O Mundo Sombrio de Sabrina - Parte II [Resenha da série]


Há uma letra de uma música da banda They Might Be Giants que diz "você não pode apertar a mão do diabo e dizer que está apenas brincando". Nos novos episódios da série O Mundo Sombrio de Sabrina, que retornou em 5 de abril, a bruxa adolescente titular (Kiernan Shipka, que agora possui o papel) descobre isso em primeira mão. Abençoada - ou deveria ser amaldiçoada? - com uma nova vontade de abraçar sua herança bruxa depois de assinar o Livro da Besta no final da primeira temporada, Sabrina se vê cada vez mais afastada de sua vida mortal. Mas ela pode realmente quebrar os laços que a ligam à sua humanidade?

Essa é uma das muitas questões levantadas pela série em sua segunda parte, assim chamada pela Netflix. A narrativa desta temporada é forte e muito bem escrita. Quando as coisas começam, Sabrina está se dedicando aos estudos na Academia da Noite. Ela continua ansiosa para fazer as coisas do jeito dela - para grande consternação eterna do padre Blackwood (Richard Coyle, agora menos extrovertido e mais sinistro). Desafiando o status quo de como as coisas são feitas na Academia - ou, mais apropriadamente, como elas devem ser feitas - Sabrina é mais poderosa e segura de si, do que nunca a vimos antes. E, portanto, visto como uma ameaça pelas forças patriarcais que controlam seu mundo.


Há um subtexto ao longo desses novos episódios sobre as maneiras pelas quais as mulheres são tratadas na sociedade que são oportunas e bem-vindas. Questões de desigualdade de gênero afetam personagens importantes e de apoio de maneiras surpreendentes aqui, muitas vezes com notas de graça que você não esperaria de um programa com uma caracterização tão dark. Quem teria pensado que um programa sobre os satanistas poderia ser tão fortalecedor? É o que vemos por aqui.

Enquanto Sabrina, obviamente, continua a ser o foco da série, desta vez os diretores adicionaram sabiamente profundidade aos personagens que estavam sentindo falta dela. O primo Ambrose (Chance Perdomo) é o que mais aproveita, obtendo um trágico arco de história que obriga-o a revelar o que realmente quer no processo. Em outro lugar, Madame Satã (Michelle Gomez), Harvey (Ross Lynch), Roz (Jaz Sinclair) e Susie (Lachlan Watson) também recebem uma nova multidimensionalidade que os coloca no centro das atenções narrativas e força os espectadores a recalibrar suas perspectivas de quem são esses indivíduos.

Também inclui uma série de referências sutis à literatura de terror e seus autores (incluindo Shirley Jackson e H.P. Lovecraft, para citar alguns) que podem passar despercebidas - mas são totalmente apreciadas pelos fãs.


O Mundo Sombrio de Sabrina nesta segunda parte organicamente continua a história de sua protagonista, e a leva mais longe em sua jornada para o lado “sombrio”.

Com grandes elementos de terror adicionados, e o enredo de maneira geral tendo sido completamente reconhecido, parece que Sabrina continua sendo um programa com estilo inegável, e assim como eu, tenho certeza que os telespectadores estão loucos para conferir as próximas fases dessa sombria história. 

FICHA TÉCNICA

Título: O Mundo Sombrio de Sabrina – parte 2
Título Original: Chilling Adventures of Sabrina
Criador: Roberto Aguirre-Sacasa
Data de lançamento: 5 de abril de 2019
Nota: 5/5
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi, Mi!
    Eu tenho que terminar ainda a primeira parte haahhahha parei no ep 4 e não sai mais de lá.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!
    Eu comecei a ver a primeira parte, mas acabei parando por motivos de: muitas séries pra acompanhar! Hahaha! Mas pretendo retomar. Uma conhecida tinha dito que a série fica meio sombria e eu estranhei, porque parecia tão "bobinha", mas pela sua opinião parece que é isso mesmo. Curiosa!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi! Eu parei na metade da primeira temporada e não me animei para dar sequencia, apesar de gostar de histórias sombrias, eu esperava de Sabrina algo diferente.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. OI, Mi
    EU não conferi a série, na verdade pesquei alguns episódios aleatórios da minha irmã assistindo aqui em casa, mas gostei mais dessa segunda temporada porque a Sabrina já não é tão mais bobinha e inocente, e glória a Deus ela se livrou do Harvy.
    Beijo!

    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi.
    Eu sempre ouço elogios a esta série, mas não sou muito de terro, por isso nem comecei.
    Beijokas

    ResponderExcluir