Sete dias sem fim [Resenha do Filme]


Sete dias sem fim está disponível (até o momento) na Netflix e tem uma história bem sensível sobre luto, focado nas loucuras de uma família e com um elenco de peso: Jason Bateman, Tina Fey, Jane Fonda, Corey Stoll, Kathryn Hahn, Adam Driver e Rose Byrne.

Após a morte do pai, quatro irmãos voltam pra casa para passar 7 dias juntos superando o luto, mas cada um vive um problema diferente. O protagonista Judd (Jason Bateman) descobre que a mulher o trai há um ano com o chefe, Wendy (Tina Fey) nunca esqueceu o vizinho, antigo namorado, que teve um grave acidente causando sequelas no cérebro, Paul (Corey Stoll) e a esposa Annie (Kathryn Hahn) não conseguem ter filhos e o caçula da família Phillip (Adam Driver) continua irresponsável e aparece namorando uma mulher mais velha, a sua terapeuta.


Todos os personagens tem seus plots desenvolvidos, mas não necessariamente resolvidos, o que achei ótimo, afinal, o filme só se passa em sete dias. No entanto, Judd como protagonista tem a história melhor explorada, sendo o personagem mais sensível na trama, embora apresente uma grande dificuldade de mostrar sentimentos. Judd vai acumulando o sofrimento do luto e da traição ao longo do filme, de uma maneira até que bem madura e se reencontra com uma antiga amiga Penny (Rose Byrne). Os relacionamento dos dois é um ponto positivo pela leveza com que tudo acontece.

Tina Fey merece destaque com sua personagem Wendy, a irmã me parece a mais sensata da família e o companheirismo e lealdade com os irmãos é ótimo. Pra quem está acostumado a ver Tina apenas em comédias, pode se surpreender com a atriz nesse longa. Já o personagem de Adam Driver não exige muito do ator, Phillip é o mais canastrão e o que pouco apresenta evolução na trama, mas está presente na maioria das cenas de alívio cômico. E Jane Fonda é sempre maravilhosa seu personagem tem uma ótima surpresa no final. 


Durante a semana que se passa, cada personagem reavalia a vida e seus relacionamentos. E apesar do tema do luto, o filme é bem leve, divertido, gera uma boa reflexão e tive uma enorme empatia por todos, é fácil de se identificar com as loucuras dessa família. 

Sete dias sem fim é um filme sem um grande clímax, clichê em alguns momentos, mas apresenta ótimos personagens, uma história boa de acompanhar e boas atuações. 

FICHA TÉCNICA

Título: Sete dias sem fim
Título Original: This Is Where I Leave You
Direção: Shawn Levy
Data de Lançamento no Brasil: 25 de junho de 2015
Warner Bros Pictures Brasil 
Disponível na Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Olá, Michele.
    Esse tipo de enredo geralmente não chama a minha atenção. Mas pelo elenco, principalmente a Jane Fonda de quem sou muito fã, talvez eu venha a assistir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Parece ser muito interessante a história, trazendo temas de reflexão. Pena que por enquanto estou sem netflix.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu acho que não tinha ouvido falar desse filme??? Mas fiquei bastante curiosa só por esse elenco fabuloso. Não é do tipo que eu procuraria numa tarde de domingo, mas deixo aí pra quando estiver precisando assistir alguma coisa.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia, não vai faz o tipo de série que costumo assistir. Mesmo assim vou procurar conhecer mais.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  5. ainda não conhecia esse filme, mas parece bem interessante
    sem contar que os atores são ótimos

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir
  6. Ah. A Jane Fonda é maravilhosa.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir