Sem Saída [Resenha Literária]


Eu li muitos thrillers esse ano e confesso que esse foi um incrível suspense recheado de ação que me manteve vidrada do início ao fim. Se você não tem um coração forte para lidar com emoções, não recomendo a leitura dessa obra. 

Cenário: época de Natal nas Montanhas. A personagem principal Darby está dirigindo em uma nevasca infernal para visitar sua mãe no hospital. Enquanto a nevasca piora e seu carro derrapa no meio de toda aquela neve, ela perde um limpador de para-brisa, assim é forçada a parar em uma parada de descanso... aqui se inicia a pior noite de sua vida.

Na parada, ela encontra 4 pessoas, três homens e uma mulher. Todos eles estão presos em um estabelecimento com uma transmissão de emergência dizendo que pode levar 10 horas até que os limpa-neves cheguem até eles. Darby tenta obter um sinal de celular fora do estabelecimento para falar com sua família. Árvores e muita neve estão no caminho. No estacionamento em uma van, ela encontra uma garotinha presa. Nesse ponto, o livro é apenas um desastre cheio de tensão e escolhas que lhe manterão viva ou não! 


Esta foi uma leitura incrivelmente refrescante. Quero dizer, sim, é um thriller e eu li uma quantidade infinita de thrillers. Mas o gênero é repleto de títulos de narradores não confiáveis, que estão continuamente tentando se superar. Ninguém está mais escrevendo thrillers de ação direta. E Adams trouxe isso de volta.

A leitura foi honestamente emocionante, e enganosamente linear. Embora você possa pensar que, uma vez que os culpados são revelados relativamente cedo, será apenas uma luta sangrenta e violenta pela sobrevivência nessa parada, na verdade há uma profundidade incrível, em um nível mais sinistro da história que requer a intervenção inicial de Darby para descobrir e parar.

Seria muito fácil fazer com que os elementos dessa história saíssem dos trilhos. A protagonista poderia ser irritante ou chorona, mas é humana, inteligente, atrevida e emocionalmente complexa. Há apenas detalhes pessoais suficientes e os altos momentos dela foram épicos, mas de uma maneira muito crível. Ela é uma "heroína" perfeita para esta história. Agradável, genuína e resistente.


E o vilão?! Vocês podem até achar estranho mas eu amei! Não de uma maneira doentia, mas sim puramente psicológica. Minha admiração pela criação desse personagem por Adams não tem limites. A psicose e a caracterização eram tão exatas e perfeitamente críveis, que não poderia ter sido mais bem feito.

Quando estou lendo, geralmente penso comigo mesma: o que eu teria feito? Ou o que uma pessoa teria feito? E muitas vezes, os livros se desfazem porque os personagens fazem coisas que ninguém faria na vida real. As escolhas são feitas apenas com a intenção de promover uma trama. E honestamente, se você não pode promover uma trama que tenha algum fundamento, sua história precisa ser corrigida.

Mas tudo o que Darby fez, eu teria feito ou posso entender por que ela fez essas escolhas. E esse comportamento genuíno realmente fundamentou esta história. As circunstâncias são loucas, mas os personagens são humanos e, por isso, tudo se transforma em algo tão fácil e como leitor é impossível não acreditar. 


Não houve momentos que pareciam estar fora da realidade. O livro permite que você permaneça dentro dele, que sinta e que lute com sua protagonista. Confesso que o último thriller que me deixou tão envolvida já tem um tempo, e foi incrível conferir uma história tão emocionante! 

É um livro sombrio, nervoso e cheio de ação que ficou surpreendentemente sangrento. Confesso que tudo o que eu procuro em livros do gênero foi incrivelmente encontrado em Sem Saída. E todo o hype ao seu redor é real!

Em uma edição lindíssima como sempre, a Faro Editorial simplesmente me surpreendeu com essa obra! 

FICHA TÉCNICA

Título: Sem Saída
Autor: Taylor Adams
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oi Natalia! Eu gostei bastante da obra, fui surpreendida até o final. Eu me lembrei muito de filmes que eu costumava assistir nas madrugadas de sábado. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nat!
    Um thriller refrescante é meio contraditório, mas entendi seu argumento. Anotei a dica pois pretendo em 2020 diversificar mais minhas leituras.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais... Eu posso parecer estranha, mas, amo quando conseguimos adorar o vilão kkk
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Natália.
    Faço minhas as suas palavras porque foi exatamente isso que senti com esse livro. Hoje em dia tem tantos suspense com narradores que enganam o leitor o tempo todo que quando a gente pega um livro assim para ler acaba achando refrescante mesmo. Foi um dos melhores do gênero que li esse ano.

    Prefácio

    ResponderExcluir