Driven [Resenha Literária]


Driven é o primeiro livro da série homônima que possui 5 livros da autora K. Bromberg. O que me chamou atenção na série foi que uma amiga minha sempre indicava para todo mundo. E quando passei a ter o contato via e-mail com a autora, fiquei ainda mais curiosa para ler.

Rylee Thomas está acostumada a ter sempre o controle de sua vida profissional e segue vivendo passo a passo a sua vida após uma grande tragédia que viveu. Durante um evento para arrecadar dinheiro para o abrigo de meninos, na qual ela faz parte, acontece várias coisas e Rylee se vê presa num cômodo, e isso a deixa em pânico.

No desespero de pedir ajuda, ela grita bastante e quem vem ao seu socorro é o mesmo homem lindo, que ela viu se agarrando com uma mulher no corredor. Esse estranho a ajuda e ao mesmo tempo a provoca. E com isso os dois logo de cara se estranham e as atitudes de Rylee deixa esse homem de boca aberta.


Logo depois desse incidente, Rylee é apresentada ao Colton Donovan, que é o mesmo homem que a salvou. Ela acaba o reconhecendo e Colton é um piloto profissional bem famoso, além disso, ele é o filho de um importante diretor de Hollywood.

Apesar da atração física que ela sente por ele, a protagonista tenta ao máximo possível ficar longe dele, mas Colton não resiste a um desafio. Rylee não quer se envolver com ninguém por causa do que lhe aconteceu no passado, mas ela não sabe e vai descobrindo aos poucos, que o protagonista também tem a sua bagagem pesada.

Confesso que quando eu terminei a minha leitura de Driven, fiquei com aquele sentimento de que a história tinha mais a oferecer. No entanto, após uma conversa com a Fabiany (a pessoa que me indicou a leitura) percebi que o ritmo da narrativa da autora é assim mesmo e ela vai ao longo dos livros construindo a história dos dois.

K. Bromberg não tem pressa em juntar os protagonistas e não deixa de valorizar as cenas e os diálogos sensuais entre eles. E certos momentos, ela me fez achar Colton um babaca e odiá-lo, mesmo sabendo que ele tem os seus traumas. Já Rylee, é aquela protagonista PERFEITA e SENSACIONAL. Não tenho nenhuma reclamação dela. Ela forte, sabe dizer "não" e não deixa Colton fazer o que quer com ela. 


Além dos dois, eu estou amando os personagens secundários (digo isso, porque já estou quase na metade do segundo livro) e principalmente os meninos do orfanato. Meu coração se aquece e se entristece toda vez que eles aparecem na história. E esse foi o ponto alta da leitura nesse primeiro livro, a autora trabalhou muito bem essa parte e mostrou esse lado da sociedade.

Enfim, Driven me proporcionou uma leitura surpreendente, apesar de alguns clichês abordados pela escritora. Como eu já deixei claro, pretendo continuar a série. E já dou um pequeno spoiler da próxima resenha, dizendo que já estou 43% do segundo livro e ele é sensacional, melhor que esse primeiro, inclusive.

FICHA TÉCNICA

Título: Driven
Autora: K. Bromberg
Editora: Universo dos Livros
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon

 

Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Oi, Ariane
    Eu acho que ouvi algo sobre esse livro há muito anos. Não lembro se li algo da autora, mas tenho quase certeza que sim e pela sua resenha já quero conhecer esse agora. Espero me encantar como você!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ariane. Tudo bem?
    Eu não conhecia a autora, acho que faz algum tempo que não leio livros com esse toque de sensualidade, vou usar sua indicação para sair da zona de conforto literária que estou há um tempo.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ariane.
    Esse é o tipo de livro que eu leio depois de uma leitura mais pesada ou quando olho para a estante e não bate vontade de ler nada hehe. Apesar de achar os livros clichês e os protagonistas masculinos todos babacas, a gente lê para falar mal mesmo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. mt legal conhecer essa nova série e saber que a leitura surpreendeu positivamente

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Provavelmente se eu visse esse livro em outro lugar não me chamaria tanta atenção, mas adoro histórias que me surpreendem e essa me despertou curiosidade por sua resenha.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca vi esse livro e nem conhecia a autora mas se não fosse pela sua resenha, a leitura não me interessaria tanto. Acho que justamente por parecer apenas um clichê, sabe? Mas adoro esses romances onde um dos lados tenta se manter distante, com toda aquela tensão sexual e desafio no ar. Eu daria super uma chance pela leitura.

    Abraço,
    Parágrafo Cult | @paragrafocult

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ari!
    Eu não li o livro, mas vi a série adaptada e bem... acho que vou ficar só na série mesmo; não tenho mais tanta paciência para acompanhar o mesmo casal durante uma série inteira
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #SorteiodaAmizade no twitter; três livros, um ganhador

    ResponderExcluir
  8. Oi Ariane,
    Eu já tinha visto algo sobre esse livro... Ele ganhou adaptação, não ganhou? Na Passionflix se não me engano. Aí eu fiquei empolgada para conhecer, só não sabia que era série de 5 livros. Mas se é bom, não me importo com a quantidade de obras. rs
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir