O peso do passado [Resenha do Filme]


O peso do passado da diretora Karyn Kusama (O Convite) mostra a história de Erin Bell (Nicole Kidman), uma detetive de polícia que anos atrás se infiltrou, como agente disfarçada, numa gangue, mas a missão não termina como o esperado. Agora, Bell tem a oportunidade de finalizar o que o aconteceu, tentando superar os traumas do passado.

Bell parece uma pessoa suja e transtornada, um tanto cadavérica também, o que faz com que Nicole Kidman fique quase irreconhecível na trama. A protagonista descobre que Silas (Toby Kebbell), antigo líder da gangue que foi infiltrada, está de volta e com isso, ela passa seguir pistas para levá-la até ele. Bell é capaz de qualquer coisa para atingir seu objetivo, qualquer coisa mesmo, com direito a uma cena sexual bem degradante. 


À medida que a policial vai se encontrando com antigos membros da gangue para recolher informações, vamos por meio de flashbacks descobrindo o que aconteceu em seu passado, além do seu envolvimento com o policial Chris (Sebastian Stan) e com os membros do crime. No presente Bell tem uma filha e uma difícil relação com a adolescente.

O longa nos leva a crer que Bell sofreu um terrível trauma que a modificou completamente, mas no final das contas não foi exatamente o que eu esperava. A trama ganha contornos diferentes do que o imaginado sobre a protagonista e a ordem dos acontecimentos pode surpreender o espectador, que se for desatento pode ficar confuso. 


Os personagens, além da protagonista, não são bem explorados. Nicole Kidman carrega o filme todo e está incrível no papel da polícia Bell que tem uma boa carga dramática! E a atriz também se sai bem nas cenas de ação e luta! Só realmente conhecemos de fato a personalidade da protagonista no final do filme, uma surpresa bem interessante, mas não o suficiente para deixar o longa inesquecível. Infelizmente, o roteiro falha com soluções fáceis ao longo da história, sem que nada, além da protagonista, de fato nos envolvesse na trama.

O peso do passado tem uma boa história, mas nada muito avassaladora, desperdiçando boas cenas de drama de Kidman e deixando uma sensação de que poderia ter sido melhor.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: O peso do passado
Título Original: Destroyer
Diretor: Karyn Kusama
Data de Lançamento no Brasil: 17 de janeiro de 2019
Nota: 3/5

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Menina, eu vi a foto, mas nem reconheci a Nicole Kidman, até ler o nome dela na resenha. Tive que voltar e olhar mais atentamente. Nossa, ela está diferentona mesmo. Fiquei super curiosa pra saber o que aconteceu, qual o tal peso do passado dela.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  2. Olá, Michele.
    Eu vim ler essa postagem porque vi uma foto que você postou no Instagram com a atriz. E ela está realmente irreconhecível. Mas acho que eu não assistiria esse filme. Não me interessou tanto.

    Prefácio

    ResponderExcluir