A Rainha Vermelha [Resenha Literária]


A Rainha Vermelha é o primeiro livro da série de mesmo nome da autora americana Victoria Aveyard. Antes mesmo da editora liberar a edição de colecionador para os parceiros, eu já estava ansiosa para conhecer essa série e com a liberação desse exemplar lindíssimo acabou sendo um incentivo a mais para encarar de vez Mare e companhia.

Mare Barrow vive num mundo onde as pessoas são separadas pela cor de seu sangue. Sangue Vermelho e Sangue Prata. Mare juntamente com sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir as pessoas de sangue prata que tem poderes sobrenaturais que os tornam quase deuses e consequentemente acabam sendo superiores aos vermelhos que não possuem poderes.

Como Mare é bem pobre ela acaba roubando o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora, mas ainda assim ela continua tentando dar um destino melhor para sua família e tenta ajudar também o seu melhor amigo Kilorn. 

Mare fica muito triste pois está prestes a completar dezoito anos e como ela não possui emprego, terá que ir para a guerra e isso a está consumindo, se não bastasse isso, por causa de uma reviravolta Kilorn terá que ir para a guerra e será antes dela.


E após de alguns acontecimentos e numa grande reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real onde, em frente ao rei e a toda nobreza prateada, descobre que tem um poder misterioso mesmo ela tendo um sangue vermelho. No entanto, para ocultar a verdade, o rei a obriga a assumir uma identidade de uma nobre prateada desaparecida, pois assim ele evita mais conflitos perante ao seu povo. Se antes Mare estava presa à sua condição miserável, agora ela terá que aprender a viver dentro da realeza e a ser um deles, pessoas que ela mais odeia. Isso tudo para o seu próprio bem e das pessoas que ela ama.

Assim, a protagonista descobre e aprende muita coisa sobre os prateados e passa a conhecer mais os dois príncipes: Maven e Cal que possuem personalidades diferentes e de certo modo atraentes.

Maven é o filho caçula que vive na sombra do irmão, tímido e reservado. Já Cal é o filho mais velho e é o herdeiro do trono, comprometido com suas responsabilidades e no olhar da maioria das pessoas ele é perfeito.

Ao princípio da minha leitura de A Rainha Vermelha vi algumas semelhanças no enredo com Jogos Vorazes, mas, aos poucos Victoria vai criando o seu próprio universo com personagens bem construídos. Gostei muito da Mare apesar de suas escolhas e no modo geral gostei de todos os personagens até mesmo daqueles que tiveram ao meu ver pouco destaque neste volume. Entretanto, o meu personagem favorito foi o príncipe Cal, desde o primeiro momento que ele aparece na história. 


Agora terei que falar dessa edição de colecionador que a Editora Seguinte fez, ela traz um design lindo, além de ilustrações exclusivas e um conteúdo inédito que mostra os bastidores da Guarda Escarlate que é um grupo de pessoas que são contra o sistema atual da realeza e que almejam um futuro melhor para os Vermelhos. Fiquei babando nessa edição, sem dúvidas é uma das mais lindas da minha estante.

Em suma, adorei o livro e a escrita da Victoria me agradou bastante, a autora conseguiu montar uma história cheia de intrigas e com uma reta final de tirar o fôlego!

FICHA TÉCNICA

Título: A Rainha Vermelha
Autora: Victoria Aveyard
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon

 

Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. adoro esse tipo de historia de reis/rainhas cheias de intriga, fiquei bem interessada e curiosa com essa historia

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Ariane
    Eu li toda a série e também tenho este livro de colecionador que está maravilhoso. Eu amei a escrita desta autora, ele me prendeu do inicio ao fim, para mim foi um livro nota 5 (os quatro).
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ari!
    Eu li esse livro quando saiu e até gostei, mas larguei no segundo porque estava um porre.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Hey Ariane! Tudo bem?
    Tô doida pra ler esse livro, tá na minha estante faz um tempo já mas nunca pego pra ler. Talvez essa seja a oportunidade kk
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    ~ Blog miiistoquente
    ~ Siga no Instagram
    ~ Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ariane.
    Esse livro me tirou de uma ressaca literária e amei a história. Não vou soltar spoilers, mas meu coração ficou apertado com uma frase sua que li ali hehe. Como já tenho todos os livros não pretendo comprar essa edição, mas ela está linda demais.
    Feliz Ano Novo!

    Prefácio

    ResponderExcluir