O Silêncio da Casa Fria [Resenha Literária]


O Silêncio da Casa Fria homenageia os romances de terror gótico tão aclamados; ganhou, em 2018, o prêmio WHSmith Thumping Good Read. E sinceramente acredito que essa obra merece não só este, mas todas as premiações existentes. Isso porque a autora criou uma história fascinante.

É fato que durante a leitura temos um leve vislumbre de algumas narrativas clássicas, que ficam na homenagem, pois é válido dizer desde já, que Laura Purcell cria um enredo único e surpreendente. 

Elsie Bainbridge acaba de ficar viúva. Aliás, mal contemplou sua vida de casada com o falecido marido, Rupert Bainbridge. Ela herda a mansão isolada da família e o último desejo de seu marido foi que acolhesse Sarah, sua prima. 


A família Bainbridge não tinha descendentes vivos. Os pais de Rupert faleceram há tempos, e os de Sarah também. Por sorte, Elsie carregava em seu ventre o fruto de seu breve casamento feliz. A mansão que fora dada a ela não era, de longe, o sonho de uma mulher. Isolada, carregava histórias que faziam com que os moradores ao redor a temessem. 
Não gostava de ficar sozinha ali: sentia que a própria casa a observava. Que acompanhava seus movimentos entre as paredes, do mesmo modo como ela sentia o bebê se mexer no ventre.
Com isso, ninguém se candidatava as vagas de trabalho dispostas. Dessa forma, ter Sarah como companhia, seria ainda mais vantajoso.

Elsie teve uma infância sofrida. Cuidou de seu irmão desde muita nova, e por ele se abdicou de várias oportunidades. Seu casamento com Rupert foi algo de pura sorte. 

Acontece que a morte de seu marido foi inesperada e precoce. Nos seus sonhos, eles planejavam criar seus filhos naquela mesma mansão, mas antes Rupert iria prepará-la para que ficasse ideal para sua família. Infelizmente, ele não teve tempo e Elsie se deparou com uma casa praticamente abandonada. Havia uma governanta, que há tempos já era responsável pela mansão, e duas criadas que não foram treinadas o suficiente para servir.


Sarah e Elsie, então, começam a explorar a casa e descobrem portas trancadas. Ao explorarem o local, acabam se deparando com estranhos objetos, conhecidos como companheiros silenciosos. Eventos estranhos passam a tomar conta da casa. Eventos estes que colocam a própria sanidade de Elsie à prova. Seria mesmo realidade? Ou delírios de uma mente perturbada? 
Não acredita em espíritos?
Foram essas duas perguntas que me deixaram envolvida por completo na leitura.  
Não se pode explicar o medo; só se pode senti-lo, rugindo em meio ao silêncio até congelar seu coração.
A escrita da autora é objetiva, o que me deixou ainda mais empolgada com a leitura. Não temos passagens maçantes e demasiadamente descritivas, características comuns aos romances góticos clássicos. Com essa narrativa mais contemporânea, a leitura flui e no meu caso, se tornou rápida.


No entanto, isso não significa rapidez no desenrolar e pobreza nos detalhes. Somos transportados para a era vitoriana, conseguimos visualizar mentalmente o local, os personagens, as situações por eles vividas. A atmosfera que dá lugar ao terror e ao suspense do enredo é mirabolante. A autora consegue deixar o leitor preso. Senti calafrios em várias passagens, e mesmo com a dúvida se os fatos não passavam de imaginação da personagem, confesso que me arrepiei. 

O contexto histórico é outra riqueza do enredo. O estilo de vida, a dominação ainda maior do patriarcado, os artefatos, os costumes um tanto que sombrios.

Foi uma leitura excelente e memorável. Se é fã do gênero, não pode perder.


Por ser um livro da DarkSide® Books, podem ter certeza que a edição é maravilhosa. Capa dura, páginas grossas e letras confortáveis para ler até mesmo durante a noite, se você for corajoso(a).

FICHA TÉCNICA

Título: O Silêncio da Casa Fria
Autora: Laura Purcell
Nota: 5/5 ♥️
Onde Comprar: AmazonDarkSide® Books


Bianca Gonçalves
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Oi, Bianca!
    Já de cara me apaixonei por essa edição! Tinha que ser Darkside mesmo haha <3
    Eu gostei muito da proposta, e já quero colocar na minha lista de próximas leituras!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda to muito chocado com essa edição linda, mas ao mesmo tempo creepy. Eu vi a resenha de uma colega e ela me notou pra esse olho na fechadura KKKKKKKKKKKKKKKKK Medo real. Pra mim infelizmente nao rola viu. Muito tenebrosozinho pra mim.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Bianca, quando li romance gótico na sua resenha logo fui fisgada, curiosa demais com este livro, sem contar esta capa maravilhosa!
    Também gosto de escrita objetiva sabe, curti muito a dica!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  4. Olá, Bianca.
    Eu achei o enredo do livro muito interessante e se fosse de qualquer outra editora eu ia querer ler na hora. Mas como me decepcionei muito com os últimos livros que li da DarkSide que são lindos na edição mas as histórias deixam a desejar, fico com um pé atrás. Ainda mais porque os livros custam basicamente o preço de dois outros hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Quando iniciei a leitura achei todo o mistério bem interessante, mas depois o livro começou a ficar lento e eu não consegui mais me sentir empolgada com a história kk. Não sei o que aconteceu, mas achei que o livro não foi uma experiência assim tão boa para mim.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bianca
    Acho que a única coisa que me chama atenção é o livro se passar a era vitoriana, fora isso, eu fugo do terror. Mas ultimamente estou saindo mais da zona de conforto, então pode ser um livro que irei adicionar à minha wishlist.
    beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  7. A edição gráfica é nota 10 to evitando terror e suspense mas deu vontade de ler

    ResponderExcluir