Um passado de presente [Resenha do Filme]


O Natal vai se aproximando e a Netflix vai colocando vários filmes natalinos no catálogo, afinal, a gente não resiste e assiste, não é? Ano passado Vanessa Hudgens estreou A Princesa e a Plebeia e eu adorei, por isso, minhas expectativas com Um Passado de Presente estava bastante alta, infelizmente, acabei me decepcionando.

Sir Cole (Josh Whitehouse) vive 1334 e um dia encontra uma feiticeira que o transporta para os tempos atuais, alegando que ele tinha uma missão a cumprir. Chegando na modernidade ele faz amizade com Brooke (Vanessa Hudgens), uma professora de ciências bastante gentil. Ela assim como todos acreditam que Cole perdeu a memória e está desnorteado, mas aos pouco Brooke começa a achar que talvez Cole seja de outra época mesmo.

O cavaleiro fica com ela durante todo o tempo e vai aprendendo a lidar com a época moderna, mas nada como uma maratona Netflix para ajudar Cole a entender bastante coisa da modernidade. O que ele não entende é o motivo para ter sido transportado e sinceramente, eu também não entendi, não tem nenhuma explicação que tenha me convencido.


Obviamente o relacionamento de Brooke e Cole evoluem para algo além da amizade e o longa tem coadjuvantes bons na trama, como a irmã da protagonista, sua filha, e o policial que ajuda Cole. O filme também tem uma mensagem muito positiva sobre ajudar o próximo, já que os personagens são pessoas bem generosas. No entanto, o roteiro é extremamente fraco, os diálogos são muito rasos até mesmo para um filme natalino estilo romance. Nem Josh Whitehouse e nem a Vanessa Hudgens conseguem manter a trama e carisma aos dois não falta.

Os clichês natalinos são muito bem-vindos nos filmes no gênero, mas o roteiro de Um passado de presente é tão preguiçoso que a trama fica sem graça, sem impacto e a ausência de vilão ou de conflito pesou um pouco também. Serve sem dúvida para passar o tempo se as expectativas não estiverem muito alta.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Um passado de presente
Título original:  The Knight Before Christmas
Diretor: Monika Mitchell
Data de lançamento: 21 de novembro de 2019
Nota: 2,5/5
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Olá, Michele.
    Esse ano estou assistindo aos natalinos da Amazon porque cancelei a NetFlix hehe. A sua é a segunda opinião negativa que vejo desse filme. Acho que não vou assistir hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Assisti esse filme anteomtem e adorei. Apesar de ser beeeem clichê, é um filme gostoso de se ver! 😍

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!
    Pena que o filme não é tão bom assim, mas filme de Natal eu não dispenso.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Eu vi mesmo o lançamento porém não parei para assistir, até porque como é romance não curto muito, é raro vê eu assistindo romances kkk

    Beijos
    Pâmela Sensato

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi! Você é a segunda pessoa que não recomenda este filme, nem vou arriscar assistir. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Olá Michele, é repleto de clichê e bem leve o filme mas achei tão fofinho rsrs Adorei quando assisti pois era de um filme assim que precisava.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Michele,
    Eu também adorei o primeiro dela. Mas com esse não estou muito animada.
    E ainda parece que nem se preocupam em fazer a liçãozinha bonitinha básica natalina.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Eu amo filme de natal!! Vou ver este neste fim de semana!! bjos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi!
    Caramba D: CHOCADO COM A NOTA FINAL KKKK
    Eu gosto bastante de filme natalino, tanto que ano passado o outro filme da Vanessa salvou a data pra mim, mas nunca espero nada demais. Só cliche mesmo. O outro que vi dela, também não tinha um vilão em si e comigo funcionou, mas entendo seus argumentos.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir