Uma segunda chance para amar [Resenha do Filme]


Uma segunda chance para amar é um filme inspirado na música Last Christmas, de George Michael, com roteiro de Emma Thompson.

Kate (Emilia Clarke) é uma jovem bem perdida na vida, não tem onde morar, vive dormindo na casa dos amigos e sendo expulsa por eles por ser atrapalhada e ter atitudes egoístas. No trabalho vive levando bronca da sua chefe por falta de atenção. Não atende as chamadas da mãe e não se dá bem com a irmã. No entanto, Kate nem sempre foi assim, mas no passado ficou doente e isso afetou bastante sua vida.


Kate e sua família são da Iugoslávia e tiveram que sair de lá por conta da guerra, isso causa um certo transtorno na mãe da protagonista, interpretada pela brilhante Emma Thompson. Petra não consegue dormir, se recusa a acreditar que sofre de depressão, não tem amigos e acredita que a qualquer momento vão expulsá-los do país. Já o pai de Kate, Ivan (Boris Isakovic) era advogado, mas agora como estrangeiro trabalha todo dia de taxista, em parte para fugir da esposa também. 

Kate é cantora, tenta fazer vários testes, mas mal consegue manter o emprego na loja natalina em que trabalha. E um dia ela conhece o misterioso Tom (Henry Golding), um rapaz que está sempre olhando para o alto, divertido, simples, desapegado, inclusive não usa celular e ajuda com trabalho voluntário. Aos poucos Kate percebe que sua vida está uma bagunça, volta a morar com os pais e tenta se recuperar das consequências de sua doenças e vai também se envolvendo com Tom que guarda muitos segredos.


Além da história da protagonista, o núcleo familiar também chama bastante atenção e Noel (Michelle Yeoh), a dona da loja onde a protagonista trabalha também, assim como o pessoal do abrigo. Outro ponto positivo na história é a ambientação natalina e a trilha sonora que conta com quinze músicas do George Michael e a inédita This Is How (We Want You To Get High)

Uma segunda chance para amar tem ótimos diálogos, divertido, às vezes sarcásticos, com um roteiro clichê, mas que também consegue surpreender no final com uma boa revelação. É um filme natalino que cumpre com todos os requisitos de longas do gênero. Aquece corações. 

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Uma segunda chance para amar
Título Original: Last Christmas 
Diretor: Paul Feig
Data de Lançamento: 28 de novembro de 2019
Nota: 5/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Parece bem gostosinho de assistir!

    cobaiaamiga.com

    ResponderExcluir
  2. Ahhh como eu adoro esse clima natalino. Já quero ver o filme.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu tô ANSIOSAAAAAAAAAAA pra ver esse filme logo! O trailer me ganhou demais, parece bem aquelas romcom de natal gostosinhas pra rever sempre <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi
    Tô precisando assistir filmes divertidos e simples assim. Eu adoro a atriz, e no começo da resenha achei que não fosse gostar muito da personagem, mas vou dar uma chance.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não posso ver um filme que envolve o natal que já quero assistir. Ainda não tinha visto nada sobre esse. Mas adorei conhecer! 💛

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. ah to vendo bastante o trailer desse filme e parece mesmo uma graça, fora que adoro a Emilia Clark, com certeza quero ver

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi! Desde que vi o trailer me apaixonei e não vejo a hora de conferir. Seus comentários m deixaram mais animada. Torço para sempre termos filmes assim. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Pelo trailer já dá pra descobrir vários spoilers. Eu ri quando descobri que algumas pessoas acharam que não ia ser igual a música.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir