Desgrávida: Unpregnant [Resenha Literária]


Confesso que o fato de Desgrávida: Unpregnant em breve ganhar uma adaptação na HBO foi o que mais me chamou atenção, depois o enredo, é comum autores tratarem gravidez na adolescente, não tão comum é mostrar a jornada de uma jovem para conseguir abortar. E apesar do tema pesado, Jenni Hendriks e Ted Caplan (roteiristas de How I Met your Mother) conseguiram apresentar uma história bem leve.

Veronica Clarke tem 17 anos, é uma aluna exemplar, namora um jogador de futebol popular e descobre que está grávida! Desesperada ela resolve abortar sem contar para os pais e para isso ela precisa viajar para outra cidade e precisa de uma companhia, no caso, Bailey Butler, sua ex-melhor amiga. As duas se afastaram, mas Bailey descobre, de maneira até que cômica, que Veronica está grávida e não hesita em ajudar. 


Bailey é o oposto de Veronica, parece gótica, rabugenta, um pouco louca, ousada e corajosa, ela não faz o estilo certinha como a protagonista, que morre de medo do julgamento dos outros, e isso acaba rendendo bons momentos entre as duas. A viagem de três mil quilômetros de um fim de semana acaba virando uma aventura cheia de confusão, com direito a carro roubado, bandidos, fanáticos religiosos e a perseguição de Kevin, namorado de Veronica, mas acima de tudo é uma viagem focada na amizade e no amadurecimento das personagens

Já fazia muito tempo que não sentia raiva de um personagem como senti de Kevin. Perseguidor, stalker, controlador, psicopata. Sim, as atitudes do Kevin não são normais, claramente é um jovem perturbado, egoísta a ponto de querer prender a Veronica a qualquer custo. Dá uma certa agonia as falas de Kevin e seu comportamento, na verdade, é criminoso. Outros personagens aparecem durante a viagem das meninas, alguns bons e outros de caráter duvidosos.


Veronica não é uma personagem fácil no início, seu julgamento em relação a Bailey incomoda e principalmente sua preocupação com as amigas fúteis, mas terminei a leitura com uma incrível empatia pela personagem e gostando bastante dela. Ja Bailey diz coisas um pouco agressivas quando briga com a protagonista, mas gostei dela desde o início, uma personagem forte que também enfrenta seus problemas pessoais. 

Em nenhum momento julguei Veronica pelo aborto e acho que ela teve até bastante paciência para lidar com Kevin, até demais porque eu teria denunciado pra polícia. E é interessante que o livro não nos leva a um julgamento da personagem, pelo contrário, nos encaminha para tentar entender tudo que ela passa, que é algo bem pesado e um tanto surpreendente em alguns pontos. 


Desgrávida tem um tema forte e aborda questões que vão além do aborto e ainda assim nos mostra uma jornada divertida de autodescoberta, amadurecimento e bonita amizade. Não é um livro dramático, pesado, mas ainda assim uma ótima leitura. 

FICHA TÉCNICA

Título: Desgrávida: Unpregnant - Quando a vida inteira cabe em um único dia.
Autores: Jenni Hendriks e Ted Caplan
Nota: 4,5/5
Onde Comprar: Amazon

 

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Um tema forte e esse personagem deve dar raiva mesmo. Mas muito interessante parece ser a narrativa.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiii Mi

    Acho bacana o livro conduzir o leitor a entender as motivações da personagem, e não a julgar suas atitudes. Tb fiquei curiosa com esse livro depois que soube que ia ter adaptação, ainda quero ler. A capa em português ficou linda, melhor que a original.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Adorei sua resenha. Vi algumas resenhas sobre esse livro esses dias que já tinham me encantado, mas não sabia que iriam adaptar a história, fiquei surpresa e ansiosa para ler.
    Bom saber que apesar do tema, não é uma leitura pesada. Aliás, os detalhes do livro nas fotos são encantadores.

    Beijo!
    https://www.amorpelaspaginas.com/

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é muito bom, já estou lendo na página 12...super recomendo!

    Meu Blog: Acertar na loteria

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi!

    Ahh não sabia que vai ser adaptado! Fiquei mais curiosa ainda com o livro! A divulgação em cima dele tá sendo grande, e tinha uma impressão errada de uma história estilo chick-lit, mas pelos temas abordados já se torna mais sério e importante.

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Michele.
    Eu gostei muito desse livro. Me vi apaixonada pelas duas e mesmo a Veronica sendo daquele jeito eu entendi ela. Agora o Kevin tinha que ir preso pelo o que ele fez apesar de não ser considerado crime.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi! Amei o livro. A jornada das duas foi muito empolgante e gostei de não ter julgamento na obra pela escolha da Veronica, eu acho que ela tomou a melhor decisão. Gostei das duas garotas, da velhinha maluca da loja de penhores e quis bater naquele namorado embuste. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mi! Tudo bom?
    Tô vendo muita gente elogiar esse livro e tô bem curiosa pra ler. E pra assistir a adaptação também! A temática é muito atual e importante e acho ótimo falar sobre aborto de maneira saudável e responsável, tratando como a questão de saúde pública que é.
    E aaaaaaaa road trip é o melhor tipo de história!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. eu não conhecia o livro mas adorei sua resenha, já vou incluir o livro na minha lista para comprar

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir