Do Fundo da Estante: Duro de Matar [Nostalgia]


Um dos melhores filmes da década de 80 e seguramente dos melhores filmes já realizados. Ainda que seja no gênero ação, sempre OUT de qualquer lista dos melhores filmes de todos os tempos, Duro de Matar é tão bem estruturado que não há porque exigir dele qualquer consistência filosófica ou dramática - o tour de force do detetive John McClane (Bruce Willis, perfeito) pra salvar sua esposa Holly (Bonnie Bedelia, ótima) de um grupo de terroristas liderados por Hans Gruber (o saudoso Alan Rickman, maravilhoso) é simplesmente fantástico. Toda a ação se passa dentro de um edifico e pra dar aquele alívio quase cômico, temos o repórter Richard Thornburg interpretado por William Atherton, além de um sem número de personagens defendido por um elenco de apoio bastante dedicado.

Dirigido com mão de ferro pelo competente John McTiernan (que havia feito anteriormente O Predador, igualmente icônico), o longa praticamente pavimentou a estrada para tudo o que veio a seguir em matéria de filmes de ação - assim como o primeiro Batman de Tim Burton, que foi importante ao dar a direção no segmento dos filmes de herói que não eram moda na época e hoje tomaram os grandes estúdios e as salas de cinema mundo afora.


Bruce Willis vinha de A Gata e o Rato, sucesso televisivo do qual trouxe um cinismo que virou sua marca registada. A crítica nunca foi de elogiá-lo, mas é inegável o peso de protagonista que ele têm em cena, convence plenamente mesmo em farrapos e coberto de sangue falso. Só não dá pra comparar seus recursos dramáticos com o inesquecível e talentoso Alan Rickman, querido das novas gerações pelo seu Severo Snape de Harry Potter. No papel do terrorista alemão, ele poderia facilmente cair na caricatura, mas empresta dignidade notável e rouba todas as cenas em que aparece.

Mesmo com mais de três décadas (os filmes de hoje envelhecem praticamente de um ano pra outro), Duro de Matar (que gerou 4 boas continuações) rende ainda uma boa sessão de cinema regada a muita pipoca e na companhia dos amigos que já viram juntamente com quem ainda não viu, num verdadeiro encontro de gerações - os veteranos relembrando saudosamente o quanto o filme marcou época e os novatos assistindo algo da era pré-internet e sem tanta computação gráfica.

FICHA TÉCNICA

Título: Duro de Matar
Título original: Die Hard
Direção: John McTiernan
Data de Lançamento: 27 de outubro de 1988
Nota: 5/5

Italo Morelli Jr.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Duro de Matar é um verdadeiro clássico e como você disse, pra ser visto na companhia de amigos com bastante pipoca!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Nossa que nostalgia dessa franquia.. hehehe. Adorei o post!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. AMO demais os filmes que vc mostra nessa sessão do fundo da estante, eu ja vi duro de matar um milhao de vezes! adorava o primeiro, mas confesso que meu favorito era o terceiro

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. Oi, Italo!
    Esse filme é bastante citado por personagens masculinos de qualquer produção. Eu nunca fui muito fã mas entendo bem o impacto dele.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu assisto muito esse filme com a minha mãe nas tardes de domingo e foi nostalgia pura ver aqui no post. Eu gostava muito.Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Olá, Italo.
    Que saudade que deu agora dos filmes antigos hehe. Eu amo esse filme e suas sequencias. Até tinha uma paixonite pelo Bruce hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir