Mortos não contam segredos [Resenha Literária]


Geralmente como leio vários livros ao mesmo tempo eu demoro um pouco para finalizar a leitura, mas no caso de Mortos não contam segredos foi diferente! Tive que abandonar todas as outras leituras e fica só nesse livro de tanto que me prendeu. Eu queria saber quem era o assassino da cidade que matava há anos as adolescentes e confesso que desconfiei de todo mundo! 

O livro é narrado por Ellery, que tem uma irmão gêmeo chamado Erza, e Malcom, irmão de Declan, acusado de ter matado Lacey anos atrás. Ellery e o Erza estão morando na cidade depois que a mãe deles, Sadie, é internada numa clínica de reabilitação. Eles passam a morar com a avó e no dia que chegam descobrem o corpo de um professor que foi atropelado. Aparentemente não tem nenhuma ligação com o caso da tia deles, Sarah, que desapareceu há muito tempo, e também com o assassinato de Lacey, mas Echo Ridge não é uma cidade normal. Tudo fica ainda mais misteriosos quando candidatas a rainha do baile da escola são ameaçadas de morte, e uma delas é Ellery.


Malcom sofreu bastante quando o irmão foi acusado e agora Declan está suspeitosamente de volta à cidade, ou sempre aos redores, e sem querer Malcom está sempre por perto de algum problema envolvendo os assassinatos. Pelo ponto de vista dele vamos conhecendo melhor a sua família e pelo ponto de vista de Ellery a visão de alguém que só chegou agora na cidade.

Ellery é uma ótima protagonista porque ela tenta desvendar todos os mistérios e vai suspeitando de todo mundo e a gente com ela, mas a autora foi esperta, foi deixando algumas pistas falsas durante a trama. E como eu desconfie realmente de todo mundo, a revelação final acabou não sendo chocante, mas toda a construção da narrativa sim. A cada capítulo novas pistas iam surgindo e com isso aumentava a tensão na trama e prendendo mais e mais. O romance de Malcom com Ellery foi bem desenvolvido e não foi o foco do livro, o que equilibrou muito bem a história. E se teve algo que me surpreendeu foi o passado da família de Ellery. 


Apesar de ter achado que a protagonista ficou apagada no final e de ter esperado um pouco mais dela nas últimas cenas, gostei bastante do livro. Malcom é um personagem simpático, Ellery me conquistou desde o início e os coadjuvantes também são interessantes, todo mundo acaba sendo suspeito.

Mortos não contam segredos foi uma ótima leitura, um suspense que me agradou bastante e já quero ler os outros livros de Karen McManus

FICHA TÉCNICA

Título: Mortos não contam segredos
Autora: Karen McManus
Nota: 4,5/5
Onde Comprar: Amazon


Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. ainda nao conhecia essa autora e gostei da sua resenha, parece mesmo um suspense bem envolvente

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Também gostei da leitura, é fluida e realmente fiquei curiosa para saber quem fez o quê ali na trama. Mas o final foi tao apressado que mal vi. O plot não durou uma página!

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi!
    Sempre desconfie de todo mundo, hahahah
    Eu ainda não li nada dessa autora, mas essa história parece ser legal! Adoro segredos, assassinatos e revelações! hahah
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi! Eu curto muito o livro, apesar de ter clichês, é um tipo de história que sempre me empolga. Eu gostei de ambos os livros da autora. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi!
    Engraçado que eu gosto dos títulos dos livros dessa autora, mas não é o suficiente para me fazer querer ler. Pelo menos foi uma boa experiência pra você.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Olá, Michele.
    Eu gostei do livro, a leitura é super rápida mesmo. Mas achei bem superficial. A autora não focou em nada e também não consegui gostar da Ellery.

    Prefácio

    ResponderExcluir