Do fundo da Estante: Peggy Sue - O seu passado a espera [Nostalgia]


Um filme menor na carreira do diretor Francis Ford Coppola, responsável por obras grandiosas como a trilogia O Poderoso Chefão e Apocalipse Now, este Peggy Sue é um dos longas norte-americanos mais simpáticos dos anos 80, protagonizado por uma de suas maiores estrelas, Kathleen Turner.

Desde que estreou muito bem em Corpos Ardentes (1981), Kathleen não parou mais e conseguiu vários dos melhores personagens da época e se mostrou competente em todos. Peggy Sue foi sua única indicação ao Oscar até hoje, uma personagem original e de acordo com sua beleza e talento.

Peggy Sue tem 43 anos está a beira do divórcio e desmaia durante uma coroação naqueles bailes que reúnem os veteranos do ensino médio. Ela volta no tempo (de 1985 para 1960) e vê, entre outras coisas, seu namorado com quem vai se casar e se separar 25 anos depois. Nesta volta no tempo ela tem a oportunidade de reparar antigas atitudes e transformar o curso da sua vida.

Na parte mais emocionante, Peggy atende um telefonema da avó e se emociona profundamente. Entrega o telefone a mãe e sai correndo. Intrigada com o comportamento estranho de Peggy, a mãe pergunta se está tudo bem e a protagonista muito abalada disse que "sonhou" com a morte dos avós, que os ama muito e que precisa vê-los, pois há muito tempo não o fazia.O filme valeria só por este momento, mas ele vai além quando Peggy vai até a casa dos avós e a conversa entre eles não é menos que espetacular. 


No elenco de apoio, Jim Carrey está ótimo, exibindo seu físico elástico e suas caras e bocas que devem ter sido cruciais para sua escalação para ser o Máskara, uma bem jovem Helen Hunt e Joan Allen, que viria a ser uma das melhores atrizes dos anos 90 - foi indicada três vezes ao Oscar e merecia até mais.

Dois pontos contra são as presenças apagadas de Nicolas Cage e Sofia Coppola, sobrinho e filha do diretor. Ainda bem que nenhum deles prejudica o resultado final.

Com bela reconstituição de época, Peggy Sue é gostoso de assistir, diverte, emociona e faz pensar: o que faríamos se tivéssemos a mesma oportunidade de voltar no tempo?

FICHA TÉCNICA

Título: Peggy Sue - O seu passado a espera 
Título Original: Peggy Sue Got Married 
Direção: Francis Ford Coppola
Data de lançamento no Brasil 30 de abril de 1987
Nota 4,5/5

Italo Morelli Jr. 
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oi, Ítalo!
    Peggy Sue aparece como algumas referências, mas não sabia que vinha de um filme. Fiquei interessada e assim ainda entendo melhor essa referência.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ítalo
    Nunca nem assisti o clássico O poderoso chefão, então não se surpreenda por eu não conhecer esta obra. Eu não conhecia a atriz mas gostei bastante do roteiro, e com certeza iria me emocionar muito com as cenas dos avós. Acho que o negócio de voltar no tempo é relembrar muito dos momentos com pessoas que já foram. Gostei da indicação!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a premissa do longa. Já foi trabalhada em vários filmes, mas essa parece ser emocionante.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  4. Estou amando ler seus posts... vou até salvar em favoritos!


    Meu Blog: Espaço da Sara

    ResponderExcluir