Cloro [Resenha Literária]


Alexandre Vidal Porto, diplomata, mestre em direito pela Universidade de Harvard, e autor, publicou seu terceiro romance intitulado Cloro

Nessa obra conhecemos Constantino, um protagonista morto que se encontra no limbo e nos apresenta seu passado. Na infância descobre sua homossexualidade, que é logo reprimida quando um colega de escola o chama de “bicha” e assim o personagem decide que ser “bicha” é ruim, entra em um processo de negação, se torna um adulto reprimido, obcecado com o trabalho como diplomata e uma família tradicional.

Durante a adolescência começa a namorar uma garota, após a faculdade se casam e têm dois filhos, pois isso é o que a sociedade espera de homens heterossexuais, e é dessa caixinha que Constantino quer fazer parte, sempre seguindo o plano da vida perfeita, comum e o futuro ensinado para as crianças almejarem. 


Entre idas e vindas perde um filho de forma trágica e isso abala seu casamento, sua esposa passa a viver a base de remédios e a vida sexual do casal se torna cada dia mais distante, dando ao personagem espaço para que redescubra sua sexualidade aos 51 anos de idade, mesmo que mantendo uma vida dupla.

Durante a leitura vamos acompanhando as lembranças da vida contida dos personagens, as consequências de suas escolhas, suas descobertas e relações. 

Quanto à morte de Constantino, acabou por acontecer de maneira inesperada, da forma mais irônica possível e deixando claro que não vale a pena passar a vida tentando esconder quem se realmente é, de um jeito ou de outro, na vida ou na morte, as coisas vem à tona, e toda escolha tem uma consequência, para si mesmo e aqueles ao redor.


Pelo momento que estamos vivendo, a obra de Alexandre Vidal Porto cabe muito bem! Traumas de infância por pura falta de conhecimento podem ter consequências para uma vida inteira, é necessário falar sobre; a obra também levanta o assunto da violência no país, do uso de armas de fogo: “quanto menos armas, menos tiro; quanto menos tiro, menos mortos. É simples assim” escreve o autor, que no contexto atual seu pensamento traz muitas das escolhas recentes da população.

Cloro não é uma história sobre homossexualidade, o autor escreve sobre o cotidiano, laços, nosso presente e futuro. A obra se trata de um ótimo livro para uma reflexão final sobre o ano, sobre o que vem pelo frete e como temos o poder de escolher como esse futuro será vivido.

FICHA TÉCNICA

Título: Cloro
Autor: Alexandre Vidal Porto
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon


Rafaela Alves
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. ainda nao conhecia esse livro e parece uma leitura super interessante falando sobre laços e traumas de uma vida, já quero ler com certeza

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Olá, Rafaela.
    Primeira vez que vejo esse livro e ainda não sei se o leria. É tão prejudicial quando a pessoa não se assume porque além de ser infeliz a vida toda, ainda vai enganar outra pessoa que vai ser infeliz junto com ela.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Que livro interessante. Fiquei bem curiosa principalmente por causa da capa e do título, sabendo do enredo da história fiquei ainda mais interessada. Já adicionei na lista da amazon haha Adorei, tenho certeza que vai ser um livro que irei aprender bastante.
    Beijos
    Our Constellations

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rafa!
    Não vou mentir que pela capa e título eu não leria, mas lendo sua resenha fiquei bastante interessada. Fora que quero saber como Constantino morreu hahahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rafa!
    Esse livro não me chamou muito a atenção desde o começo. Apesar de ficar claro que se trata de assuntos importantes, não é um livro que eu leria. Parabéns pela resenha!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Rafa
    É tão legal ver livros sobre esse tema ganhando cada vez mais destaque aqui. Infelizmente não faz o tipo de livro que eu leria mais por causa do tipo de narrativa.

    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Rafa!!

    Nossa, fiquei muito curiosa aqui! Que resenha! Que livro!!!! Temas assim me prendem e me agradam muito! Tinha ouvido falar a respeito do livro, mas não o conhecia! Já quero ler!!

    Beijos
    Naty!

    ResponderExcluir