O castelo animado [Resenha do Filme]


Eu sou muito fã de animações japonesas, mais fã ainda de toda e qualquer coisa de Hayao Miyazaki e apesar do roteiro original não ser dele, e sim da autora Diana Wynne Jones, O Castelo Animado é um dos meus filmes preferidos.

O longa é de 2004 e tem Miyazaki como roteirista e diretor. Infelizmente, nunca tive a oportunidade de ler ao livro de Jones, por isso não farei comparações com a obra original, embora já tenho lido à respeito das várias diferenças. 

A animação começa com a chegada de um castelo muito estranho, na verdade, mais se parece com uma bugiganga, na cidade onde Sophie mora. Uma protagonista humilde, bem simples que trabalha na chapelaria de seu falecido pai.


O castelo misterioso pertence a um poderoso feiticeiro, Howl, e a cidade que já estava agitada por conta da guerra, fica eufórica, menos Sophie, que não liga muito para o tal castelo e seu feiticeiro. No entanto, ao caminhar pelas ruas, dois guardas tentam assediá-la e Howl a salva, o que muda por completo a vida da pobre Sophie. O feiticeiro é perseguido por muita gente, todos os reis querem sua ajuda, uma feiticeira poderosa o quer como aliado e uma bruxa egoísta quer roubar seu coração. Por ciúmes e por pura maldade, a bruxa joga um feitiço em Sophie, transformando-a numa senhora de idade bem avançada. Como se não bastasse a maldição, a protagonista não pode contar a ninguém o que está acontecendo com ela.

Sophie parte em busca de ajuda para tentar reverter o feitiço, abandona sua casa e caminhando pelas Terras Abandonadas, com a ajuda de um simpático espantalho, ela encontra o castelo animado de Howl. O lugar é movido por um interessante demônio do fogo, Calcifer, que tem uma relação profunda com o feiticeiro. Eles não vivem sozinhos, tem a companhia de um garotinho aprendiz, Markl. Sophie, mesmo com problemas da atual idade, se mostra bastante enérgica, tornando-se faxineira do local e pouco a pouco se torna parte daquela pequena família maluca. A relação de Howl com ela é linda, pois Sophie continua sendo uma mulher incrível, a aparência não muda este fato.


O enredo tem algumas reviravoltas na história, mostrando que nem todos que aparentemente são ruins são verdadeiramente os vilões. Aliás, se existe um vilão neste filme é a guerra! E Miyazaki faz uma ótima ambientação sobre o mundo durante a guerra, suas conspirações e como isso afeta a vida de todos.

O Castelo Animado é pra mim um espécie de novo contos de fadas, mostrando redenção, perdão, a importância da liberdade e que ser velho pode ser apenas um detalhe. Lindo filme, com romance, fantasia e aventura, ótima fotografia; uma animação para adultos e crianças e não é em 3D! 

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: O castelo animado
Título Original: Hauru no ugoku shiro
Diretor: Hayao Miyazaki
Data de lançamento: 5 de agosto de 2005
Nota: 5/5

*esta resenha foi adaptada de um texto do meu antigo blog Um pouco de shoujo
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre Michele Lima

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Vou te confessar q nunca me interessei muito, mais essa história me deixou curiosa hahaha . Um beijo .
    Segredosdamarii.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Michele.
    O Castelo Animado é um dos meus filmes de animação favoritos, simplesmente adoro-o. Mas sou suspeita porque sou fã do mestre Miyazaki e este é o meu filme favorito dele. Para além de Miyazaki adoro os filmes do Mamoru Hosoda, outro grande mestre da animação japonesa.
    Beijos
    Mundo da Fantasia

    ResponderExcluir
  3. OI Mi! Eu leio este seu antigo blog sempre que quero saber sobre animes mais antigos, adoraria que você continuasse com este tipo de resenha. Eu tenho muita vontade de assistir O Castelo, descobri sobre esta animação estes dias e estou ansiosa para conferir. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir