Top 5: Filmes em 2019 que não deixam a gente crescer!


Olá gente linda! Tudo bem com vocês? Eu sumi, mas não fui demitida. A vida é tão corrida, né non? O fato é que nascemos, assistimos desenhos animados, vamos crescendo, aí descobrimos que a vida é só pagar boleto, amadurecemos e deixamos de gostar dessas coisas de criança. 

Bem, pelo menos era pra ser assim. Mas acontece que a indústria cinematográfica não vem deixando a gente crescer não. Cada vez está mais difícil usar o troco do boleto para comprar coisas de gente grande (dorflex, planners para imposto de renda – existe isso?). O jovem adulto e até mesmo o adulto vem torrando seu precioso troquinho no cinema, assistindo a remakes e continuações de filmes que foram sucesso lá no passado, especificamente na nossa infância. 

É uma coisa nostálgica, é o nosso momento, e criança nenhuma vai atrapalhar. Fiz uma listinha com todos os filmes que estão nos impedindo de crescer (hihihi). Se bem que, talvez, na verdade eles estão mantendo aquele espírito gostoso da infância que muitos perdem ao crescerem...

O Rei Leão


“O que eu quero mais é ser rei...” Ahhhh pequeno Simba, nós também.

Esse com toda certeza é um grande marco. Ainda não assisti o live-action, sei que tem muitas opiniões divergentes sobre o filme; mas repaginar um sucesso Disney dos anos 90 é algo que não consigo expressar. Vendo o trailer e alguns pedaços dispostos na net, me emociono. Um verdadeiro filme passa em minha mente: lembro-me de assistir com a minha prima, na fita cassete, inúmeras vezes e sempre com a mesma emoção. Se isso vai acontecer com a nova versão? Talvez não. Mas saber que uma nova geração vai amar Hakuna Matata como eu amei (e ainda amo) já vale a pena.

Toy Story


“Amigo, estou aqui...”

Pra quem achou que a jornada desses brinquedos terminou se enganou. 2019 e o quarto filme da franquia está em cartaz. E claro que a vontade de correr para o cinema está aqui dentro de mim (nesse momento estou cantarolando em voz alta “amigo, estou aqui” – e lembrando do quanto chorei no terceiro filme – mas não vão contar por aí, meu coração continua sendo trevoso). Assim como em O Rei Leão, também acredito que é uma forma maravilhosa de mostrar um filme especial para uma nova geração. Toy Story mexe com o imaginário infantil, mas algo fica no coração do adulto que cresceu assistindo: aquela coisa de ter um brinquedo como amigo, que testemunhou e participou das suas aventuras mais loucas e mais criativas de quando criança.

Aladdin


Ahhh Aladdin. Meu primeiro crush em forma de animação. Eu assisti a animação inúmeras vezes e depois, a série de desenhos animados. Como amava! 

E esse ano a Disney transformou tudo em um live-action. 

Meu sonho de princesa? Poder assistir, porque o filme foi lançado num período conturbado da minha vida, e não deu pra conferir. Mas a música, a versão nacional, está tocando horrores na minha playlist (e não tenho vergonha alguma de ouvir em público).

Dumbo


2019 é realmente o ano da nostalgia. Dumbo foi a animação mais triste e mais bela que assisti na infância, e senti receio em conferir o live-action justamente pela carga emocional.

Ainda bem que fui (com a desculpa esfarrapada de levar a filha do meu namorado). Dumbo é encantador, tem uma mensagem maravilhosa, e me emocionou de uma forma diferente. 

Turma da Mônica – Laços


Eu cresci lendo gibis da Turma da Mônica, e sempre quis um live-action. Acredito que era o sonho de todos, ver a “humanização” da turminha. Em um ano com grandes nomes de filmes da Disney, o cenário nacional também resolveu nos presentear, contribuindo e muito para a sensação de nostalgia que anda invadindo as salas cinematográficas. 

Não sei vocês, mas fico cheia de nostalgia e com uma empolgação inexplicável com esses filmes. E isso não vem acontecendo só agora não. Temos A Bela e a Fera, Cinderela, Alice, dentre outras produções que arrastaram muitos marmanjos para o cinema.

E querem saber? Já podemos delirar com produções que estão por vir, como a tão esperada sequência de Malévola; o live-action de Mulan; A Família Addams; etc etc. Ahh finalmente estamos vivendo em um mundo ideal ♥

Gostaram? Não esqueçam de comentar.

Beijinhos,

Bianca Gonçalves
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Oi Bianca!
    A disney não deixa a gnt crescer msm! hahahah
    Eu ainda não assisti os live actions de Rei Leão e Aladdin, mas adoro essas histórias!
    Só Dumbo q eu nunca curti muito, e essa sequência de Toy story eu não fiquei tão animada pra assistir...
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Bi
    Eu tô tão perdida na vida que ainda não assisti nada disso, mas quero ver tudo, obviamente. Eu acho que nunca vi a animação original de Dumbo, mas quero muito ver. Aladdin é muito crush e estou ansiosa pra ver ele no live action.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  3. Menina, eu ainda não assisti nenhum desses, mas quero ver todos. Realmente, a Disney não me deixa crescer, hehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  4. Oi Bianca! Gostei do live action do Rei Leão, mas Dumbo me decepcionou. Eu tinha uma lembrança diferente do elefantinho e o filme não me trouxe as mesmas emoções. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi
    ainda não assisti nenhum desses filmes, mas ainda quero assistir, crescemos só que ainda somos eternas crianças perdidas nos compromissos da vida adulta.
    Gostei do TOp 5.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Bianca,
    Esse ano, para mim, Aladdin foi o melhor!!!!!!!!!!
    A Bela e a Fera e Cinderela também me fizeram voltar ao passado.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei esse apanhado. Todos os filmes citados marcaram a minha infância.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog JOVEM JORNALISTA está em HIATUS DE INVERNO, de 20 de julho à 29 de agosto. Mas republiquei um post. Nesse período comentaremos nos blogs amigos.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir