O que aconteceu com Annie [Resenha Literária]


Olá pessoal, recebi recentemente esse livro incrível da Intrínseca que me deixou completamente envolvida. Por ser psicóloga informo que a obra tem gatilhos mentais acerca de situações brutais de violência e suicídio. Com o pensamento voltado pra saúde mental, achei válido compartilhar.

Tudor entrou em cena com seu elogiado livro de estreia, O Homem de Giz, que com certeza é merecedor de todos os elogios que recebeu durante seu lançamento. O que aconteceu com Annie era um livro esperado e minhas expectativas para ele eram realmente altas, e antes de iniciar a leitura me perguntei se esse seria tão bom quanto o anterior... e sim, ele é. 

O Homem de Giz mostrou que a autora é uma escritora talentosa, e esse lançamento prova que a promessa inicial cimenta firmemente a reputação de Tudor como uma das melhores escritoras modernas que temos nos dias atuais.

O que aconteceu com Annie é um livro que vai te colocar em conflito. Você estará no meio dele porque, por um lado, vai querer atravessar as páginas, devorando o livro e consumindo a história e por outro, você vai querer gastar seu tempo saboreando cada página e valorizando esse enredo. 

Tudor inicia o livro com um prólogo que define a cena para o restante do livro. É decididamente escuro e não é para aqueles que têm um coração fraco e uma aversão à sangue. Joe Thorne, de quarenta anos e fugindo de suas dívidas de jogo, relutantemente volta para Arnhill, sua cidade natal que ele deixou muitos anos antes. Tomando uma posição recentemente desocupada, um emprego de professor na escola local. Antes disso, no entanto, Joe recebeu um e-mail anônimo e misterioso dizendo lhe:
- Sei o que aconteceu com sua irmã. Está acontecendo de novo.
E mais do que isso, em um nível subconsciente e devido ao seu passado, Joe, um dia, voltaria para Arnhill, já que você não pode escapar do seu passado e também o passado molda o presente. 


Há vinte e cinco anos, quando Joe tinha quinze anos, sua irmã de oito, Annie, do título do livro, desapareceu por quarenta e oito horas. Sua ausência foi inexplicável e ela mesma não conseguia lembrar onde tinha estado. Em seu retorno, parecia ela mesma, mas não era e algo em Annie tinha mudado.

No presente, Joe retorna à Arnhill para colocar os fantasmas do passado para descansar e finalmente confrontar a verdade sobre o que aconteceu com Annie vinte e cinco anos atrás. 

O retorno de Joe à sua cidade natal é recebido com animosidade pela maioria. É um lugar para os moradores locais, não para pessoas de fora, as pessoas não saem e, apesar de Joe ter nascido e crescido lá, ele saiu... e agora é considerado um “estranho” pelos moradores da cidade. Com seu retorno, nuvens de tempestade estão chegando e os moradores não o querem de volta, temendo que nada de bom possa vir com o seu retorno. 
As pessoas dizem que o tempo é um ótimo remédio. Elas estão enganadas. O tempo é apenas uma grande borracha. Ele segue em frente sem nenhuma consideração. O tempo apenas reúne seus pedaços e os reduz a pó.
Joe não é o tipo de personagem que causa amor em seus leitores, ele não é um herói, e também não é um cara mal. Um homem cheio de segredos e meias verdades com uma tendência para o sarcasmo e uma atitude irreverente. Ele é, no entanto, um personagem convincente que é habilmente auxiliado em ambas as linhas do tempo por um elenco estelar de personagens de apoio que impulsionam a história à medida que o mistério se aprofunda. Para acompanhar o enredo atual, há também um enredo passado em 1992 e detalhando os eventos que levaram Annie a desaparecer e seu retorno. 
Algumas coisas não permanecem enterradas. E as crianças sempre encontram um caminho.
Em 1992, quando adolescente, Joe não era um dos garotos populares ou legais. Ele preferia videogames e passava muito tempo com sua irmã mais nova, Annie. Então, Joe mudou e juntou-se com uma gangue local liderada por Stephen Hurst e seu tempo com Annie diminuiu.


O cenário, Arnhill, que é tanto um personagem integral como os personagens humanos, é uma pequena cidade que já teve dias melhores. É uma cidade com uma história onde muitos infortúnios ocorreram e é uma comunidade em declínio desde que a mina de carvão foi fechada há trinta anos. A mina, apesar de rumores de ser assombrada fornecia a força vital para a cidade e, sem ela, Arnhill é um lugar sombrio e ganhar a vida por lá é bem difícil.

O bullying também aparece no livro e Tudor não se esquiva, percebe-se a dureza do assunto e o efeito que ele tem sobre os envolvidos. Ela pinta uma imagem sombria da vida escolar, que é muito raramente pontuada por pequenos atos de bondade por cores.

... crianças são assim mesmo. O problema é que, se deixarmos que as crianças sejam assim mesmo, muito cedo, antes que alguém perceba, eles estarão manchando a cara dos amigos com sangue de porco, empurrando na beira de penhascos e esmagando cabeças com pedras. Nossa missão enquanto professores, adultos e pais, é impedir que elas sejam assim, ou destruirão esse maldito mundo em que vivemos.


Neste livro a escrita da autora está segura e amadurecida. Ela tem seu próprio estilo e está confortável com ele. Há um humor negro atado e às vezes sua escrita é infundida com um toque poético. O livro é tão bem escrito e a história tão bem executada, seu cenário é incrivelmente vívido.

O que aconteceu com Annie é arrepiante e compulsivo em igual medida com algo que você toca, é sinuoso, espetacular, horripilante. Uma sensação de mal-estar, um sentimento que reúne medo, espreitando ao fundo, rastejando ao redor, escondendo-se nas sombras, uma cobra pronta para atacar e o epílogo, bem, o epílogo é arrepiante, como o restante do livro, o horror é subestimado, mas é um pesadelo e deixa você com uma sensação persistente de inquietação que acaba quando você descobre o que aconteceu com Annie de uma maneira inquietante e inesquecível.

O passado não é real. É apenas uma história que contamos a nós mesmos. E às vezes nós mentimos. Eu amava minha irmã mais nova. Amava muito. Mas a irmã que eu amava não existia mais.


O que aconteceu com Annie é um livro da mais alta qualidade, é uma leitura impecável, uma maravilha macabra e insidiosamente intensa.

Tudor com seu jeito único de escrever tem ganhado um espaço no meu coração e acredito que assim como foi com o seu livro anterior, O que aconteceu com Annie, irá enfeitar muitas das melhores listas como um dos melhores livros do ano. 

FICHA TÉCNICA

Título: O que aconteceu com Annie 
Autor: C. J. Tudor 
Editora: Intrínseca 
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi Nat!
    Eu nao li o outro livro do autor e nem esse me chamou atenção pq sinceramente não é um gênero que eu consuma, mas que bom que foi uma leitura tão envolvente e o plot te pegou. Cumpriu o papel pelo menos.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler esse e o outro livro. Só vejo elogios, e vendo sua resenha só me deixa com mais vontade de ler.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Uau, esse livro me intrigou muito, a história deve ser maravilhosa. Já anotei a dica!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Natália! Tudo bom?
    Eu vi alguns comentários negativos sobre o primeiro livro da autora e acabei perdendo o interesse de ler, mas confesso que esse chamou minha atenção de volta pra ela. Gostei da ambientação e da temática, e o fato de a narrativa dela estar mais amadurecida deve ser um ponto muito positivo!
    Vou deixar na wishlist.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nat!
    Menina, me diz como não querer ler esse livro nesse exato momento, depois dessa resenha maravilhosa!!!!!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Olá, Natália.
    Eu gostei muito de O Homem de Giz e quando vi esse novo livro da autora já quis ler. Mas ainda não tinha lido nenhuma resenha dele e não sabia o que esperar. Agora já fui lá no skoob e adicionei na lista dos desejados. Ótima resenha.

    Prefácio

    ResponderExcluir