A Mão que Te Alimenta [Resenha Literária]


Mesmo quando peguei o livro A Mão que Te Alimenta de A.J. Rich eu não percebi que a capa tinha várias patinhas de cachorro em vermelho e em alto relevo, só quando comecei a leitura, manuseando suas páginas que percebi e entendi. 

O livro tem como coadjuvantes cachorros, Pit-bull é uma das raças presentes, e eu adoro cachorros. Eu tenho dois vira-latas, a Dorotheia Júlia e o Papa Chico. Doró, como a chamamos afetuosamente, foi encontrada na rua, quase morta, junto aos seus outros irmãos já falecidos e com a mãe em estado grave, maldade das pessoas que bateram neles. Ela foi acolhida por uma cuidadora junto com a mãe e na tentativa de arrumar um lar permanente para ela, foi devolvida três vezes, então minha filha me contou e eu que tinha perdido minha cachorrinha de 15 anos, a Cindy Maria, aceitei ficar com ela. 


Nos primeiros 15 dias conosco, Dorotheia só andava debaixo dos móveis e não permitia que chegássemos perto dela. Como eu trabalhava fora, coloquei a casinha dela na varanda, ela aprendeu a abrir a porta, então eu permiti que ela ficasse dentro de casa. Um ano depois meu marido estava trabalhando e me ligou dizendo que tinha um cachorrinho abandonado na rua, que ele precisava ser cuidado até arrumarmos um lar para ele. Fui buscá-lo, dei banho, comida, remédios, vacina e ele foi ficando e passou a se chamar Papa Chico, em homenagem ao Papa Francisco, mas devo acrescentar que ele é Papa, mas não é santo! No primeiro dia subiu na cama e deitou entre eu e meu marido, a Doró que dormia em uma caminha do meu lado, subiu também, até hoje seis anos depois, estamos todos embolados na cama. Dorotheia aceita carinhos e é muito amorosa, mas se assusta facilmente e chora muito quando fica sozinha. Papa é doidão, late pra todo mundo que não conhece e fica rodeando a pessoa, mas nunca é violento. Agora que já relatei meu amor pelos meus bichinhos, vou voltar ao que interessa, o livro.

Morgan Prager adora cães, ela deu um lar para Nuvem, um cão-da-montanha-dos-pirineus e para dois Pit-bulls misturados, Chester e George, bobos e carentes, como ela os define. Noiva de Bennett, os cães eram o único motivo de briga entre os dois, ele não era muito fã de cachorros. Morgan ainda estava estudando e se esforçava em entender e pesquisar predadores e formas de controle, vitimologia e altruísmo patológico, o que Morgan não sabia é que ela se tornaria vítima.


Chegando ao seu apartamento onde deixou o noivo Bennett dormindo, ela encontra marcas de patas de sangue no chão da porta até o quarto, ela chama a polícia e seus cães, George e Nuvem são levados sob a acusação de serem extremamente perigosos e violentos. 

No canil para onde levaram os cães ela conhece Billie, uma voluntária que a ajuda a lidar com a situação dos cachorros que precisam ser avaliados para que um Juiz determine o futuro deles, a morte ou o envio para um canil de onde jamais poderão sair das jaulas. Billie é extremamente atenciosa e através do irmão de Morgan, Steven, ela também tem a ajuda do advogado Laurence McKenzie que trabalha defendendo exatamente este tipo de caso em que animais são acusados. 


Morgan passa a viver um dilema, ela não sabe o que faz com o sentimento de amor e carinho que nutre pelos seus cães, ao mesmo tempo em que tem que lidar com a possibilidade de que eles sejam mesmo perigosos e precisem ser mortos ou isolados. A protagonista também precisa descobrir quem era Bennett realmente, porque nada do que ele disse para ela é verdade e ela se encontra com outras mulheres que diziam que também estavam noivas dele.

A Mão Que Te Alimenta é fácil de ler, além de ser tão interessante que a gente nem vê o tempo passar e eu pelo menos, fiquei no mesmo dilema da protagonista, o amor pelos cães e a vontade de salvar os animais que são abandonados ou maltratados por seus donos. O tema me fez ficar durante toda leitura em dúvida sobre o que pensar sobre o futuro dos cães assassinos, uma vontade enorme de não acreditar que eles seriam capazes de tamanha crueldade!

Com um final satisfatório, uma leitura rápida e muito “saborosa”!

FICHA TÉCNICA

Título: A mão que te alimenta
Autor: A.J. Rich 
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon


 

 Marise Ferreira
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Gostei da sua postagem, sempre estou visitando seu blog e lendo suas postagens.. Seu blog está salvo em meus favoritos..

    Parabéns!

    Amo seu blog ..

    Meu Blog: Axé da Sorte

    ResponderExcluir
  2. Oi Ma!
    Eu achei esse livro uma viagem só, só pela sinopse. Vi algumas resenhas muito positivas, mas o genero em si não me agrada entao nao me animo. Pobres cachorros. Nem eles escapam KKKK

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Marise,

    Eu ouvi falar muito bem desse livro, apesar da premissa não ter me atraído a ponto de ler.
    Que bom que você curtiu a leitura.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi, Marise
    Eu não gosto de suspense por isso esse livro não entraria na minha wishlist, mas eu fico muito curiosa para saber tudo o que realmente aconteceu. Imagino altas teorias hahaha ainda bem que a leitura foi boa. No meu caso vou morrer com a curiosidade.
    Beijo!

    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Marise =)

    Estou lendo resenhas bem positivas desse livro, mas confesso que a premissa dele não me atrai. A verdade é que evito ler ou assistir qualquer coisa que tenha animais. É um tema bastante delicado para mim, e sempre acabo ficando arrasada e triste por dias.

    Mas, fico feliz que você tenha gostado e aproveitado a leitura!


    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marise!

    Li várias resenhas positivas sobre este livro e fiquei curiosa para ler. Parece ser uma leitura bem interessante.
    Aliás, também adoro cachorros!

    Beijocas,
    Rafa

    ResponderExcluir
  7. Oi, Marise!
    Menina, é só a pessoa morrer ou ficar rica que sempre seus segredos aparecerem. Nesse caso, o cara tinha várias namoradas.
    Eu gosto dessa capa. Acho simples, mas transmite bem a aura do livro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir