Amante Liberto [Resenha Literária]


Quando comecei a ler a série de livros Irmandade da Adaga Negra eu já sabia que Amante Liberto
seria o mais complicado de todos, afinal, eu adoro um spoiler, portanto, me preparei para o pior e me surpreendi novamente com a narrativa de Ward, Vishous foi uma surpresa super positiva.

No começo da saga eu não gostava do personagem, mas por gostar da Marissa eu confesso que não curti muito a relação dele com Butch. Pra mim, Vishous tinha que ter um par romântico masculino só pra ele e deveria deixar o da Marissa só pra ela, mas Ward fez de Vishous um homem apaixonado por uma mulher: Jane, uma médica, forte, teimosa e decidida.


Ao ler o Guia Oficial da Irmandade da Adaga Negra achei bem interessante a autora falar abertamente das críticas negativas que o livro sofreu, Ward acreditava que os leitores não iriam gostar de Vishous por ele ser bissexual, mas ficou surpresa quando o ponto negativo da história foi a Jane. A verdade é que os leitores aceitaram o protagonista tal como ele é: uma figura difícil, complexa psicologicamente e sexualmente. Vishous teve sua primeira vez ainda quando adolescente, sendo obrigado a transar com um homem. Depois foi parcialmente castrado pelo próprio pai e passou o resto da vida não sentindo emoções ao se relacionar com homens ou mulheres, tanto fazia quem era. Até que o vampiro passa a ter sentimentos por Butch e como a própria autora explica, foi o ponto de partida para que Vishous pudesse amar Jane. Ao experimentar a sensação de vulnerabilidade ao amar alguém, o vampiro conseguiu amar Jane, tanto que se submete sexualmente a ela, o que para alguém dominador, foi uma grande declaração de amor.

Ter um personagem bissexual, parcialmente castrado, e que gosta de BSDM, do ponto de vista literário, foi bem complexo e tal complexidade foi difícil de ser trabalhada por J.R Ward, que assumiu que não se dá bem com o seu próprio personagem. Talvez devido a essa relação complicada entre autor e criatura que Ward tenha explorado outras tramas no livro e não tenha conseguido transbordar de maneira mais clara o amor de V. por Jane. A autora inclusive admite (ainda no Guia) que se pudesse reescrever o livro, teria escrito mais 10 páginas de V. com Jane para mostrar ao público que, ao contrário do que muitos pensam, o final foi feliz. Sim foi feliz, mas poderia ter sido melhor, sem dúvida. 


Ward afirmou que subestimou as convenções românticas, já que parte do público não gostou do final de Jane. Concordo plenamente com ela, mas por outro lado, nós leitores também devemos aprender a ir além do texto e saber interpretar as ações dos personagens, porque se a autora tivesse descrito tudo, eu é que teria me sentido subestimada.

A autora consegue trabalhar muito bem com tramas paralelas sem se perder e tem muito autor mais renomado no mercado que não consegue fazer o que ela faz. Amante Liberto mostra o amor de Vishous por Jane, sua infância bastante complicada, com pais mais complicados ainda, mas continuamos com boas cenas de ação e o desenvolvimento de outras histórias como a de Phury e John. O erotismo é mais latente neste livro, mas de uma sensualidade envolvente e não vulgar.


Comecei Amante Liberto (quinto livro da série) não gostando de Vishous e terminei a leitura com um carinho enorme por ele. Apenas bons autores conseguem nos fazer ter sentimentos tão contraditórios em relação aos seus personagens e Ward sem dúvida já alcançou este posto.

FICHA TÉCNICA

Título: Amante Liberto - Irmandade da Adaga Negra # 5
Autora: J.R Ward 
Onde Comprar: Amazon

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Oi Mi,
    Eu li o primeiro livro da IAN porque minha mãe e a Pâm do Interrupted Dreamer são APAIXONADAS!
    Aí eu precisava entender o motivo de tanta devoção pela saga, rs. Confesso que AINDA não me rendi, achei o 1 meio... não sei... Ok, mas não tudo isso. Mas não desisti, vou pegar o 2 em breve para chegar no 3 logo que me parece o favorito delas, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Mi,

    Tenho vontade de ler essa série, mas já me perdi em tantos livros que ela tem rs.
    Vi que temos uma relação de amor e ódio com certos personagens... adoro kkkk
    Espero ler em breve.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi! É deste livro que tenho que seguir com a leitura da série. De pronto não sou fã do Vishious, mas acredito no poder da autora para me fazer mudar de ideia. Foi assim no primeiro livro em relação ao Rei. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir