Sai de baixo: O Filme


Difícil falar de Sai de Baixo sem cair na nostalgia. A série de televisão foi um enorme sucesso na TV Globo e acompanhou boa parte da minha adolescência. Os personagens se tornaram ícones da comédia da televisão e do teatro,  e a família que vivia no Arouche até hoje deixa saudades.

O longa se passa anos depois da série, tanto que o Caquinho (Rafael Canedo), filho de Caco Antibes (Miguel Falabella) e Magda (Marisa Orth), já é um jovem adulto iniciando no mundo do crime, igual ao pai. Caco está preso e Vavá (Luis Gustavo) também devido aos golpes aplicados pelo marido da Magda, mas graças a um juiz corrupto, ligado a quadrilha de Caco, ele é liberado. 

A família está falida e para não morar na rua dividem o apartamento de Ribamar com a esposa, Cibalena, a sempre excelente Cacau Protásio. E ainda tem o adicional da tia de Ribamar (Tom Cavalcante), a Jaula (também interpretada por Tom), uma das das melhores personagens, merecia inclusive mais tempo em tela. Caco se livra da cadeia, mas não da quadrilha. A prima de Magda, Angelita (Lúcio Mauro Filho), é uma criminosa e junto com juiz Nicolau e Caquinho armam o plano de tirar pedras preciosas do país e para isso, ressuscitam a Vavá Tour. Com um monte de senhoras católicas, embarcam Magda, Caquinho, Ribamar e Sunday (Katiuscia Canoro), inesperadamente amante do porteiro, numa viagem maluca.


O trajeto até fora do país possui momentos bastante nonsense, bem típico do roteiro da série e é preciso entrar na realidade louca do filme pra conseguir fazer com que alguma coisa tenha sentido.

Caco continua com seu orgulho e horror a pobre, ainda que agora com problemas para fazer o Canguru Perneta. Miguel Falabella não se esqueceu de seus clássicos refrões, agora com alguns contornos modernos. Magda segue burra, mas salva em muitos momentos de maneira inesperada. A personagem também se modernizou e se tornou uma mulher “empoleirada” e sem dúvida é protagonista de muitas cenas, com boas piada. Aracy Balabanian topou fazer o filme em apenas três dias, e com isso Falabella teve que improvisar bastante no roteiro, mas dá uma boa solução para a participação curta da personagem, até fica parecendo que ela está presente constantemente no longa.

Ribamar envelheceu e não mudou, mas confesso que não esperava uma amante na história. E a adição de Cibalena foi bom na trama, bem como Caquinho muito bem interpretado por Rafael Canedo, que consegue falar com o mesmo tom que o pai. Destaque também para Jaula, uma nordestina exagerada e que consegue se destacar bastante no filme.


Alguns momentos são extremamente absurdos, mas gostei que o Falabella continua quebrando a quarta parede com o público em várias cenas e a química do elenco continua boa. 

Sai de Baixo: O Filme é uma farofa muito doida, exagerada, com piadas apelativas e com algumas críticas interessantes ao Brasil. Pra quem gostava da série, vai acabar saindo do cinema super nostálgico.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Sai de Baixo: O filme
Direção:
Data de lançamento:
Nota: 3,5/5

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oi Mi,

    Sai de Baixo sempre foi divertido para se assistir.
    O filme deve ter a mesma vibe, mas confesso que não estou tão interessada em ver.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!
    Eu acho que esse filme apela mais para a nostalgia do programa... não sei se conferiria porque não era muito fã mesmo..
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Aiii, Mi, eu amava essa série! Até hoje fico revendo no Canal Viva, hehe! Com certeza irei ver esse filme. Super curiosa -- e doida pra matar a saudade!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,
    Eu não gosto muito de comédia, mas Sai De Baixo é um clássico né? Até bateu uma nostalgia aqui!
    Mas não vou no cinema ver não rs
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir