A Vida Compartilhada em uma Órbita Fechada [Resenha Literária]


A Vida Compartilhada em uma Órbita Fechada é o segundo livro da série Wayfarers. Apesar de começar diretamente após o término de A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil (para ler nossa resenha CLIQUE AQUI), não é necessário ter lido o livro anterior para poder ler esse. As histórias dessa trilogia são independentes entre si.

Nesse segundo livro, seguimos Sidra, antiga Lovelace (inteligência artificial nave Andarilha), tentando se adaptar a um corpo físico de aparência humana, que ela sempre se refere como kit. Ela conta com a ajuda de Sálvia e Azul para lidar com todos os problemas e inseguranças de estar em um modo de vida ilegal perante várias leis intergaláticas.


Ao mesmo tempo, vamos conhecendo o passado de Sálvia, que costumava se chamar Jane. Descobrimos que Jane é geneticamente modificada para trabalhar em fábricas de reaproveitamento de materiais tecnológicos, situadas em algum planeta na imensidão do universo. Um dia, Jane consegue fugir da fábrica e acaba sendo salva por Coruja, uma IA residente em uma nave esquecida no planeta.

Os capítulos são narrados em terceira pessoa, alternando entre o presente com Sidra e o passado com Sálvia. Dois seres diferentes, mas com o propósito de tentar aprender sobre o mundo novo que vive. Sálvia era conhecida como Jane 23 e só conhecia a fábrica que morava e as várias Janes que conviviam com ela; Sidra só conhecia o universo através da rede que era conectada. As suas inseguranças e crises existenciais são de fácil identificação. Afinal, quem nunca se sentiu fora do lugar? Como se não pertencesse ali? Eu mesma, pelo menos uma vez por semana.


Diferente do livro anterior, temos menos personagens principais aqui, mas nem por isso de menos simpatia e afeto. Além de Sálvia, Sidra conta com a ajuda de Azul e Tak para poder se sentir confortável em sua nova pele. Apesar das suas diferenças, Sidra e Sálvia vão perceber que são mais parecidas do que pensam.

Entre alguns capítulos, temos troca de mensagens em um grupo na rede que nos leva a questionar sobre até onde uma inteligência artificial é um ser pensante; logo, vive. Apesar da história passar a anos mais a frente, esse assunto não é muito longe da nossa realidade. Estudos em robôs, inteligências artificiais e redes neurais acontecem em toda parte do mundo. Com avanços, essas tecnologias já têm consciência própria. Então, por que não ser consideradas vidas importantes? 


O final da história é de emocionar e te deixar com o coração na mão, mas compensa com acontecimentos bem amorzinhos e de suspirar. A escrita da Becky Chambers é bem fluída e envolvente, ainda mais com as folhas amareladas.

Quando comecei a ler as histórias da Becky, não imaginava que iria me envolver tanto. Estou muito ansiosa para o próximo livro

FICHA TÉCNICA

Título: A Vida Compartilhada em uma Órbita Fechada (Wayfarers #2)
Autor: Becky Chambers
Nota: 5/5♥
Onde Comprar: Amazon

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Oi, Lu!

    Mas que edição linda, babei aqui! E super me interessei pela história, mesmo esse já sendo o segundo volume. Acho muito legal livros que tratam de inteligência artificial e organismos geneticamente modificados. Não duvido que futuramente esses temas sejam bem comuns. Vou adicionar nos desejados!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie Lu =)

    Já tinha visto a capa desses livros no Instagram, mas até agora não tinha lido nenhuma resenha. Acho interessante narrativas que abordam temas como inteligência artificial e genética. Apesar de parecer meio futurista, acredito que estamos cada vez mais próximos dessa realidade.

    A única coisa que me deixou meio apreensiva é o desenvolvimento do primeiro livro. Mas, ainda sim essa é uma série que vale a pensa dar uma chance.

    Beijos e uma ótima semana;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. Eu tô sonhando em ler essa trilogia tem tempo! S2
    Já quero para mim, e fiquei bem interessada, pois não sabia que eram independentes. Assim não tem nem problema de ler spoiler... rsrs
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  4. Oi Luiza, tudo bem?
    Esse não é um gênero que eu leia muito, mas pela sua resenha a autora soube criar uma trama criativa e envolvente. Quem sabe no futuro eu der uma chance.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu! Sempre vejo você elogiando a série e estou bem curiosa para conferir as histórias. E essa edição está muito linda. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Que resenha maravilhosa! Vocês sempre arrasam. Adorei o fato de que não é totalmente necessária a leitura anterior para a compreensão dessa. É maravilhoso mergulhar em temáticas que brincam tanto com reflexões voltadas à atualidade.

    semquases.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu,

    Não li esse livro e nem o anterior, mas quero muito conhecer mais dessa história.
    Vou tentar encaixar na lista de leitura.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi e Lu, suas lindas, tudo bem com vocês?
    Eu já li várias resenhas elogiando esse e o primeiro livro. Eu adoro ficção científica e as discussões que esse gênero levanta. Você ter se emocionado com a história me deixou mais animada ainda, parece que essa série é muito mais do que imaginamos. Estou louca para ler. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir