Se a rua Beale falasse [Resenha do Filme]


Baseado no romance do escritor James Baldwin lançado em 1974 e dirigido por Barry Jenkins (Moonlight), Se a rua Beale falasse é um filme emocionante. A revoltante história sobre racismo e injustiça ficou mais impactante graças ao ótimo elenco, com destaque para o casal principal - o que Stephan James e Kiki Layne estão fazendo fora do Oscar 2019? 

Alonzo "Fonny" Hunt (James) é um jovem do Harlem que namora Tish (Layne). Ambos são amigos de infância e agora adultos estão inebriados de paixão. Tudo vai relativamente bem entre eles até que Fonny se indispõe com um policial branco racista após defender Tish do assédio de um outro cara branco e, não demora muito, vai preso acusado injustamente por estupro. Tish então descobre que está grávida e fará o possível para provar a inocência dele.


Enquanto a religiosa fanática mãe de Fonny (numa participação marcante da atriz Aunjanue Ellis) é contra o relacionamento do filho, a mãe de Tish (a ótima Regina King, bastante premiada por este trabalho) é quem se torna a maior apoiadora do casal.

O filme se passa na década de 60 e situações graves como essa, provavelmente eram corriqueiras, já que ainda são até os dias hoje.

Tecnicamente impecável (cenários, fotografia e figurinos são de muito bom gosto) e com ótima trilha sonora, estamos diante de um filme até superior ao anterior Moonlight. Barry Jenkins consegue ir mais a fundo na questão racial e sem apelar para vitimizações ou emoções baratas. Tudo aqui é absolutamente crível e só não é mais "cru", devido ao foco no amor que une os dois protagonistas - caso contrário, veríamos cenas de Fonny sofrendo abusos físicos e psicológicos na cadeia.


Enquanto o racismo ainda for um crime cometido sem a menor culpa e não houver uma conscientização definitiva, filmes sobre o tema devem estar em destaque sempre. Só em 2018 tivemos três ótimos exemplares: Infiltrado na Klan, do grande Spike Lee, O Ódio que você Semeia e este Se a rua Beale falasse, um dos melhores do ano e um dos mais injustiçados no Oscar e em outras premiações.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Se a rua Beale falasse
Título Original: If Beale Street Could Talk
Direção: Barry Jenkins
Data de lançamento no Brasil: 07 de fevereiro de 2019
Nota 4/5


*conferimos o filme na cabine de imprensa
Italo Morelli
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Acredita que ainda não tinha visto nada sobre esse filme? Ele parece ser maravilhoso. Já quero assistir!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Italo.
    Eu comecei a ler a resenha e o enredo me pareceu familiar e depois que lembrei que li uma resenha esses dias do livro. Infelizmente situações como essa vão continuar ocorrendo e se hoje a gente vê o tempo todo, imagine como era naquela época então. Por isso que sou a favor de filmes e livros do tipo porque quanto mais se falar no assunto, mais pessoas vão acordar para vida.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Achei que ia entrar nas categorias principais do Oscar, estava esperando por isso... Uma grande pena, mas mesmo assim merece ser visto =D

    ResponderExcluir