de terror durante o Halloween realizada por muitos parques de diversão. As pessoas são constantemente assustadas enquanto andam pelo lugar ou entram em casas com ambientes de horror em que levam sustos até conseguirem sair de lá. Para quem gosta de passar medo é uma ótima diversão! O único problema é que em Parque do Inferno existe um assassino que se utiliza das fantasias de Halloween para sair matando as pessoas que acreditam que tudo faz parte da brincadeira do parque.

Natalie (Amy Forsyth) está visitando sua melhor amiga e com um grupo de amigos resolvem ir em um parque temático na noite de Halloween. Aproveitando o momento, os amigos tentam dar uma ajudinha no romance entre a protagonista e Gavin (Roby Attal), mas no meio do caminho um estranho parece persegui-los. 


No bom estilo slasher, ninguém sabe exatamente quem é o assassino que usa uma das muitas máscaras usadas pelos funcionários do parque e sai matando aleatoriamente até encontrar o grupo. É um tanto desesperador ver as pessoas morrendo, pedindo ajuda e todo mundo adorando achando que faz parte do show. E como bom assassino, ele andando sempre alcança suas vítimas, com uma boa faca afiada, mata com requintes de crueldades, e aqui destaco a cena da guilhotina que é angustiante.

As mortes do grupo demoram pra acontecer e com isso vamos conhecendo um pouco mais de cada um e embora as mortes sejam previsíveis é possível se surpreender com as maneiras diferentes que o assassino mata, além de conseguir nos dar bons sustos.


Todos os elementos clichês de filmes do gênero estão presentes, a mocinha simpática, os amigos que servem para morrer, o cenário assustador, entre outras coisas. No entanto, o roteiro e nem a direção se preocupam muito com isso, usando os elementos a favor do filme que é despretensioso e brinca bastante com o próprio gênero do terror.

Parque do Inferno é um slasher que não se preocupa em aprofundar seus personagens, com uma boa ambientação, mortes cruéis e um tanto de tensão em alguns momentos. Um filme de terror bem entretenimento que agrada e cumpre o que propõe.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Parque do Inferno
Título Original: Hell Fest
Diretor: Gregory Plotkin
Nota: 3,5/5

Conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Oi
    não é muito meu estilo, mas já assisti filmes desse estilo, fiquei até que curiosa.
    Filmes que entretêm são bons para distrair.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Mi! Td bem?
    Quero assistir esse filme! Adoro filmes de terror e o gênero slasher, rsrs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. acho esse tipo de filme quase divertido rs mas deve ser um bom entretenimento mesmo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi!!

    Rsrs, de tanto assistir filmes de terror, a sensação é que eles não inovam mais!! Parece que todos os filmes anteriores estão reunidos em um novo! Como só um fã do gênero e adoro um clichê, quero conferir! Terror e parque de diversões = morte na certa!!

    Beijos
    Naty!

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha, confesso que não gosto muito de assistir esse tipo de filme não..

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Michele.
    Eu já fui numa dessas noites e me arrependi o resto da vida. Sou muito medrosa hehe. O filme me lembrou bastante o estilo de Panico. Talvez eu assista.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o filme.
    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir