Cat Person e outros contos [Resenha Literária]


Kristen Roupenian abriu as portas da fama quando lançou seu conto Cat Person, a um tempo atrás, um conto sem sentido de uma garota mais jovem que namora um homem mais velho e inseguro. Mas acredito que poucos imaginaram como seria sua coleção de estreia. Cat Person e outros contos é recheado de surpresas. 

A ideia inicial era criar um livro com histórias de horror, com o seu conto de sucesso incluído. Com certeza o conto que parecia um comentário sobre dinâmica de poder de relacionamento assume uma nova dimensão quando imprensado entre histórias de fantasias distorcidas, onde princesas se apaixonam por espelhos e baldes, uma mulher invoca o desejo de seu coração com um feitiço e o fecha em um porão, e um casal cada vez mais psicótico conspira para dominar a vida de um de seus amigos com consequências doentias. 

A coleção é ousada, bizarra e desafiadora, como muitos de seus personagens centrais. A maioria de seus contos se baseia em uma longa tradição de horror centrada em meninas adolescentes, mas ao invés de exigir exorcismo ou contenção, aqui elas adquirem uma autonomia mágica e violenta. A menininha angustiada pelo divórcio de seus pais poderia ter sido um vaso passivo de poder demoníaco da pena de outro autor. Aqui, ela usa seu desejo de aniversário para espalhar o caos malicioso, resultando em um clímax que é igual aos Irmãos Grimm.


A mulher que apenas quer morder as pessoas pode ter recebido o tratamento freudiano em outros lugares, mas Roupenian a transforma em uma arma canibalística contra o patriarcado. Se tudo isso soa completamente insano? Sim, mas maravilhosamente, bem humorado. O livro é completo de contos críveis e tocáveis, “O cara legal” é uma das histórias mais longas da coleção e dá um tratamento muito mais sutil para aquele amigo amargo e zoneado. O fato de que Ted tem fantasias bizarras de mulheres esfaqueando-se, é o conto romântico mais convencional do livro. Ele questiona o que significa ter “mocinhos” no estilo de super-heróis no mundo, como até mesmo nos quadrinhos esses homens dependem de mulheres sendo presas por outros homens para cimentar seu status heroico - e como todos se tornam vítimas quando adentram em tais fantasias. Assim como Você da Netflix, ele realiza um bom trabalho de lhe fazer secretamente torcer por um pervertido e obsessivo perdedor que você nunca iria admitir que estava torcendo.

O complexo branco do salvador masculino é retomado em Os Corredores Noturnos, onde o protagonista Aaron protesta enquanto ele contempla o uso de castigos corporais contra as moças indisciplinadas e rebeldes que ele foi enviado para ensinar como parte de um missão de caridade no Quênia.


Alguns contos são mais curtos, como O garoto na piscina e Look at your game, girl, parecem mais com encolhimento de ombros, suspiros de boas-vindas que acabam com o que poderia ser uma coleção bastante pesada. Enquanto isso, O sinal da caixa de fósforos e Vontade de morrer lidam mais obviamente com questões feministas, mas não dizem quantias enormes além de apresentar os problemas em detalhes viscerais vividamente imaginados. Talvez isso seja suficiente.

Há, em outras palavras, uma enorme quantidade de variedade em Cat Person e outros contos. O realismo mágico enfrenta a fantasia plena, os formatos narrativos cortam e mudam, a primeira e a terceira pessoa são usadas com habilidade igual e impressionante.


Alguns contos são tão brutais que às vezes me fizeram sentir mal de verdade, outros são inesperadamente engraçados que me fizeram rir em voz alta mais de uma vez. Este livro com certeza tem uma coleção altamente realizada. E também parece que há algo para todos – mas inevitavelmente acabará sendo algo que você nunca soube que queria realmente. Um livro muito bem construído e repleto de contos assustadores.

FICHA TÉCNICA

Titulo: Cat Person e outros contos
Autor: Kristen Roupenian 
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon

 

Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Nossa, parecem ser contos bem diferentes do que costumo ler... Interessante apesar dos contos mais brutais que devem mexer com o leitor mesmo!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já entrou pra minha wish list do próximo mês, amo esse gênero de leitura ♥
    Beijinhos ;*

    Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

    ResponderExcluir
  3. Nossa, bateu uma vontade enorme de ler. Tá aí, vou ler.

    Me ajuda seguindo? Ainda estou no começo tecka fanfics

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não sou muito das histórias assustadoras, mas adorei saber que essa leitura surpreendente e vale a pena!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Parecem ser ótimos contos, adorei essa mescla, que a autora ainda dá aquela quebra com tom divertido pra quebrar um pouco o ar mais pesado.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi Naty! Eu acho que intenso é pouco para definir essa compilação de contos de horror que me arrepiou com a resenha. Eu não tenho estômago e emocional para livros de suspense/terror, apesar da curiosidade ser imensa, não sei se conseguiria levar essa leitura até o fim.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir