Predadores Assassinos [Resenha do Filme]


Haley (Kaya Scodelario) é uma nadadora com problemas familiares e em um dia com a chegada de um furacão precisa resgatar seu pai que ficou em casa e acaba se deparando com uma enchente repleta de crocodilos!

A protagonista é bastante teimosa e mesmo contra as indicações das autoridades locais parte em busca de seu pai e com a ajuda de seu cachorro consegue encontrar Dave (Barry Pepper) na parte inferior da casa, mas chegando lá descobre que além de lutar com a tempestade, ela precisa lidar com muitos jacarés! E a medida que a água vai subindo, Haley e seu pai presos em lugar pequeno ficam ameaçados de morrer afogados ou comidos pelos animais!


O longa traz uma situação claustrofóbica, com várias cenas de susto e um drama familiar que não convence, na verdade, é a parte mais chata do filme. É muito mais interessante ver as inundações, os saqueadores, o sufoco dos protagonistas do que a discussão entre pai e filha que são bem forçadas. Porém, se por um lado os diálogos entre eles enfraquecem a trama, por outro, o suspense é bom. Obviamente a gente questiona porque Dave não foi embora com a chegada do furacão e ainda mais por ficar no porão da casa, mas de modo geral é bem possível acreditar que um local cheio de jacarés com uma enchente alguns (ou todos) poderiam invadir as casas. 

Kaya Scodelario se sai bem nas cenas de ação e consegue carregar bem o filme que praticamente não tem muitos personagens além de Haley e Dave. Os efeitos visuais também me agradaram, os jacarés são bem reais, tanto que torci por eles!


Predadores Assassinos entretém, consegue criar uma boa tensão e em vários momentos me lembrei de Sharknado. Não é um filme inesquecível, mas cumpre bem com a proposta de terror trash.

Trailer



FICHA TÉCNICA

Título: Predadores Assassinos
Título Original: Crawl
Direção: Alexandre Aja
Data de lançamento no Brasil: 26 de setembro de 2019
Nota: 3,0/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Oi Mi, tudo bem?
    Confesso pra você que a trama não me convenceu. :(
    Mas imagino que a sensação de claustrofobia seja mesmo intensa. Lembro de Titanic, com a água subindo e o Jack algemado, a aflição que eu sentia rs.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Olá, Michele.
    Já fiquei nervosa só de ler sobre. Eu morro de medo de jacarés e tudo do tipo, até aqueles pequenininhos que parecem uma lagartixas hehe. Acho que não consigo assistir não.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho uma amiga que está louca para assistir esse filme.
    Kaya deve ter uma puta dor na coluna de tanto carregar essa produção
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. Participe!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi!
    Nem sabia desse filme!
    Antigamente eu assistia muito esse tipo de terror trash, hj em dia já n faço muita questão, rs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    acho cinema do Aja meio trash msm... vou ver se consigo assistir final de semana.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi,
    Confesso que ri quando você disse que torceu para os jacarés, rs.
    Eu gosto da Kaya, mas o filme não me atrai muito não, infelizmente.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Não é o tipo de filme que eu assistiria, mas eu adoro a atriz que interpreta a protagonista e poderia assistir por causa dela.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Que situação!!! Eu com certeza ficaria apreensiva, e não iria torcer pros jacarés kkkkkkkkkk, só se o enredo não me agradasse mesmo.

    Beijos
    Imersão Literária

    ResponderExcluir