A Coroa Escarlate [Resenha Literária]


A Coroa Escarlate é o livro que fecha a série Os Sete Reinos. Apesar de alguns detalhes, foi uma ótima conclusão.

Raisa ana’Marianna se tornou uma das minhas personagens favoritas de fantasia jovem-adulto. Quem viu a princesa mimada e birrenta do primeiro livro que só queria saber de beijar garotos nunca iria imaginar que ela viria se tornar uma rainha sensata e justa. O maior objetivo de Raisa é unir todos os povos que vivem em seu reino e ela sabe que não é uma tarefa fácil. Anos e anos de preconceitos e hostilidade os separam, mas aos poucos ela vai conseguindo contornar a situação. Ela aprendeu que a política na corte nada mais é que um jogo de ceder para ganhar futuramente. Não querendo repetir os mesmos erros de sua falecida mãe, ela era resiliente e decidida em suas atitudes, mesmo sabendo que poderia não ser de agrado a outras pessoas.


Han Alister também foi um personagem de bastante evolução. De rei da rua, aos poucos e contra a vontade de muita gente ele se tornou um mago bastante poderoso e influente na corte da rainha. Por ter a inimizade de praticamente todo mundo da corte, Han não tem medo de fazer mais alguns inimigos, se isso significar que Raisa continue viva e venha a fazer um grande reinado futuramente. 

Assim como no livro anterior, temos o foco da política e as dificuldades que Raisa tem em confiar nas pessoas que, em tese, deveriam ajudá-la a governar. Com a ajuda de Amon e Han, Raisa começa a se rodear de pessoas de confiança, que acreditam nela e estão sempre prontos a ajudá-la. Junto a isso, há o mistério dos assassinatos de magos. Claramente Han Alister é acusado e todas as provas se voltam a ele, mas quando o verdadeiro assassino é revelado, eu fiquei de queixo caído porque nunca iria desconfiar dessa pessoa.


O romance entre Raisa e Han está bastante interligado com a política do reino de Fells. Ambos vivem uma espécie de amor proibido e sabem que não podem ficar juntos por causa de uma lei antiga que proíbe. É difícil resistir à tentação de correr um pros braços do outro, mas tanto Han quanto Raisa não deixam seus sentimentos influenciarem em suas decisões. 

Apesar de ter gostado muito do desfecho, tenho algumas considerações. A história tem muitos personagens secundários, fazendo com que alguns não sejam trabalhados de forma devida. O maior exemplo é Dançarino de Fogo, amigo de Han. Ele é um personagem que tinha bastante potencial a ser explorado, mas que infelizmente estava mais para participações especiais. Outro exemplo é Gavan Bayar. O lorde vinha infernizando a vida de todo mundo desde o primeiro livro e eu queria um destino mais terrível para ele.


Outra consideração é em relação ao tamanho do livro. Chegou um momento que eu tive a impressão da autora estar esticando demais certos assuntos. Se ele tivesse umas cem páginas a menos ainda assim a autora conseguiria fechar todos os pontos da história.

A série Os Sete Reinos foi uma grande surpresa de 2018. Apesar do começo ruim, Cinda desenvolveu e explorou o potencial de sua história. Se você está procurando uma fantasia que envolva política e magia, essa é uma ótima indicação.

FICHA TÉCNICA

Título: A Coroa Escarlate (Os Sete Reinos #4)
Autor: Cinda Williams Chima
Nota: 4,5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Luiza Helena
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Oi, Lu!

    Eu obviamente li A Colina Escarlate no nome ao invés de Coroa ahahaha ainda não conhecia a série, mas a história parece ser muito boa! É chato quando os autores ficam enrolando o livro quando poderiam ser bem mais objetivos né :/

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oie Lu =)

    É tanta série lançada ao mesmo tempo que fica difícil acompanhar. Lembro do lançamento do primeiro livro, mas confesso que como a premissa da história não chamou muito a minha atenção na época acabei deixando "esquecendo" essa série.

    Fico feliz em saber que mesmo com algumas ressalvas a série não te decepcionou e manteve um bom nível durante os quatro livros. Quem sabe um dia eu não acabe dando uma chance. ^^

    Uma feliz vida nova para você em 2019! Que seja uma fase de muitas realizações e felicidade!

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de ler séries já finalizadas, assim leio os livros seguidamente e acho que aproveito mais sem ter esquecido um pouco das histórias. Gostei muito das capas e de ser fantasia politizada.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu

    Eu curto bastante as capas, mas a história em si não chama minha atenção.
    É bem frustrante quando personagens secundários com potencial são meio esquecidos no churrasco, mas pelo menos o saldo foi positivo e o desfecho satisfatório depois do começo ruinzinho.

    Beijos e Feliz Ano Novo
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu!
    Apesar de não ler muitas séries, eu curti muito sua dica é achei a premissa da história super interessante!
    Beijinho
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir