Vermelho, Branco e Sangue Azul [Resenha Literária]


Vermelho, Branco e Sangue Azul é um livro que já era comentando muito antes de ser lançado. Eu sabia que logo ele chegaria aqui no Brasil e também faria o mesmo sucesso.

Alex Claremont-Diaz é filho da presidenta dos EUA. Como Primeiro Filho e em ano de eleição, ele está no olho da mídia e qualquer coisa pode estragar a campanha da sua mãe. Alex é um jovem carismático e charmoso, porém só existe uma pessoa no mundo que consegue tirá-lo do sério: o príncipe britânico Henry.

Após um desastre no casamento real, Alex e Henry precisam fingir pra todo mundo que não querem matar um ao outro. Em meio a encontros ensaiados e postagens em redes sociais já roteirizadas, nasce uma inesperada amizade entre os dois. Quando essa amizade se transforma em um sentimento mais forte, Alex e Henry vão ter de aprender a navegar no olho do furacão da mídia sem deixar que isso influencie na sua relação. 


Vermelho, Branco e Sangue Azul junta todos os clichês que amo: inimigos para amigos e que se tornam algo a mais. Por serem duas pessoas públicas, Alex e Henry têm que manter seu romance em segredo, o que dá um toque a mais na história e na relação dos dois. Eles sabem que qualquer atitude pode acabar ricocheteando na família e achei bem fofo essa preocupação dos dois, principalmente de Alex para Henry. Do lado de Alex, sua mãe está em campanha de reeleição; então qualquer passo falso pode prejudicar.

A história é narrada em terceira pessoa focando em Alex. Apesar de ser um ótimo personagem, senti um pouco de falta de ver o lado de Henry em certas situações, visto que ele sofre bastante com a pressão da sua família em esconder sua orientação sexual. Já Alex, foi interessante ver sua jornada ao redescobrir sua sexualidade. Achei bem válidas suas dúvidas na questão de se ver atraído por alguém do mesmo sexo. Afinal, sempre rola aquele surto básico, principalmente em querer se reprimir. Diferente de Henry, Alex tem uma família calorosa e que ele sempre pode contar com seu apoio.


Apesar de sair pelo selo Seguinte, já fica o alerta que o livro é do gênero New Adult. Essa capa bem fofinha realmente passa a imagem de ser mais um YA, porém a própria Casey McQuiston afirma que seu livro New Adult. Ou seja, você vai encontrar narrações mais quentes que em outros livros. Nada muito explícito e bastante descritivo, como em Ele - Quando Ryan conheceu James, mas o suficiente para você entender o que se passa entre Alex e Henry.

Associado a Alex e Henry, temos como pano de fundo a eleição americana. Para alguns, esse assunto pode ser um pouco entediante e confuso, visto que o sistema eleitoral dos EUA é completamente diferente do nosso. Porém, eu gostei bastante de ver os bastidores da Casa Branca e de campanha eleitoral. Alex pretende seguir os passos dos pais e percebemos como é bem nato dele sua afinidade com a política.


O único defeito do livro são os tamanhos do capítulos. Ele possui somente quinze capítulos, mas cada um poderia ser desmembrado em dois ou três. O que compensa nesse ângulo é a escrita da Casey que é bem envolvente.

Vermelho, Branco e Sangue Azul já teve seus direitos de adaptação comprados pela Prime Video. Até a última vez que conferi, o projeto visava a produção de um filme.

FICHA TÉCNICA

Título: Vermelho, Branco e Sangue Azul
Autor: Casey McQuiston
Nota: 4,5/5 ♥
Onde Comprar: Amazon

 

Luiza Helena
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi, Lu! Tudo bom?
    Concordo em tudo que você falou, inclusive o probleminha dos capítulos. Parecia que nunca tinha fim, pai amado a falta de uns cortes.
    Mas de resto amo vivo e respiro esse livro <3 MENINOS LINDOS E MARAVILHOSOS OASBNFOSAUBSGSAOUBGSA

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, Luiza.
    Capítulos enormes é horrível para quem lê no ônibus hehe. Eu estou vendo tantos comentários sobre esse livro que vou esperar essa sensação em torno dele passar porque se não vou acabar detestando como já aconteceu com outros livros que estava essa falação toda em torno dele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Já estou com o e-book para ler, estou bem curiosa pela trama. Também não curto capítulos muito longos.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Esse livro está a cada dia mais bem falado. Também sinto que a fluidez cai quando os capítulos são enormes. Mas pelo menos a escrita compensou isso

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu! Capítulos longos amarram a leitura, não curto muito. Sobre o livro, ele tem sido muito comentado e quero conferir, peguei o ebook. Espero gostar. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu!
    Eu desanimo so por causa desses capitulos longos nem vou negar. Gente flopo demais se for grande. Tenho uma dificuldade imensa de me concentrar. Quem sabe quando esse hype todo passar eu de uma chance. Por hora.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir