Luta por justiça [Resenha do Filme]


Luta por justiça é baseado numa história verídica e no livro de Bryan Stevenson que é o protagonista do longa interpretado por Michael B. Jordan. O advogado formado em Harvard poderia ter um bom emprego, mas prefere trabalhar no Alabama e defender pessoas condenadas injustamente, que não tiveram ajuda necessária para se defenderem, ele conta com o auxílio de Eva Ansley (Brie Larson). 

Um dos primeiros casos de Bryan não é nada fácil, ele irá defender Waler McMillian (Jamie Foxx), que em 1987 foi condenado à morte pelo assassinato de uma jovem. Tudo demonstra a inocência de Walter e o único depoimento contra ele vem de um criminoso que tem motivos para mentir. No entanto, Bryan tem que lidar com questões burocráticas, políticas e contra o racismo para ajudar Walter e outros que se encontram na mesma situação. 


E o longa não nos poupa, o roteiro e direção querem mesmo causar desconforto e conseguem, é mais do que um filme para lamentar a injustiça que ocorre com homens negros, é um filme pra sentir o que eles passam, se impactar com o sistema cruel. O sentimento de indignação é constante do início ao fim e toda a direção da cena da cadeira elétrica e de fazer chorar. E o filme também se destaca pelas cenas jurídicas, com detalhes, nos mostrando a luta de Bryan ao transitar pelas leis, pela corrupção.

Minha ressalva ao filme é que embora eu entenda que o foco seja mostrar o sistema injusto, corrupto e racista, eu gostaria de ter visto mais da história de Bryan Stevenson e alguns diálogos a mais com o promotor Chapman (Rafe Spall) e o xerife Tate (Michael Hardin) teriam feito bem ao roteiro. 


Jamie Foxx é um espetáculo à parte, principalmente nos diálogos e na interação com Michael B. Jordan. E com menos tempo de tela, mas convincentes, temos O'Shea Jackson Jr e Rob Morgan como Anthony Ray Hinton e Herbert Richardson. E Jordan dosa muito bem a raiva, humilhação e esperança sem exagerar em absolutamente nada na sua interpretação

Luta por justiça poderia se perder no exagero, mas entrega uma trama forte, impactante, que causa indignação. É um filme convencional quando pensamos em longas de filme jurídicos, mas comove pelo temas, pelos diálogos e pelo problemas apresentados serem reais e, infelizmente, tão atuais. Difícil digerir, um soco na cara que vale muito a pena ser visto. 

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Luta por Justiça
Título original: Just Mercy 
Direção: Destin Daniel Cretton
Data de Lançamento: 20 de fevereiro de 2020
Nota: 4,5/5
Warner Bros Pictures

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Uau! Já amei só de ver o trailer. Lança hoje?Acho que vai demorar chegar aqui na cidade rsrs aqui não tem cinema pago.Apenas um PopCine,Cinema Popular onde os ingressos não são cobrados e temos que pagar apenas o que desejamos consumir de bebidas e pipoca.

    Mas quando chegar aqui,tenho certeza de que irei assistir!

    Estou te seguindo,siga me também.

    Ótima tarde!
    Tem post novo no blog,
    http://blogaquelaflor.blogspot.com/

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu realmente queria muito ver esse filme, mas o cinema na cidade ao lado da minha (na minha cidade não tem) fica sem vir por muitos filmes, acaba vindo aqueles filmes mais garantido de sucesso tipo de super heróis mesmo ou da disney. Mas desde o trailer queria ver esse e amei sua resenha.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir