Bloodshot [Resenha do Filme]


Bloodshot é o novo filme de ação de Vin Diesel baseado na HQ de Kevin VanHook e Yvel Guichet.

Ray Garrison (Vin Diesel) é um soldado que ao resgatar um refém volta pra casa, mas cai numa armadilha. Ele e sua mulher são pegos e mortos por alguém que quer informações que Ray não pode dar. No entanto, o protagonista volta à vida por uma corporação para se tornar o super-humano Bloodshot. Agora, Ray possui um exército nano-tecnológico correndo em seu corpo que o faz ter muito mais força e poder de cura instantâneo, mas a corporação também contra sua memória e sua mente.


De início o filme parece bem clichê, e em alguns é mesmo, clichê da testosterona do Vin Diesel com diálogos forçados ao máximo, mas durante o longa vamos percebendo que Bloodshot foge um pouco da previsibilidade ao nos mostrar uma ótima reviravolta, o que nos faz questionar a narrativa do filme desde o início. O plot é interessante, inesperado e o roteiro acaba surpreendendo. Por outro lado, apesar de fugir do óbvio, a falta de profundidade em alguns momentos atrapalham o filme. 

O filme se preocupa em nos explicar com bastante detalhes o que acontece com o protagonista Ray e tudo de uma maneira didática e certeira, mas esquece de trabalhar a relação entre os personagens. Ray e Kat (Eiza González) se aproximam por passarem por situações parecidas, mas não existe desenvolvimento algum na amizade deles, bem como todo o comportamento de Jimmy (Sam Heughan) que não gosta de Ray gratuitamente. Tudo parece pouco trabalhado, raso demais para um filme que uma trama principal tão bem arquitetada. 


O roteiro de Eric Heisserer (A Chegada e Bird Box), e Jeff Wadlow (Kick Ass 2) se esforça bastante para passar um tom mais real ao personagem de Ray, mas os efeitos visuais e especiais, embora bons, são exagerados em algumas cenas. Já a trilha sonora casa perfeitamente com o filme e as cenas de ação não decepcionam.

Vin Diesel é um ator mediano e entrega uma atuação sem muita emoção, os diálogos do filme realmente não convencem, a conexão entre os personagens não é boa, mas ainda assim, Bloodshot deve agradar aos fãs de ação, principalmente por apresentar uma história que surpreende bastante. 

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Bloodshot
Direção: Dave Wilson
Data de Lançamento: 12 de março de 2020
Nota: 3/5

*conferimos o filme na cabine de imprensa
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Oi, Mi! Tudo bom?
    Tá aí um filme que eu só assisto quando chegar num streaming e vá lá UHHASUHUASHUSAHUSAHUAS tenho muita preguiça do Vin Diesel e só gosto de Velozes e Furiosos pelo resto do elenco - o mesmo valeria aqui. Quem sabe algum dia.....

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!
    Até que eu fiquei interessada nesse filme. Eu vi uns trailers e parece meu tipo de filme: com muita ação e efeito especial.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá, Michele.
    O Vin Disel até pode ser um ator mediano, não entendo muito disso hehe, mas assisto tudo o que ele faz porque que Homem hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,
    SE eu assistir, vai ser pelo Sam Heughan de Outlander que faz o vilão, né? Mas já adianto que não faz em nada meu estilo, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Esse filme eu passo. Mas sua resenha está maravilhosa.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir